Índice cardiotorácico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O índice cardiotorácico é um sinal radiológico para avaliação aproximada do aumento da silhueta cardíaca. É a razão entre o diâmetro cardíaco máximo transversal e o diâmetro da caixa torácica em inspiração profunda. Usualmente corresponde a 0.5 no adulto, um pouco mais na criança, cerca de 0.6 no lactente.

Esta medida, muito usada em radiologia é pouco valorizada em cardiologia na medida em que pode ser influenciada por vários fatores:

  • só é válida nos indivíduos normolíneos.
  • nos pacientes brevilíneos ou na obesidade, a subida do diafragma provoca uma horizontalização cardíaca "coração deitado", com falso alargamento da silhueta cardíaca pois o que se mede neste caso já não é o diâmetro transversal do coração mas um diâmetro intermédio entre o transversal e o longitudinal.
  • nos pacientes longilíneos, por sua vez, o coração está em posição vertical com uma redução deste índice.
  • nas patologias pulmonares assim como nas patologias da coluna, com desvios anatómicos da inter-relação dos órgão torácicos, este índice pode estar alterado sem causa cardíaca.[1]

Referências

  1. Braunwald, Tratado de Cardiologia 8e. edição espanhola, Elsevier, 2009 ISBN-13: 978-8480863766