Órtese

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Exemplo de uma órtese para correção de coluna e costelas.

Uma órtese (português brasileiro) ou ortótese (português europeu) , conforme definição ISO, é um apoio ou dispositivo externo aplicado ao corpo para modificar os aspectos funcionais ou estruturais do sistema neuromusculoesquelético para obtenção de alguma vantagem mecânica ou ortopédica.[1] Refere-se aos aparelhos ou dispositivos ortopédicos de uso provisório ou não, destinados a alinhar, prevenir ou corrigir deformidades ou melhorar a função das partes móveis do corpo.[2] Exemplo: O aparelho dentário ortodôntico é uma órtese, pois corrige a deformidade da arcada dentária (orto=reto, correto), já a dentadura ou um implante dentário é uma prótese pois substitui o órgão ou sua função (substitui os dentes).

São exemplos de órteses: palmilha ortopédica, tutores, joelheiras, coletes e munhequeiras, entre outros.

Em Portugal estes dispositivos são prescritos por profissionais da área médica e são estudados, projetados e fabricados por ortoprotésicos.[3]

Diferenciam-se principalmente de uma prótese pelo fato de não substituir o órgão ou membro incapacitado.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

A palavra órtese deriva do grego ortho (ορθως), que significa reto.[4]

Tipos de órteses[editar | editar código-fonte]

Podem classificar-se em quatro tipos conforme sua função:[5]

  1. Estabilizadoras: Mantém uma posição e impedem movimento indesejado, o que dá a esse tipo, utilidade como correção de pé equino, fraturas e dores, e para disminuir a amplitude articular de um segmento inflamado oudoloroso. .
  2. Funcionais: Também conhecidas de dinâmicas, são mais flexíveis, e permitem um movimento limitado.
  3. Corretoras: Indicadas para corrigir deformidades esquelética. Geralmente tem seu uso em idades infantis para corrigir membros em desenvolvimento.
  4. Protetoras: Mantém protegido um orgão afetado.

Referências

  1. Levy, Ana Esther y Cortés Barragán, José Manuel . Ortopodología y aparato locomotor: ortopedia de pie y tobillo. Elsevier España, 2003. ISBN 84-458-1299-8, 9788445812990
  2. http://www.educacaofisica.com.br/glossario_mostrar.asp?id=1051&topico=1374
  3. Decreto-Lei nº. 564/99, de 21 de Dezembro
  4. (em espanhol) Zambudio, R.. Prótesis, órtesis y ayudas técnicas Editorial Elsevier España 2009. ISBN 84-458-1969-0, 9788445819692
  5. (em espanhol) Red Medynet - Programa anual 2003 de formación continuada acreditada para médicos de atención primaria ministerio de sanidad y Consumo de España[1]
Ícone de esboço Este artigo sobre Fisiologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.