Étienne Lamotte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Étienne Paul Marie Lamotte (1903–1983) era um sacerdote belga e professor de grego na Catholic University of Louvain, porém era mais conhecido como um indólogo e a maior autoridade sobre budismo no ocidente em sua época. Ele foi um dos poucos estudiosos familiarizados com todas as principais línguas budistas: páli, sânscrito, chinês e tibetano. Em 1953, ele foi premiado com o Prêmio Francqui em ciências humanas.

Ele também ficou conhecido pelas suas traduções francesas do Da zhi du lun(大智度論, Sânsc.: Mahāprajñāpāramitāśāstra), um texto atribuído à Nagarjuna. Lamotte acreditava que o texto havia muito provavelmente sido composto por um bhikkhu indiano da tradição Sarvastivada, que mais tarde converteu-se ao movimento Mahāyāna. A tradução de Lamotte foi publicada em cinco volumes, mas infelizmente permanece incompleta dado seu falecimento.

Além do Da zhi du lun, Lamotte também compôs várias outras importantes traduções de sutras, incluindo o Surangama-samadhi sutra e o Sutra de Vimalakirti.

Publicações[editar | editar código-fonte]

  • Le traité de la grande vertu de sagesse de Nāgārjuna (Mahāprajñāpāramitāśāstra) vol. 1 (1944)
  • Le traité de la grande vertu de sagesse de Nāgārjuna (Mahāprajñāpāramitāśāstra) vol. 2 (1949)
  • Histoire du bouddhisme indien (1958) trans. into English as The History of Indian Buddhism 1988.
  • The Spirit of Ancient Buddhism (1961)
  • The Teaching of Vimalakirti (Vimalakīrtinirdeśa) (1962) (Pali Text Soc. trans. 1986)
  • Le traité de la grande vertu de sagesse de Nāgārjuna (Mahāprajñāpāramitāśāstra) vol. 3 (1970)
  • Le traité de la grande vertu de sagesse de Nāgārjuna (Mahāprajñāpāramitāśāstra) vol. 4 (1976)
  • Le traité de la grande vertu de sagesse de Nāgārjuna (Mahāprajñāpāramitāśāstra) vol. 5 (1980)
  • Karmasiddhi Prakarana, English trans. Leo M. Pruden 1988.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Bechert H, In Memoriam Etienne Lamotte (1903-1983), Numen, Vol. 32, No. 1 (Jul., 1985), pp. 119–129