Ângelo Rodrigues

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Ângelo André Rodrigues Araújo (Porto, 9 de Setembro de 1987) é um actor português. É considerado um dos actores mais talentosos da sua geração.


NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ângelo Rodrigues
Nome completo Ângelo André Rodrigues Araújo
Nascimento 9 de Setembro de 1987 (27 anos)
Porto
Nacionalidade Portugal portuguesa
Ocupação Actor
Atividade 2002 - presente
IMDb: (inglês)





Biografia[editar | editar código-fonte]

Ângelo Rodrigues teve o primeiro contacto com o teatro em 2002. Aos 15 anos, frequentou o Colégio Liceal de Santa Maria de Lamas, em Santa Maria da Feira. O colégio tinha um auditório sub-aproveitado e, com a permissão da directora, apresentou lá os seus primeiros espectáculos. Escreveu, encenou e protagonizou algumas peças, onde procurou sempre incluir os colegas da turma. Os textos eram satíricos e o tom cómico. Estava subjacente um constante desafio à autoridade, típico da adolescência.

Integrou uma companhia de teatro semi-profissional (TORF), com a qual apresentou dois espectáculos: A Lamentação da Mula (2003) e Desimaginação (2004). Ambas foram encenadas por Jorge Castro Guedes, cujo método de trabalho rigoroso e exigente estimulou Ângelo Rodrigues a ser um actor mais disciplinado.

Paralelamente, começou a fazer alguns trabalhos de figuração. Na telenovela O Teu Olhar (TVI), as gravações tinham lugar na Figueira da Foz, a 120 kms da sua terra-natal. Tinha de apanhar dois comboios e todo o dinheiro que ganhava era para pagar os transportes. Para ele, "era uma forma de começar a absorver toda a mecânica do meio, por isso valia pela experiência." Fez figuração em outros programas do day-time da RTP1: Portugal No Coração e Praça da Alegria.

Terminou o 12º ano com média de 17,2 valores. Mudou-se para Lisboa e ingressou na Faculdade de Letras, da Universidade de Lisboa, para estudar Artes Cénicas. Estreou-se em televisão na telenovela Doce Fugitiva (TVI) quando tinha 19 anos. Saiu da telenovela para protagonizar a série P.I.C.A. (Plano de Intervenção em Canal Alternativo), que misturava ficção e realidade. Em 2008, foi um dos protagonistas de Morangos Com Açúcar: Série V, série juvenil de grande sucesso. Ainda na TVI, interpretou o delinquente Zé João, no telefilme Pelas Próprias Mãos e o ilusionista Germano, na telenovela Deixa Que Te Leve.


Em 2009 fez a sua primeira incursão pelo cinema, com participações em A Esperança Está Onde Menos Se Espera, A Bela e o Paparazzo e na curta-metragem Algo de Bom. No mesmo, estudou cinema na Escola Técnica de Imagem e Comunicação (ETIC), onde tirou o curso de Realização, concluído com 16 valores.



Mudou-se para a SIC em 2010, e integrou o elenco de Laços de Sangue, uma co-produção SIC / Globo vencedora de um Emmy Internacional na categoria de Melhor Telenovela. Saiu a episódios do fim para protagonizar Rosa Fogo, também nomeada para um Emmy Internacional na categoria de Melhor Telenovela. Aos 23 anos, Ângelo Rodrigues tornou-se no protagonista mais novo de sempre em prime-time. No mesmo ano, foi nomeado na categoria Revelação dos Globos de Ouro, evento que premeia a excelência nas áreas da arte e entretenimento.

Foi um dos primeiros colocados nas audições para a Escola Superior de Teatro e Cinema, onde tira actualmente a licenciatura em Teatro. Esteve em cartaz com a peça Só Os Idiotas Querem Ser Radicais, encenada por John Romão, e com os clássicos Prometeu Agrilhoado, de Ésquilo, e A Gaivota, de Anton Tchekov. Destacam-se os workshops que fez com a conceituada preparadora de actores Margie Haber e as masterclasses com os realizadores Stephen Frears (2010) e David Cronenberg (2012).


Participou no filme O Que Há De Novo No Amor?, que venceu o prémio TAP para melhor longa-metragem no Indie Lisboa Film Festival e fez parte da selecção oficial do São Paulo International Film Festival, em 2012.

