Órgão (anatomia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde janeiro de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde janeiro de 2014).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

Em biologia, um órgão (do latim organum, "instrumento, ferramenta", do grego όργανον (órganon), "órgão, instrumento, ferramenta")[1] é um grupo de tecidos que formam uma função específica ou grupo de funções. Usualmente existem tecidos "principais" e "esporádicos". O tecido principal é um aquele que é único para um órgão específico. Por exemplo, o tecido principal no coração é o miocárdio, enquanto os esporádicos são os nervos, sangue, tecido conjuntivo, etc.

Em botânica e zoologia - principalmente na anatomia, um órgão é um conjunto de tecidos que evoluíram para executar determinada função vital. Alguns órgãos comuns aos vertebrados são o coração, o cérebro, o estômago, etc. Nas plantas "superiores", os órgãos principais são a raiz, o caule, as folhas, as flores e os frutos.

Um conjunto de órgãos com funções relacionadas chama-se um sistema. Por exemplo, o sistema respiratório dos animais ou o sistema radicular das plantas vasculares.

Órgãos dos animais[editar | editar código-fonte]

Os órgãos dos animais incluem o coração, pulmão, cérebro, olhos, estômago, baço, ossos, pâncreas, rim, fígado, intestinos, pele (o maior órgão), bexiga, e os órgãos sexuais. Os órgãos internos coletivamente são às vezes chamados de "vísceras".

Órgãos das plantas[editar | editar código-fonte]

Os órgãos das plantas podem se dividir e vegetativo e reprodutivo. Os órgãos vegetativos das plantas são raiz, caule e folha, enquanto os reprodutivos são a flor, semente e fruta.

Os órgãos vegetativos são essenciais para manter a vida de uma planta (eles formam as funções vitais, como a fotossíntese), enquanto os reprodutivos são essenciais na reprodução. Mas, se existe reprodução vegetativa assexual, os órgãos vegetativos são aqueles que criam a nova geração de plantas.

Sistemas orgânicos[editar | editar código-fonte]

Um grupo de órgãos relacionados compõe um sistema orgânico. Órgãos possuindo um sistema podem ser relacionados em inúmeras formas, mas funções relacionadas são na maioria comumente usadas. Por exemplo o sistema urinário compreende órgãos que trabalham juntos para produzir, guardar e transportar a urina.

As funções dos sistemas orgânicos muitas vezes compartilham significantes justaposições. Por exemplo, os sistemas nervoso e endócrino operam através de uma partilha de ambos os órgãos, o hipotálamo. Por esta razão, os dois sistemas são combinados e estudados como o sistema neuroendócrino. O mesmo é verdade para o Sistema musculoesquelético, que envolve a relação entre o sistema muscular e o sistema esquelético.

Lista de sistemas de órgãos humanos[editar | editar código-fonte]

São considerados tipicamente como sistemas orgânicos do corpo humano:

Órgãos do corpo humano por região[editar | editar código-fonte]

Cabeça[editar | editar código-fonte]

Costas[editar | editar código-fonte]

Tórax[editar | editar código-fonte]

Abdômen[editar | editar código-fonte]

Pélvis e períneo[editar | editar código-fonte]

Membros Inferiores e Superiores[editar | editar código-fonte]

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Fisiologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


É tudo provado e condirmado por: Ed. Júnior:D