Índice de Desenvolvimento da Educação Básica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) é um indicador criado pelo governo federal para medir a qualidade do ensino nas escolas públicas.[1] O último Ideb, realizado em 2013, declara a nota do Brasil sendo 5,2 nos anos iniciais, 4,2 nos anos finais e 3,7 no Ensino Médio.[2] .

Dados[editar | editar código-fonte]

O IDEB foi criado em 2007 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) no âmbito do Plano de Desenvolvimento da Educação para medir a qualidade de ensino no território nacional.[3]

Cálculo[editar | editar código-fonte]

O índice é calculado através do rendimento escolar (aprovação e evasão) no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e na Prova Brasil[3] .

Meta[editar | editar código-fonte]

O Ideb é medido a cada dois anos e apresentado numa escala que vai de zero a dez[3] . A meta é alcançar o índice 6, o mesmo resultado obtido pelos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), quando se aplica a metodologia do Ideb em seus resultados educacionais. 6,0 foi a nota obtida pelos países que ficaram entre os 20 mais bem colocados do mundo. Mais precisamente, a meta do governo federal é de que a nota média da Educação no Brasil seja igual ou superior a 6, até 2022.[4] No total, o Ideb estabelece notas para 46 mil escolas públicas do país e, considerandos os resultados, aponta quais escolas precisam de investimentos e cobra resultados. Para uma escola ser considerada de bom nível, ela precisa ter uma nota igual ou maior a 6. Ferramentas permitem que a população tenha acesso à nota do Ideb de cada escola das regiões e estados brasileiros. [5]

Divulgação[editar | editar código-fonte]

Divulgado a cada dois anos, não existe uma data compromisso para a divulgação. A cada ano é divulgado em uma data diferente[6]

2007 - junho de 2008
2009 - julho de 2010
2011 - 14 de agosto de 2012
2013 - 05 de setembro de 2014

Resultados alcançados[editar | editar código-fonte]

Resultados do IDEB no Brasil
2005

Ensino Fundamental

Ensino Médio

Anos Iniciais
(1º ao 5º ano)

Anos Finais
(6º ao 9º ano)

 

3,4

3,8

3,5

2007

Ensino Fundamental

Ensino Médio

Anos Iniciais
(1º ao 5º ano)

Anos Finais
(6º ao 9º ano)

 

3,5

4,2

3,8

2009

Ensino Fundamental

Ensino Médio

Anos Iniciais
(1º ao 5º ano)

Anos Finais
(6º ao 9º ano)

 

3,6

4,6

4,0

2011

Ensino Fundamental

Ensino Médio

Anos Iniciais
(1º ao 5º ano)

Anos Finais
(6º ao 9º ano)

 

3,7

5,0

4,1

2013

Ensino Fundamental

Ensino Médio

Anos Iniciais
(1º ao 5º ano)

Anos Finais
(6º ao 9º ano)

 

3,7

5,2

4,2

[7]

Referências

  1. INEP. Qualidade do sistema educacional será medida por desempenho e taxa de aprovação. Página visitada em 06 de fevereiro de 2009.
  2. IDEB - Resultados e Metas Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (IDEB 2005, 2007, 2009, 2011, 2013 e Projeções para o Brasil). Página visitada em 18/03/2011.
  3. a b c Por dentro do Ideb Educar para Crescer (7 de julho de 2010). Página visitada em 18/03/2011.
  4. Entenda as metas de qualidade Portal Ideb (Inep). Página visitada em 18/03/2011.
  5. Qual a nota da escola do seu filho? Portal Educar para Crescer. Página visitada em 18/03/2013.
  6. http://oglobo.globo.com/brasil/a-um-mes-da-eleicao-planalto-retem-resultado-de-avaliacao-da-educacao-13811928
  7. IDEB - Resultados e Metas INEP. Página visitada em 18/03/2011.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]