Em 2013 foi convidado para interpretar o homossexual Simão na telenovela Sol de Inverno. Foi a primeira vez que a co-adopção foi abordada na ficção portuguesa, um tema sensível que dividiu bastante a opinião pública, numa fase em que a mesma constituía um projecto-lei que esperava aprovação da Assembleia da República. Esta personagem foi um marco na sua carreira, impressionando pela densidade que emprestou à personagem, provando que o seu talento vai muito além dos seus atributos físicos. Terminadas as gravações, esteve em cena com Win & Will, a partir de Dias Felizes de Samuel Beckett, e Hamlet Machine, de Heiner Muller. Em 2014, fez parte da telenovela Mar Salgado. Para dar vida a Miguel, um instrutor de mergulho, viajou para o Dubai, onde tiveram início as gravações.

Em Agosto do mesmo ano, viajou para o Brasil ao abrigo de um protocolo de mobilidade internacional, para terminar o último ano da licenciatura na UNIRIO, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Teve 3 meses de formação no Brasil, no âmbito da disciplina Teatro e o Enclausuramento, para poder dar aulas no Complexo Penitenciário de Bangu, a prisão de segurança máxima do Rio de Janeiro. O propósito era nobre: partilhar com os presos noções básicas de teatro, jogos de desinibição, espírito de grupo e exercícios de confiança. Podia estar ao lado de um assassino, marginal ou o dealer mais perigoso do Brasil, não interessava. Estavam ali unidos com um único propósito: o Teatro. Nas palavras do próprio, "entrei em conflito com o meus próprios preconceitos", sendo, por isso, uma experiência altamente enriquecedora.

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Ângelo Rodrigues foi aluno do Externato Nossa Senhora de Fátima, um colégio de freiras na freguesia de Arcozelo. Era um aluno aplicado e atento, já com uma natural aptidão para as artes. Era o único rapaz seleccionado para fazer as peças de teatro e, com 10 anos, venceu o concurso de poesia da escola.

Durante a infância, o pai recortava os artigos mais interessantes dos jornais e colocava-os no seu quarto, para quando acordasse. Queria, de alguma forma, motivá-lo a ser melhor, mais culto e instruído. Levava-o a museus e exposições para ensiná-lo a pensar por ele próprio. Iam ao cinema todas as semanas e, muitas vezes, adormeciam a ver filmes. De certa forma, a sua presença foi fundamental para alargar os seus horizontes através do contacto com a cultura.

Uma das maiores influências durante a infância foi a sua tia Estrela Novais, co-fundadora da companhia de teatro Seiva Trupe. A forma como vivia e respirava arte, e o seu comprometimento com o teatro foram fundamentais para entender, desde cedo, a seriedade da profissão. Visitou os bastidores da novela Vidas de Sal (RTP1), e o seu olhar observador e atento eram reveladores. O simples convívio com actores consagrados tornava-o ainda mais curioso. Numa das visitas à tia, em Lisboa, começou a usar a sua maquilhagem. Por brincadeira, pintava-se, limpava, e tentava de novo. Incitado pela tia, fez várias vezes de homem-estátua na rua. De certo modo, havia um lado misterioso e enigmático que o fascinava. Eram já sinais de uma precoce apetência para a transfiguração.

Fez o 2º ciclo na Escola EB 2/3 Sophia de Mello Breyner, em Arcozelo. A influência que a poetiza acabava por ter, inconscientemente, na estrutura curricular da disciplina de Português, fê-lo despertar para a poesia. Começou a interessar-se pela literatura e a forma com esta o transportava para um universo muito próprio e inacessível.


Como qualquer criança, tinha o sonho de ser jogador de futebol. Passou por alguns clubes e, com 12 anos, foi jogador das camadas jovens do Futebol Clube do Porto. Mas a paixão que tinha pelo cinema foi relegando o desporto para segundo plano. Com 13 anos, já assistia à cerimónia dos Óscares sozinho. Algures entre a ansiedade e a expectativa, havia algo que o cativava e não conseguia decifrar. Era um aspirante a cinéfilo e não sabia.

Durante a adolescência, viveu um período conturbado, ao ser vítima de bullying. O seu ar franzino e fisionomia frágil levaram a que sofresse várias agressões, que se arrastaram por 2 anos.

Por iniciativa própria, andou em 4 escolas até concluir o ensino secundário. Queria coleccionar experiências e conhecer pessoas novas, e a liberdade concedida pelos pais ajudavam-no a conquistar isso. Enquanto aluno, sempre foi muito disciplinado e metódico. Tinha facilidade em apreender conhecimentos e tinha sempre as melhores notas da turma. Com 14 anos, foi distinguido como o melhor aluno do distrito de Aveiro.

