Ó Paí, Ó

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ó Paí, Ó
 Brasil
2007 • cor • 96 min 
Direção Monique Gardenberg
Roteiro Monique Gardenberg
Elenco Lázaro Ramos
Wagner Moura
Dira Paes
Gênero Comédia musical
Idioma Português
Página no IMDb (em inglês)

Ó Paí, Ó é um filme brasileiro do gênero comédia musical, lançado em 2007, dirigido por Monique Gardenberg e com roteiro baseado em uma peça de Márcio Meirelles. Tem como coordenador de trilha sonora Caetano Veloso. É estrelado, em sua maioria, por atores do Bando de Teatro Olodum, grupo que também encena o texto no teatro. É também o episodio piloto da série de TV do mesmo nome.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filme conta a história dos moradores de um animado cortiço do centro histórico do Pelourinho, em Salvador. Tudo se passa no último dia do Carnaval, em meio a muita música, dança e alegria. Até que Dona Joana, uma evangélica, incomodada com a farra dos condôminos, decide acabar com a festa, fechando o registro de água do prédio.

Embora contenha um tom de comédia, este filme revela um lado desconhecido da cidade de Salvador, do seu carnaval e o contraste social. Toca em assuntos como violência, drogas, mídia, preconceito e racismo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Lázaro Ramos .... Roque
  • Stênio Garcia .... Seu Jerônimo
  • Wagner Moura .... Boca
  • Luciana Souza .... Dona Joana
  • Dira Paes .... Psilene
  • Érico Brás .... Reginaldo
  • Tânia Tôko .... Neusão da Rocha
  • Emanuelle Araújo .... Rosa
  • Rejane Maia .... Baiana
  • Lyu Arisson .... Yolanda
  • Valdinéia Soriano .... Maria
  • Jorge Washington .... Matias
  • Cássia Vale .... Mãe Raimunda
  • Auristela Sá .... Carmem
  • Virgínia Rodrigues .... Bioncetão
  • Edvana Carvalho .... Lúcia
  • Leno Sacramento .... Raimundinho
  • Cristóvão Silva .... Negócio Torto
  • Vinícius Nascimento .... Cosme
  • Felipe Fernandes .... Damião
  • Cidnei Aragão .... Peixe Frito
  • Mateus Ferreira da Silva .... Mateus
  • Nauro Neves .... Lord Black
  • Merry Batista .... Dalva
  • Natália Garcez .... Lia
  • Tatau .... Tatau
  • Telma Souza .... feirante
  • Jamile Alves .... professora
  • Gustavo Mello .... guarda
  • Nívea Pita .... fiel possuída
  • Anselmo Costa .... radialista (voz)

Direção de Fotografia: Dudu Miranda

Still Photo e Fotografias: André Gardenberg

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • "Ó paí, ó" é uma gíria usada em algumas regiões da Bahia e também do Nordeste. É, na verdade, a contração de "olhe para isso aí, olhe!".
  • A peça em que o filme foi baseada foi escrita como forma de protesto contra Antônio Carlos Magalhães, que expulsou os moradores do Pelourinho, para restaurá-lo.
  • As cenas que se passam no Carnaval foram as primeiras a serem gravadas, com vários blocos, em 2006.
  • Além deste filme, Lázaro Ramos e Wagner Moura já atuaram juntos em outros oito filmes.
  • Neste filme pode-se ouvir um legítimo modo de falar baiano (sotaque e vocabulário), muito parecido ao usado na região da periferia de Salvador, Bahia.
  • O filme ganhou uma série que foi lançada em 31 de outubro de 2008, dia do primeiro capítulo substituindo o horário de Guerra e Paz na Rede Globo.

Ver também[editar | editar código-fonte]