Ásia Latina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ásia Latina foi um dos nomes dados pelos romanos à província da Ásia na Ásia Menor (Anatólia Ocidental), hoje parte da Turquia, também chamada Mikra Ásia. Foi a maior brevidade de posse do Império Romano no continente asiático.

Países latinos da Ásia[editar | editar código-fonte]

Dois países da Ásia têm reconhecido a sua cultura latina, ambos os países são membros da União Latina, estes são Timor-Leste e as Filipinas.

Timor-Leste[editar | editar código-fonte]

Timor-Leste, apesar de ser um país de língua portuguesa, a maior parte de sua população fala o tétum, língua com um grande número de palavras portuguesas emprestadas, bem como algumas características gramaticais. A tradição da língua portuguesa no Timor-Leste remonta a mais de 400 anos, a partir do momento em que os primeiros exploradores portugueses chegaram à ilha. Como conseqüência o português é também a língua oficial desse país. Por outro lado, Timor-Leste é um membro da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), também conhecida como a Comunidade lusófona

Recentemente, no Timor-Leste, o antigo primeiro-ministro Mari Alkatiri tem utilizado a expressão "Ásia Latina" para se referir à única cultura do seu país: "O primeiro-ministro convidou a visitar executivos para explorar o Timor-Leste e à experiência única cultural da Ásia Latina que pode ser encontrada aqui".[1]

Filipinas[editar | editar código-fonte]

As Filipinas foram governadas pela Espanha durante três séculos até a invasão dos americanos em 1898. É onde existem importantes populações que falam a língua espanhola. Várias línguas do espanhol crioulo são faladas nas Filipinas hoje, todos eles chamados Chavacano.

Estes são:

  • Chavacanos de Luzon:
    • Caviteño, falada no Cavite.
    • Ternateño, falado no Cavite.
    • Ermitaño, antigamente falado em Ermita, Manila, agora extinto.
  • Chavacanos de Mindanao:
    • Zamboangueño (360000)
    • Cotabateño
    • Davaoeño

As Filipinas são chamadas Ásia Latina, em certos círculos académicos, tais como a Igreja Católica e algumas ONGs. [2] [3] [4]

Embora em retiro de poucas décadas, devido à influência americana, as Filipinas estão usando a sua influência cultural Latina como uma marca comercial para diferenciar as suas cidades de quaisquer outras cidades asiáticas. O caso mais representativo é Zamboanga, que foi dado o título de Cidade Latina da Ásia.[5] [6]

O caso de Macau[editar | editar código-fonte]

Macau pode ser considerado como parte da Ásia Latina até certo ponto: o português é uma das línguas oficiais de Macau. As ruas e todos os sinais de tráfego são em ambos os idiomas (o português e o chinês tradicional), existem estações de rádio que transmitem na língua portuguesa e existem jornais em língua portuguesa.

Embora o Português em Macau não seja muito utilizado hoje em dia, porém ainda é considerada a língua principal. É falada pela minoria dos macaenses. Na metade da cidade possuem textos em português e escolas tem como principais matérias o chinês e português.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Timor-Leste is 'Open for Business', 28 de Novembro de 2005
  2. Kurt, james. The Vatican's foreign policy. The National Interest, June 22, 1993
  3. Hulme D. & Edwards, M. Scaling up NGO impact on development: learning from Experience. Development in Practice, Volume 2, Issue 2 1992 , pages 77 – 91.
  4. Kurt, James. America’s Democratization Projects Abroad, The American Spectator, November 14, 2006.
  5. Covarrubias , S. Asia's Latin City, best brand for Zamboanga: Spanish journalist, Sun Star (Zamboanga), September 07, 2007
  6. Covarrubias , S. Zambo is accurately Asia’s Latin City: NCCA commissioner, Sun Star (Zamboanga), November 16, 2007