O colégio onde andava ficava longe dos principais centros urbanos e, por isso, ia sem companhia ao cinema. Como não tinha muitas posses, a maior parte das vezes viajava só com o dinheiro do bilhete de comboio. Dentro do cinema, conseguia entrar sem ser notado e chegava a ver 3 filmes seguidos.

Aos 15 anos, começa a escrever os primeiros desabafos em forma de poesia. Dizia ser a melhor forma de "exorcizar sentimentos". Enquanto adolescente solitário, sentia "uma dor de querer pertencer a algum lugar e não pertencer".

Com 17 anos, concorreu ao célebre concurso Elite Model Look e ficou entre os 10 finalistas, conseguindo um contrato de de exclusividade com a agência Elite Model Management. A partir daí, começou a fazer viagens frequentes a Lisboa para fazer os primeiros castings e, depois de muitas tentativas em vão, estreia-se em publicidade. Ao longo dos anos, fez anúncios para marcas como Vodafone, TMN, Blitz e Santander.


O seu objectivo era terminar o 12º ano e mudar-se para Lisboa, por ser a cidade onde se concentram mais oportunidades de trabalho na área. Os primeiros tempos na capital não foram fáceis, uma vez que vivia com dinheiro emprestado de amigos, por impossibilidade financeira dos pais.

Concorreu ao CC Casting do Curto Circuito, na SIC Radical, e ao VJ Casting da MTV Portugal. Chegou ao grupo de finalistas em ambos os concursos.

Enquanto eterno solitário, rumou à América do Sul durante 2 meses para conhecer 5 países: Peru, Bolívia, Chile, Argentina e Brasil. A viagem serviu para "equilibrar os objectivos de vida". É hoje um viajante entusiasta e já visitou mais de 20 países.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Televisão
Ano Título Personagem Notas
2006 Doce Fugitiva Frederico
2007 P.I.C.A. Jaime
2008 Morangos com Açúcar (5ª série) Luis
Pelas Próprias Mãos Zé João
2009 Deixa Que Te Leve Germano
2010 Laços de Sangue Orlando Vencedora de um Emmy Internacional
2011 Rosa Fogo Estêvão Nomeada para um Emmy Internacional
2013 Sol de Inverno Simão
2014 Mar Salgado Miguel

Cinema[editar | editar código-fonte]

Cinema
Ano Título Personagem
2009 A Esperança Está Onde Menos Se Espera Empregado da loja de música
2010 A Bela e o Paparazzo Famoso na praia
Algo de Bom Ele
2012 O Que Há De Novo No Amor? Rafael

Teatro[editar | editar código-fonte]

Teatro
Ano Título Personagem
2003 A Lamentação da Mula Ele Mesmo
2004 Desimaginação Galã
2010 Prometeu Agrilhoado Hermes
2011 Só Os Idiotas Querem Ser Radicais Ele Mesmo
A Gaivota Trigorin
2013 Win & Will Will
2014] Hamlet Machine Hamlet



Música[editar | editar código-fonte]

A paixão pela música começou aos 13 anos. Durante uma visita de estudo, numa paragem num centro comercial a meio da visita, um amigo deu-lhe a conhecer o álbum The Marshall Mathers LP, de Eminem. Na altura, ficou impressionado com a forma de contar histórias através do discurso falado. Tornou-se um coleccionador de música quase obsessivo e, aos 14 anos, começou a ir aos primeiros festivais de música sozinho.

Começou a escrever as primeiras rimas em casa, por brincadeira. As letras incidiam principalmente em dilemas amorosos e paixões não correspondidas. Aprendeu sozinho algumas noções de produção musical e começou a produzir os seus próprios instrumentais. Na escola, organizava batalhas de rimas durante as aulas com os amigos, para praticar a sua capacidade de improviso.

Aos 15 anos formou a sua primeira banda: Neoplasma. Actuou em várias festas do seu colégio, onde também fazia batalhas de improviso nas campanhas das listas para a associação de estudantes. A concepção musical era ainda ingénua, mas ajudou-o a ultrapassar as inseguranças de actuar em público.

