Ângelo Rodrigues

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes fiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes fiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes fiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Ângelo Rodrigues (Porto, 9 de Setembro de 1987) é um actor e músico português.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Com formação na Escola Superior de Teatro e Cinema e depois de várias peças de teatro amador, é em 2007 que chega ao pequeno ecrã. Estreia-se na telenovela “Doce Fugitiva” (TVI), passando por séries de sucesso, como o P.I.C.A. (RTP2) e “Morangos Com Açúcar — Série V” (TVI). Já em horário nobre, integra o elenco das telenovelas “Deixa Que Te Leve” (TVI), e “Laços de Sangue” (SIC).[2] Com a telenovela “Rosa Fogo” (SIC), torna-se o protagonista masculino mais novo de sempre na ficção nacional.

Ângelo estudou no Colégio Liceal de Santa Maria de Lamas, durante o seu secundário, onde completou o 12º ano.[3]

Cinema é também uma das suas apostas. Integrou o elenco das longas-metragens “A Bela e o Paparazzo” de António Pedro Vasconcelos, “A Esperança Está Onde Menos Se Espera” de Joaquim Leitão, e “O Que Há de Novo No Amor?” de Mónica Santana Baptista, premiado com o Prémio TAP para melhor longa-metragem portuguesa no festival Indie Lisboa, em 2011.

Apaixonado pela música, Ângelo Rodrigues foi vocalista da banda X-Tasy, com a qual conquistou o segundo lugar do concurso nacional TMN Garage Sessions, em 2007. O seu EP de estreia integrou a banda sonora do site Elite Lisbon durante um ano.

Cinema[editar | editar código-fonte]

Longas-metragens
Curtas-metragens

Televisão[editar | editar código-fonte]

Telenovelas[editar | editar código-fonte]

Séries[editar | editar código-fonte]

Telefilmes[editar | editar código-fonte]

Teatro[editar | editar código-fonte]

Realização[editar | editar código-fonte]

Música[editar | editar código-fonte]

EP

Referências

  1. a b Ângelo Rodrigues: "Não vou telefonar à Marta". Correio da Manhã. Página visitada em 25 de abril de 2012.
  2. “Ter filhos é uma ambição que tenho”, revela ÂNGELO RODRIGUES. VIP. Página visitada em 25 de abril de 2012.
  3. Galã da telenovela escreveu peças de teatro e cantou rap nas festas do Colégio de Lamas. Terras da Feira. Página visitada em 25 de abril de 2012.

Ver também[editar | editar código-fonte]