Ácido sebácico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sebacic acid
Alerta sobre risco à saúde
Sebacic acid.png
Nome IUPAC decanedioic acid
Outros nomes 1,8-octanedicarboxylic acid
Identificadores
Número CAS 111-20-6
SMILES
Propriedades
Fórmula molecular C10H18O4
Massa molar 202.25 g/mol
Densidade 1.209 g/cm3 (25 °C)
Ponto de fusão

131–134.5 °C

Ponto de ebulição

294.4 °C at 100 mmHg

Solubilidade em água 0.25 g/L[1]
Acidez (pKa) 4.720, 5.450[1]
Compostos relacionados
ácidos dicarboxílicos relacionados Ácido azelaico (C9H16O4)
Ácido undecanodioico (C11H20O4)
Ácido dodecanodioico (C12H22O4)
Compostos relacionados Dicloreto de ácido sebácico
Ácido cáprico (decanoico)
Monometil sebacato e dimetil sebacato (ésteres mono- e dimetílicos)
Excepto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições PTN

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

O ácido sebácico é um ácido dicarboxílico que apresenta a estrutura química (HOOC)(CH2)8(COOH). É encontrado na natureza na forma de um floco branco ou pó cristalizado, e é obtido através da fusão cáustica do óleo de mamona.[2] Atualmente, Índia, China e Brasil respondem pela maior produção mundial desse produto, que conquistou maior importância no mercado brasileiro após os investimentos do governo no biocombustível, que tem entre suas possíveis matérias-primas a mamona. Dos produtos obtidos através do ácido sebácico estão o Nylon-6,10 e lubrificantes para turbinas de avião.[3] Da mesma forma que o ácido azelaico, o ácido sebácico pode ser utilizado na produção industrial de plásticos (como agente de estabilização),[4] lubrificantes, fluidos hidráulicos, cosméticos, velas, etc. É também usado na produção de fragrâncias aromáticas, antissépticos e materiais de pintura.

Referências

  1. a b Bretti, C.; Crea, F.; Foti, C.; Sammartano, S.. (2006). "Solubility and Activity Coefficients of Acidic and Basic Nonelectrolytes in Aqueous Salt Solutions. 2. Solubility and Activity Coefficients of Suberic, Azelaic, and Sebacic Acids in NaCl(aq), (CH3)4NCl(aq), and (C2H5)4NI(aq) at Different Ionic Strengths and at t = 25 C". J. Chem. Eng. Data 51 (5): 1660–1667. DOI:10.1021/je060132t.
  2. (em português) EMBRAPA. Características do óleo Cultivo da Mamona.. Página visitada em 13 de Junho de 2007.
  3. (em português) Prof. Marisa A. B. Regitano-d'Arce, GRÃOS E ÓLEOS VEGETAIS: MATÉRIAS PRIMAS (2004)
  4. (em português) Instrução Normativa nº 157 de 10.05.2002. Seção VI - PRODUTOS DAS INDÚSTRIAS QUÍMICAS OU DAS INDÚSTRIAS CONEXAS, Capítulo 29 - Produtos químicos orgânicos NOTAS EXPLICATIVAS DO SISTEMA HARMONIZADO DE DESIGNAÇÃO E DE CODIFICAÇÃO DE MERCADORIAS.. Página visitada em 13 de Junho de 2007.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]