Foi convidado para ser locutor na Rádio Águia Azul, em Santa Maria da Feira. Idealizou e concebeu um programa de raíz chamado Oxigénio, um espaço semanal que primava por uma selecção musical bastante ecléctica, já revelando uma natural tendência para o Hip Hop. Foi aí que conheceu Flash, um locutor de rádio invisual com um estilo de produção nada convencional. A seriedade e o comprometimento com que Flash trabalhava, mudou a forma como Ângelo Rodrigues encarava a música. As músicas eram agora mais consistentes e a escrita mais madura. Com os primeiros temas gravados, nasce o seu primeiro nome artístico: Ox.

Durante a adolescência, Ângelo Rodrigues fez parte do projecto Trinsheira, um site dedicado à cultura Hip Hop. Contribuía com críticas de álbuns, artigos e crónicas de concertos. Ao longo dos anos entrevistou vários artistas, como Sam The Kid, Boss AC, Rui Veloso, Expensive Soul, entre outros.

Frequentou as míticas Nova Gaia Hip Hop Sessions do Hard Club, um ambiente que respirava Hip Hop. Começou a ter contacto com outros rappers da sua idade de várias partes dos país, e organizavam battles durante os intervalos dos concertos, num espírito de competição saudável.

É primo do rapper NTS, conhecido pelos vídeos de freestyle no YouTube. Ângelo ajudou-o a escrever as primeiras rimas e a encontrar o seu nome artístico. O primeiro tema de NTS: Sê Tu Próprio, contava com a participação de Ox no refrão.

Aos 19 anos, por iniciativa própria, começou um novo projecto: a revista Freestyle. O desejo foi crescendo por haver uma grande lacuna no mercado em revistas da especialidade. A ideia era dar a conhecer uma forma de expressão emergente em Portugal, a cultura Hip Hop nas suas quatro vertentes. Para isso, contou com ajuda de alguns jornalistas que se disponibilizaram a ajudá-lo. Chegou a ter a primeira edição da revista impressa mas, por falta de meios de distribuição, o projecto não avançou.

Em 2013, concebe o podcast Amazing Radio Show, gravado exclusivamente a partir de casa. Semanalmente, eram reveladas as mais recentes novidades e remisturas Hip Hop e R&B.


OX

Ox (ou Ohxiz) surgiu quando Ângelo Rodrigues tinha 16 anos. As temáticas das suas composições eram agora mais elaboradas, com letras rebeldes e incisivas onde a crítica social era um recurso frequente. Ox gravou no 2º Piso, estúdio do conceituado rapper e produtor Mundo Segundo, do colectivo Dealema.

Ox abusava do ego tripping, da ironia e do tom sarcástico na construção das suas rimas. Os jogos rimáticos e flow incomum chamaram a atenção de Valete, que o convidou a participar na rádio da editora Horizontal com o tema Cena Rara. O reconhecimento precoce de alguns artistas do meio estimulavam Ox a ser cada vez melhor. Sr Ministro foi também um tema em destaque, pela veracidade no discurso incorporado, ao simular um telefonema a um ministro. Na mesma altura, Ângelo Rodrigues ganhou o primeiro prémio de um concurso de poesia, que depois se materializou numa música: Reflexão.


X-TASY


Aos 17 anos, nasce o projecto X-Tasy. O intuito era começar a criar algo mais sólido musicalmente e, para isso, idealizou um EP. As preocupações sociais estavam agora mais atenuadas e as letras eram mais centradas em dilemas amorosos e relacionamentos. Era evidente uma maior maturidade no discurso e, musicalmente, uma clara influência R&B.

À medida que o projecto foi amadurecendo, X-Tasy chegou ao nome final do EP: Celebração, título da música introdutória. Celebração contava com 5 músicas e foi gravado nos estúdios da Recarga, em Espinho. Para dar a conhecer o seu trabalho, gravou 200 cópias para enviar a amigos e artistas do meio.

Finalizado o EP, Ângelo Rodrigues mudou-se para Lisboa. Numa nova cidade, procurou que a sua música chegasse ao maior número de pessoas. Para isso, concorreu ao concurso mais conceituado de bandas a nível nacional, o TMN Garage Sessions (2007). Actuou pela primeira vez com banda e conquistou o segundo lugar, tendo perdido apenas por um voto.


Celebração foi o tema escolhido para incluir a mixtape do produtor Raze: Sem Dados Disponíveis e foi a música oficial do festival Flowfest, em Coimbra. O seu EP de estreia integrou a banda sonora do site da agência Elite Model Management durante um ano.




ANGEL-O


Angel-O foi um alter-ego criado por Ângelo Rodrigues em 2012.

