Água de Beber

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

"Agua de Beber" é uma bossa nova composta por Antonio Carlos Jobim, com a letra escrita por Vinicius de Moraes. A versão em inglês foi escrita por Norman Gimbel.

Gravações[editar | editar código-fonte]

A história é de Kléber Farias, um dos engenheiros que ajudaram na construção de Brasília:  Em 1959, época da construção da nova capital, Juscelino convida Tom Jobim e Vinicius de Moraes para passar uma temporada no Catetinho (palácio provisório, feito de madeira) para compor uma sinfonia que deveria ser executada no dia da inauguração de Brasília. Numa noite qualquer, Vinicius e Tom faziam caminhavam perto do Palácio de Madeira,  "Quando ouviram o barulho da água daqui, que é atrás do Catetinho, perguntaram para o vigia, 'mas que barulho de água é esse aqui?' Você não sabe não? É aqui que tem água de beber, camará."  Assim conheceram a fonte, de água e de inspiração para a primeira música composta em Brasília. Kleber foi um dos primeiros a ouvir a música, cantada por Tom e Vinícius no único hotel da cidade horas depois de compô-la.