Álvaro Cunqueiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Álvaro Cunqueiro
Data de nascimento 22 de Dezembro de 1911
Local de nascimento Mondoñedo
Data de falecimento 28 de fevereiro de 1981 (69 anos)

Álvaro Cunqueiro Mora (Mondoñedo, 22 de dezembro de 1911Vigo, 28 de fevereiro de 1981) foi um novelista, poeta, dramaturgo, jornalista e gastrônomo espanhol, considerando um dos grandes autores da literatura galega.

Os seus pais eram Joaquín Cunqueiro Montenegro, de profissão boticário e Pepita Mora Moirón. Álvaro Cunqueiro é autor de numerosas obras, como "Merlín e familia", bem como da pequena cita "Mil primaveras mais" referindo-se à língua galega.

Obra[editar | editar código-fonte]

Em galego[editar | editar código-fonte]

Poemas Mar ao Norde (1932)
Poemas Poemas do si e non (1933)
Poemas Cantiga nova que se chama Riveira (1933)
Poemas Dona do corpo delgado (1950)
Prosa Merlín e familia (1955)
Prosa Crónicas do sochantre (1956)
Teatro O incerto señor Don Hamlet, Príncipe de Dinamarca (1958)
Relato Escola de Menciñeiros (1960)
Prosa Se o vello Sinbad volvese ás illas (1961)
Poemas A noite vai coma un río (1965)
Relato Xente de aquí e de acolá (1971)
Poemas Palabras de víspera (1974)
Relato Os outros feirantes (1979)

Em castelhano[editar | editar código-fonte]

  1. Elegías y canciones (1940)
  2. Balada de las damas del tiempo pasado (1945)
  3. Crónica de la derrota de las naciones (1954)
  4. Las mocedades de Ulises (1960)
  5. Flores del año mil y pico de ave (1968)
  6. Un hombre que se parecía a Orestes (1969)
  7. Vida y fugas de Fanto Fantini della Gherardesca (1972)
  8. El año del cometa con la batalla de los cuatros reyes (1974)
  9. Tertulia de boticas prodigiosas y Escuela de curanderos (1976)

Ver também[editar | editar código-fonte]

  1. Secção sobre Álvaro Cunqueiro no web do Conselho da Cultura Galega: Contém documentos sonoros
  2. Trecho duma entrevista feita por Margarida Ledo e Lois Diéguez em 1974 em que Álvaro Cunqueiro defende a aproximação ortográfica galego-portuguesa: [1]


Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde dezembro de 2009).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.