Depois da aproximação de algumas editoras major, assinou um contrato discográfico com a EMI. O álbum foi lançado em Abril de 2012 e teve boas críticas. Apesar de inovador, o conceito de artista Pop era algo incomum em Portugal. A produção musical e a abordagem dos temas foram os elementos diferenciadores: as letras eram polémicas e continham algumas referências explícitas.

A produção americana conferiu ao álbum uma sonoridade fresca e inovadora, num Pop até então nunca ouvido em Portugal. O álbum foi masterizado por Tom Coyne, em Nova Iorque, responsável pela masterização de artistas como Jay-Z, Beyoncé e Pharrell Williams.

O álbum tinha algumas referências a algumas figuras públicas e, por conta disso, foi processado por Marta Leite Castro pela menção na música Tu És Demais.

Só Quero Que Saibas foi o primeiro single extraído do álbum e conta com quase 2 milhões de visualizações no YouTube. O single integrou também a banda-sonora da telenovela Dancin' Days, líder de audiências em Portugal.

Eu, tema com um discurso mais introspectivo, foi o segundo single. O videoclip foi realizado com um plano de sequência sem cortes, através da técnica one take shot. Meses depois, gravou uma versão acústica do tema com o músico Berg.

EP[editar | editar código-fonte]

Alinhamento
N.º Título Compositor(es) Produtores Duração
1. "Celebração"   Ângelo Rodrigues Raze 1:54
2. "Significado" (featuring Maze, Verónica Larrénne e Dj Tombo) Ângelo Rodrigues, André Neves Tombo 3:22
3. "Desculpa" (featuring Verónica Larrénne) Ângelo Rodrigues Flash 3:53
4. "Isto Tem de Acontecer..." (featuring Nina) Ângelo Rodrigues Flash 3:31
5. "Sê Bem-Vindo Ao Meu Interior"   Ângelo Rodrigues Flash 3:31
Duração total:
16:11
Créditos
  • Todas as letras escritas por Ângelo Rodrigues, à excepção de "Significado", escrita por Ângelo Rodrigues e André Neves.
  • Gravado por Alpha, nos estúdios Recarga.
  • Misturado e masterizado por Alpha, nos estúdios Recarga.
  • Produção Executiva: Ângelo Rodrigues

Álbum[editar | editar código-fonte]

Alinhamento
N.º Título Compositor(es) Produtores Duração
1. "Só Quero Que Saibas"   Ângelo Rodrigues Tombo 3:58
2. "Pornostar"   Ângelo Rodrigues Ra Charm 3:08
3. "Tu És Demais"   Ângelo Rodrigues Industry Rejectz 3:30
4. "Se Estás Bem"   Ângelo Rodrigues Ra Charm 3:56
5. "Flirt"   Ângelo Rodrigues Vybe 3:14
6. "Fazes-me Dizer Oh"   Ângelo Rodrigues Intakto 3:04
7. "Best Part Of Me" (featuring DiDi) Ângelo Rodrigues Madkutz 3:44
8. "In The Club"   Ângelo Rodrigues Ra Charm 3:22
9. "Striptease"   Ângelo Rodrigues Tombo 3:20
10. "Eu"   Ângelo Rodrigues Pedro Serraninho 4:28
Duração total:
36:14
Créditos
  • Todas as letras escritas por Ângelo Rodrigues.
  • Gravado por Pedro Serraninho nos Big Bit Estúdios.
  • Misturado por Ângelo Rodrigues e Pedro Serraninho nos Big Bit Estúdios.
  • Masterizado por Tom Coyne nos Sterling Sound Studios, em Nova Iorque.
  • Produção Executiva: Ângelo Rodrigues

Solidariedade[editar | editar código-fonte]

Em 2013, Ângelo Rodrigues associou-se ao projecto Tudo Vai Melhorar, afiliado oficial do projecto It Gets Better. Esta causa baseia-se na transmissão de uma mensagem global de esperança, com vídeos de pessoas anónimas e de figuras públicas aos jovens LGBT de todo o mundo. O projecto Tudo Vai Melhorar foi criado para demonstrar aos jovens LGBT os níveis de felicidade, potencial e positivismo que as suas vidas podem alcançar, se conseguirem ultrapassar as dificuldades que vivem na adolescência. Várias personalidades internacionais se juntaram à causa, como Anne Hathaway e Barack Obama. Para comemorar o sucesso da causa, Ângelo Rodrigues percorreu o país com palestras sobre "Bullying Homofóbico", para dar visibilidade à causa contra a discriminação e luta ao bullying nas escolas.

