Ângelo Francisco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde dezembro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros, acadêmico)Yahoo!Bing.

Ângelo Francisco Francisquin (originalmente Angelo Francesco Franceschin) foi um sertanista, bandeirante e desbravador do litoral sul brasileiro, notadamente da região de São Francisco do Sul, onde foi um dos primeiros a se fixar, muito antes de Manoel Lourenço de Andrade fundar a vila que deu origem à atual São Francisco do Sul. Segundo Jorge Luís Borges (in Nossa Senhora da Graça do Rio São Francisco), as poucas informações a seu respeito dão conta de que nascera em Gênova, na Itália, e que viera primeiro a São Paulo, de onde partiu integrando diversas bandeiras pelas florestas brasileiras, até que chegou a São Francisco e ali fixou-se com ânimo definitivo, posto que na ilha nasceram quase todos os seus filhos.

Dentre a sua numerosa prole, destaca-se o capitão-povoador Antônio Francisco Francisques (o patronímico da família corrompeu-se de Franceschin, italiano, para Francisques, aportuguesado), primeiro donatário das terras da península do Saí, na margem setentrional da baía de São Francisco, conforme determinação de Manoel Lourenço de Andrade, fundador e primeiro capitão-mor da vila de São Francisco. Ângelo Francisco teria voltado a São Paulo antes da fundação da vila porque a vida em São Francisco se tornou inviável economicamente e, depois, regressado à ilha na bandeira de Lourenço de Andrade.

Acredita-se que já estava em São Francisco por volta de 1630, ao lado de Daniel Gonçalves, piloto e homem do mar, época em que a ilha já estava completamente desabitada, pois os Carijós haviam sido escravizados ou mortos por predadores de índios. Francisquin e Gonçalves teriam sido, pois, os primeiros a residir na terra e a iniciar sua colonização. Apenas em 1642 houve uma doação oficial de sesmaria em São Francisco: Antonio Fernandes foi seu donatário. A carta lhe conferia poderes para "ir e povoar a ilha de São Francisco, onde já tinha uma capela de Nossa Senhora da Graça". É de se presumir que a gente de Fernandes tenha ainda encontrado na ilha de São Francisco os colonos de Francisquin e Daniel Gonçalves e que com eles tenha até formado um único núcleo.

Mas as dificuldades econômicas inviabilizaram a continuidade da povoação e todos regressaram a São Paulo. De Antonio Fernandes e Daniel Gonçalves não restam mais notícias. Em 1658, com a bandeira de Manoel Lourenço de Andrade, Ângelo Francisco regressou ao local a cuja colonização dera início há mais de vinte anos, participando da fundação do povoado que originou a atual cidade de São Francisco do Sul.