Álvaro Martins Homem

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.
Estátua de Álvaro Martins Homem.

Álvaro Martins Homem (? — Praia, c. 1482) foi um explorador português do século XV, capitão do donatário na ilha Terceira, nos Açores. Foi o fundador da vila de Angra, actual cidade de Angra do Heroísmo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Terá viajado extensamente pelo Oceano Atlântico e acompanhado João Vaz Corte-Real numa expedição conjunta com escandinavos às costas da Gronelândia e da Terra Nova.

Foi o segundo capitão do donatário na ilha Terceira, sucedendo a Jácome de Bruges, desaparecido em condições misteriosas. Exerceu o cargo desde 1474 até 1483, tendo-lhe seguido Antão Martins Homem, seu filho.

Foi casado com D. Inês Martins Cardosa, filha de Martim Anes Cardoso, fidalgo da Casa dos Infantes, e veio a falecer por volta de 1482 na então vila da Praia.

Foi fidalgo da Casa da Infanta D. Beatriz de Portugal, mãe do Duque de Viseu, D. Diogo, Duque de Beja e de Viseu, Donatário por carta da dita Infanta, com data de 17 de Fevereiro de 1474, a seu mando foi construído na margem da ribeira de Angra, para sua residência, o Paço ou Castelo dos Moinhos.

Foram seus irmãos Heitor Álvares Homem, falecido em 1528 e que um ano antes de morrer, em 1527, mandou edificar a Ermida de Nossa Senhora da Ajuda, no lugar que actualmente corresponde à freguesia da Vila Nova, casado com D. Beatriz Afonso Columbreiro; João Vaz Homem, que casou com D. Catarina ou Francisca da Costa; e João Álvares Homem que casou duas vezes, a primeira D. Ana Luiz da Costa e a segunda com Isabel Valadão.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre figuras históricas dos Açores é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.