Última Aliança

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

A Última Aliança Entre Elfos e Homens foi uma aliança formada entre os homens e elfos da Terra-Média, universo de fantasia de J. R. R. Tolkien, para deter o avanço de Sauron, o senhor do escuro.

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Formação[editar | editar código-fonte]

Após a Queda de Númenor, Sauron temia os recém-surgidos Reinos do Exílio, Arnor e Gondor, além do crescente poder de Gil-Galad. Em 3429 da Segunda Era atacou Gondor e tomou Minas Ithil. Para deter o avanço dos exércitos de Mordor, Elendil, Rei dos Dúnedain e Gil-Galad, último dos Altos Reis dos Noldor formaram a aliança.

A marcha até Mordor começou no norte, onde os exércitos de Arnor e de Lindon, foram reúnidos em Amôn Sul. Seguiram em direção à Valfenda e atravessaram as Montanhas Sombrias, onde os anões de Moria juntaram-se à aliança. Na passagem do Anduin receberam reforços dos elfos de Lórien e da Floresta das Trevas.

A Batalha de Dagorlad e o Cerco de Barad-dûr[editar | editar código-fonte]

Em 3434 S.E. os exércitos se enfrentaram na planície de Dagorlad, nas encostas da Montanha da Perdição. Após uma feroz batalha Sauron foi derrotado e refugiou-se em Barad-dûr. A aliança então iniciou um cerco à torre. Anárion foi assassinado no sexto ano, e no sétimo outra dura batalha aconteceu, onde Gil-Galad e Elendil tombaram. Sauron foi derrotado por Isildur, que usou a espada quebrada de seu pai para arrancar o Um Anel de Sauron.

Ícone de esboço Este artigo sobre a obra de J. R. R. Tolkien é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.