Úvea

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde novembro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Úvea
Gray869.png
Secção horizontal do globo ocular.
Schematic diagram of the human eye pt.svg
Diagrama esquemático do olho humano.
Latim tunica vasculosa bulbi
MeSH Uvea

A úvea é constituída pelo conjunto da íris, membrana coróide e pelos processos ciliares.

A úvea, também denominada 'trato uveal, é constituída por três estruturas: a íris, o corpo ciliar e a coróide. A íris, o anel colorido que circunda a pupila, abre-se e fecha-se como a abertura da lente de uma máquina fotográfica. O corpo ciliar é o conjunto de músculos que tornam o cristalino mais espesso para que o olho possa enfocar os objetos próximos e que o tornam mais fino para que o olho consiga enfocar os objetos distantes. A coróide é o revestimento interno do olho, que se estende desde a margem dos músculos ciliares até o nervo óptico, localizado na parte posterior do olho.

Uveíte[editar | editar código-fonte]

A uveíte é a inflamação de qualquer parte da úvea. A úvea pode inflamar parcial ou totalmente. A inflamação restrita a uma parte da úvea pode receber o nome da zona envolvida como, por exemplo, irite (inflamação da íris) ou coroidite (inflamação da coróide). A uveíte tem muitas causas possíveis, algumas limitadas ao olho e outras que afetam todo o corpo. Aproximadamente 40% dos indivíduos com uveíte apresentam uma doença que também afeta órgãos de outras partes do corpo. Independentemente de sua causa, a uveíte pode lesar rapidamente o olho e produzir complicações prolongadas (p.ex., glaucoma, catarata e descolamento da retina).

Sintomas e diagnóstico[editar | editar código-fonte]

Os primeiros sintomas de uveíte podem ser sutis. A visão pode tornar-se borrada ou o indivíduo pode enxergar pontos pretos flutuantes. A dor intensa, a hiperemia da esclera (branco do olho) e a sensibilidade à luz são particularmente comuns na irite. O médico pode ser capaz de observar vasos sanguíneos proeminentes na borda da íris, alterações sutis da córnea e opacificação do líquido que preenche o olho (humor vítreo). O médico estabelece o diagnóstico baseando-se nos sintomas e nos achados do exame físico.

Tratamento[editar | editar código-fonte]

O tratamento deve ser iniciado o mais breve possível para se evitar lesões permanentes e quase sempre inclui o uso de corticosteróides e de medicamentos que dilatam as pupilas. Outros medicamentos podem ser utilizados para tratar causas específicas (p.ex., medicamentos antiinfecciosos para eliminar bacté- rias ou parasitas).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre olho é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.