Área de Brodmann

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Área de Brodmann é uma região do córtex cerebral definida com base nas suas estruturas citoarquitetonicas e organização de suas células. Originalmente definidas e numeradas pelo alemão anatomista Korbinian Brodmann baseadas na organização citoarquitetural dos neurônios que ele observou no córtex cerebral. Brodmann publicou seus mapas de áreas corticais em humanos, macacos e outras espécies, em 1909 [1] , junto com muitas outras descobertas e observações sobre os tipos de células em geral e a organização laminar do córtex dos mamíferos. O mesmo número de área de Brodmann em diferentes espécies não indica necessariamente áreas homólogas[2] .

Um mapa cortical similar, porém mais pormenorizado, cortical foi publicado por Constantin von Economo e N. Georg Koskinas em 1925[3] .

Importância Atual[editar | editar código-fonte]

Áreas de Brodmann foram discutidas, debatidas, refinadas, e renomeadas exaustivamente por quase um século, e continuam a ser a mais conhecida e citada organização citoarquitetonica do córtex humano. Muitas das áreas de Brodmann definidas apenas com base na sua organização neuronal já foram correlacionadas similarmente à diversas funções corticais. Por exemplo, áreas de Brodmann 1, 2 e 3 são o córtex somatosensorial primário, área 4 é o córtex motor primário, área 17 é o córtex visual primário, e áreas de 41 e 42 correspondem ao córtex auditivo primário. Funções de ordem superior às das áreas corticais de associação também são consistentemente localizadas nas mesmas áreas de Brodmann pela imagem funcional neurofisiológica (por exemplo, a localização consistente da área de Broca, com função de compreensão da linguagem, nas áreas Brodmann em 44 e 45). No entanto, imagens funcionais só podem identificar a localização aproximada de ativações cerebrais em termos de áreas de Brodmann dado o fato de que os limites reais em qualquer cérebro individual requerem um exame histológico.

Áreas de Brodmann em primatas humanos e não-humanos[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg
Por favor, melhore este artigo ou secção, expandindo-o(a). Mais informações podem ser encontradas na página de discussão. Considere também a possibilidade de traduzir o texto das interwikis.

Cada área tem mais de uma função, múltiplas áreas são usadas em cada atividade e um lado frequentemente tem prevalência sobre o outro. [4]

Vista medial (interna).
  • Áreas 3, 1 e 2 - córtex somatossensorial primário: processa tatos, dor e propriocepção);
    Vista lateral (externa).
  • Área 4 - córtex motor primário: controle de diversos movimentos e respostas cinestésicas;
  • Área 5 e 7 - córtex de associação somatossensorial: visão espacial, uso de ferramentas, memória de trabalho;
  • Área 6 - córtex pré-motor e córtex motor suplementar (córtex motor secundário);
  • Área 8 - inclui campos oculares frontais: associado com o controle do movimento dos olhos;
  • Área 9 - córtex dorsolateral pré-frontal: associado com lógica e cálculos;
  • Área 10 - córtex pré-frontal anterior (parte mais rostral e superior do giro frontal meio superior): associado com atenção e alerta;
  • Área 11 e 12 - área orbito-frontal: associado ao processo decisório e comportamentos éticos[5] ;
  • Área 13 e área 14 - córtex insular*: associado ao somatossensorial, memória verbal, motivação[6] ;
  • Área 15 - lobo temporal anterior*;
  • Área 17 - córtex visual primário (V1);
  • Área 18 - córtex visual secundário (V2);
  • Área 19 - córtex visual associativo (V3, V4, V5);
  • Área 20 - giro temporal inferior;
  • Área 21 - giro temporal médio;
  • Área 22 - giro temporal superior (parte da área de Wernicke;
  • Área 23 - córtex ventral cingulado posterior;
  • Área 24 - córtex ventral cingulado anterior [7]
  • Área 25 - córtex subgenual (parte do córtex ventromedial pré-frontal ); [4]
  • Área 26 - porção ectosplenial da região retrosplenial do córtex cerebral;
  • Área 27 - córtex piriforme;
  • Área 28 - córtex entorrinal posterior ;
  • Área 29 - córtex retrosplenial cingulado;
  • Área 30 - Parte do córtex cingulado;
  • Área 31 - córtex dorsal cingulado posterior;
  • Área 32 - córtex dorsal cingulado anterior;
  • Área 33 - parte do córtex cingulado anterior;
  • Área 34 - córtex anterior entorrinal (no giro parahipocampal );
  • Área 35 - perirrinal córtex (no giro parahipocampal );
  • Área 36 - cortex Hipocampal (no giro para-hipocampal );
  • Área 37 - giro fusiforme;
  • Área 38 - área temporopolar (parte mais rostral do giro temporal superior e médio): associado com interpretação de emoções;
  • Área 39 - giro angular (considerado por alguns como parte da área de Wernicke);
  • Área 40 - giro supramarginal (considerado por alguns como parte da área de Wernicke);
  • Áreas 41 e 42 - córtex primário e de associação auditiva;
  • Área 43 - córtex gustativo primário;
  • Área 44 - pares operculares , parte da área de Broca;
  • Área 45 - pares triangulares área de Broca;
  • Área 46 - córtex pré-frontal dorsolateral;
  • Área 47 - giro prefontal Inferior;
  • Área 48 - área retrosubicular (uma pequena parte da superfície medial do lobo temporal);
  • Área 49 - parasubiculum área de um roedor;
  • Área 52 - parainsular área (na junção do lobo temporal e a insula );

(*) Diferente em primatas humanos

(**) Algumas das áreas originais Brodmann foram subdivididas, por exemplo, "23" e "23b"; [8]

Referências

  1. Brodmann K. Vergleichende Lokalisationslehre der Grosshirnrinde. Leipzig : Johann Ambrosius Bart, 1909
  2. Garey LJ. Brodmann's Localisation in the Cerebral Cortex. New York : Springer, 2006 (ISBN 0-387-26917-7) (ISBN 978-0387-26917-7)
  3. Economo, C., Koskinas, G.N. (1925). Die Cytoarchitektonik der Hirnrinde des erwachsenen Menschen. Wien: Springer Verlag.
  4. http://www.fmriconsulting.com/brodmann/Interact.html
  5. http://www.fmriconsulting.com/brodmann/BA11.html
  6. http://www.fmriconsulting.com/brodmann/BA13.html
  7. http://ukpmc.ac.uk/articles/PMC2268639;jsessionid=BBF4DB8DAFCFCB452BEA9AB7368AB5C6.jvm4
  8. Brent A. Vogt, Deepak N. Pandya, Douglas L. Rosene (August 1987). "Cingulate cortex of the rhesus monkey: I. Cytoarchitecture and thalamic afferents". The Journal of Comparative Neurology 262 (2): 256–270. doi:10.1002/cne.902620207. PMID 3624554.