Éramos Seis (1994)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Éramos Seis
Informação geral
Formato Telenovela
Criador(es) Adaptação do romance homônimo de Maria José Dupré, uma novela de Sílvio de Abreu, escrito por Sílvio de Abreu e Rubens Edwald Filho.
País de origem Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Henrique Martins e Del Rangel
Elenco Irene Ravache
Othon Bastos
Denise Fraga
Nathália Timberg
Osmar Prado
Marcos Caruso
Tarcísio Filho
Leonardo Bricio
Luciana Braga
Jandira Martini
Marco Ricca
Jandir Ferrari
Ney Latorraca e grande elenco.
Tema de abertura Valsinha
, Chico Buarque e Vinícius de Moraes
Transmissão original 9 de maio de 19945 de dezembro de 1994
Nº de episódios 180
Cronologia
Último
Último
As Pupilas do Senhor Reitor
Próximo
Próximo

Éramos Seis é uma telenovela brasileira produzida pelo Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) e exibida de 9 de maio a 5 de dezembro de 1994, às 19h45, em 180 capítulos, sendo sucedida por As Pupilas do Senhor Reitor.

É uma adaptação do romance homônimo de Maria José Dupré, foi escrita por Sílvio de Abreu e Rubens Edwald Filho e dirigida por Nilton Travesso, Henrique Martins e Del Rangel. Regravação da novela homônima produzida pela Rede Tupi e levada ao ar em 1977.

O SBT reprisou a trama, entre 22 de janeiro e 22 de maio de 2001, às 18h.

Trama[editar | editar código-fonte]

O cotidiano da vida de Dona Lola, ao lado do marido Júlio e dos quatro filhos (Carlos, Alfredo, Isabel e Julinho) desde quando estes eram pequenos até a idade adulta, quando Dona Lola termina seus dias sozinha numa casa para idosos.

A história transcorre todos os fatos marcantes de sua vida: a dura luta para criar os filhos; a morte do marido; a morte de Carlos, o filho mais velho, vítima na Revolução de 1932; os problemas com Alfredo, metido com movimentos políticos e badernas; a união precoce de Isabel com um homem bem mais velho e casado; o casamento de Julinho com uma moça da sociedade que culmina com a ida de Dona Lola para um asilo.

Entre tanto sofrimento, alguns momentos leves, como a amizade de Lola com a vizinha Genu, casada com Virgulino, e os passeios à casa de sua mãe, Dona Maria, no interior, onde moram suas duas irmãs, Clotilde e Olga, e sua tia doente, Candoca. A espevitada Olga, se casa com o farmacêutico Zeca e juntos dão início a uma grande prole. Clotilde se apaixona por Almeida, um amigo de Júlio, mas não consegue romper com os padrões morais da sociedade quando tem de decidir morar com ele que é desquitado/divorciado.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Denise Fraga como a encrenqueira Olga.
Othon Bastos como o protagonista Júlio.
Marcos Caruso como o divertido Virgulino.
Nathália Timberg era a tia Emília.
Ator Personagem
Irene Ravache Dona Lola
Othon Bastos Júlio Abílio de Lemos
Nathalia Timberg Tia Emília
Jandir Ferrari Carlos
Luciana Braga Maria Isabel
Tarcísio Filho Alfredo
Leonardo Brício Julinho
Jandira Martini Dona Genu
Marcos Caruso Virgulino
Denise Fraga Olga
Osmar Prado Zeca
Yara Lins Dona Maria
Lia de Aguiar Dona Marlene
Paulo Figueiredo Almeida
Jussara Freire Clotilde
Wilma de Aguiar Tia Candoca
Umberto Magnani Alonso
Luciene Adami Maria Laura
João Vitti Lúcio
Flávia Monteiro Lili
Paulo Hesse Higino
Angelina Muniz Karime
Mayara Magri Justina
Cláudio Curi Dr. Cláudio
Bete Coelho Adelaide
Eduardo Silva Raio Negro
Eliete Cigarini Carmencita
Cláudia Mello Benedita
Antônio Petrin Assad
Renato Borghi Homero
Maria Estela Layla
Nelson Baskerville Marcos
Rosi Campos Paulette
Nina de Pádua Pepa
Tadeu di Pietro General Medeiros
Tácito Rocha Borges
Chica Lopes Durvalina
Homero Kossac Mr. Hilton
Otaviano Costa Tavinho
Ana Paula Arósio Amanda
Marco Ricca Felício
Chris Couto Zulmira
Rosaly Papadopol Marta
Philipe Levy Gusmões
Ariel Moshe Sr. Flôres
Carla Diaz Eliana

Participações[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Ney Latorraca "Sorriso"
Elizângela Marion
Maria Aparecida Baxter Madre Superiora
Chico Diaz Euclides
Marilena Ansaldi Madame Bulhões
Clarisse Abujamra Madame Bulcão
Caio Blat Carlos (menino)
Wagner Santisteban Alfredo (menino)
Carolina Vasconcelos Maria Isabel (menina)
Julia Ianina Carmencita (menina)
Roberto Lima Lúcio (menino)
Paula Ciudad Lili (menina)
Carolina Gregório Maria Laura (menina)
Wellington Rodrigues Raio Negro (menino)
Alexandre Frederico Dráusio

Prêmios[editar | editar código-fonte]

APCA (1995)[editar | editar código-fonte]

  • Melhor novela
  • Melhor atriz - Irene Ravache
  • Melhor ator coadjuvante - Tarcísio Filho

Troféu Imprensa (1995)[editar | editar código-fonte]

  • Melhor novela
  • Melhor atriz - Irene Ravache