Ângelo Rodrigues é, também, o embaixador da associação Happier Teens, um projecto que visa o apoio aos jovens vítimas de violência doméstica homofóbica. A Happier Teens despertou a atenção de Ângelo Rodrigues, por ser uma associação que actua em situações de exclusão familiar de jovens homossexuais, através de iniciativas que promovem a sua integração pessoal, escolar, familiar e social. A grande missiva desta entidade é transmitir esperança, resiliência e amor próprios aos jovens que acolhem.


Desde que integrou a novela Sol de Inverno, no papel de um homossexual, Ângelo Rodrigues tem apoiado várias iniciativas contra a discriminação de lésbicas, gays, bissexuais e transgénero (LGBT) que são ainda vítimas, e vai continuar a abraçar novos projectos que actuem nesta área.

O actor apoia, ainda, o Lar Adolfo Coelho, a Casa da Luz e a Escola Profissional IDS, que pertencem à Fundação António Silva Leal, uma IPSS que existe desde 1993. O Lar Adolfo Coelho e a Casa da Luz têm um cariz social e de acolhimento de crianças e jovens em perigo, e a Escola Profissional IDS é um estabelecimento de ensino bastante reconhecido pelos seus cursos e é aberta a toda a comunidade, destacando-se ao nível da educação.

Em 2014, associou-se à causa Someone Like Me, promovida pela MTV Portugal. Someone Like Me é o nome de uma nova campanha global dirigida a adolescentes, lançada pela Fundação MTV Staying Alive e a Durex. O objectivo é revolucionar a educação sexual dos jovens e desenvolver medidas de prevenção e luta contra o HIV

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Foi o protagonista mais novo de sempre em prime-time, ao protagonizar a telenovela Rosa Fogo.
  • Foi nomeado na categoria Revelação dos Globos de Ouro em 2012.
  • A revista Lux elegeu-o como o português mais sexy em 2011. [1]
  • Em 2012, foi eleito o português com mais estilo pela revista Caras, ficando à frente de nomes como José Mourinho e Cristiano Ronaldo. [2]
  • Venceu o prémio E! Red Carpet Portugal do canal E! Entertainment Television como o português mais elegante, em 2013. [3]
  • A revista Cosmopolitan elegeu Ângelo Rodrigues como um dos 7 homens mais cobiçados em Portugal, em 2014.
  • A apresentadora Marta Leite Castro apresentou uma queixa-crime por difamação contra Ângelo Rodrigues, por causa de uma referência à sua vida afectiva na música Tu És Demais.
  • Para dar vida ao alentejano Orlando na telenovela Laços de Sangue, Ângelo Rodrigues mudou-se para Beja para aprender a pronúncia da região.
  • Na telenovela Sol de Inverno, o guião contemplava duas versões de cada cena que os actores gravavam separadamente, caso a lei da co-adopção fosse aprovada pela Assembleia da República.
  • Ainda na telenovela Sol de Inverno, as cenas de maior envolvimento eram gravadas com e sem beijo. A versão que ia para o ar dependia da aceitação do público.
  • Os pais da actriz escolhida para ser adoptada pelo casal gay de Sol de Inverno, ao saberem qual o papel que a filha ia desempenhar, retiraram-na do elenco. A SP Televisão, produtora da telenovela, teve que fazer novo casting. [4]
  • Gravou na Polónia a série Morangos Com Açúcar: Série V. Foi a sua primeira viagem de avião.
  • O arranque das gravações da telenovela Mar Salgado aconteceu no Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. [5]
  • Foi jogador do Futebol Clube do Porto nas camadas jovens.
  • É padrinho dos projectos Tudo Vai Melhorar e Happier Teens, associações que visam lutar contra o bullying homofóbico.
  • Foi o primeiro português a ser capa da Men's Health Brasil. No mesmo ano, foi também capa em Portugal e Indonésia.
  • No Brasil, deu aulas no Complexo Penitenciário de Bangu, a prisão de segurança máxima do Rio de Janeiro.

Prémios e Nomeações[editar | editar código-fonte]

Ano Prémio Categoria Trabalho Resultado
2012 XIX Globos de Ouro
Revelação
Rosa Fogo
Indicado
TV 7 Dias
Rosa Fogo
Venceu
2012 TV 7 Dias
Melhor Actor Principal
Rosa Fogo
Indicado

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]