Étienne Arnal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Étienne Arnal
Retrato de Étienne Arnal.
Nascimento 2 de fevereiro de 1794
Meulan
Nacionalidade França francesa
Morte 10 de dezembro de 1872 (78 anos)
Genebra
Ocupação cantor, vaudevillista

Étienne Arnal (Meulan, 2 de fevereiro de 1794 - Genebra, 10 de dezembro de 1872) foi um ator cômico francês.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Arnal nasceu em Meulan, Yvelines. Depois de servir no exército, e trabalhar em uma fábrica de botões, resolveu seguir a carreira de ator no teatro. Sua primeira aparição (1815) foi em uma tragédia, e por algum tempo não teve do público o reconhecimento de seu trabalho. Foi somente em 1827 que começou a ganhar fama ao interpretar papéis cômicos, especialmente nas peças de Félix-Auguste Duvert (1795-1876) e de Augustin Théodore de Lauzanne (1805-1877), cujas peças Cabinets particuliers (1832), Le Mari de la dame de châteurs (1837), Passe minuit, L'Homme blast (1843), La Clef dans le dos (1848), etc., tiveram partes escritas por ele.

Atuou por cerca de vinte anos no vaudeville, e subiu ao palco de vários teatros parisienses, uma carreira de quase meio século. Arnal foi o autor de Épître à bouffe (1840), que está reproduzido em seu volume de poesias, Boutades en vers (1861).

Notas

  1. Théophile Gautier, Correspondance générale ed. Claudine Lacoste-Veysseyre 1988 Volume 3 - página 319 "2 Étienne Arnal né à Meulan en 1794, mort à Genève en 1872. l'acteur comique le plus célèbre de son temps."

Referências

Wikisource  "Arnal, Étienne". Encyclopædia Britannica (11th). (1911). Ed. Chisholm, Hugh. Cambridge University Press.