Łukasz Górnicki

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Łukasz Górnicki
(1527-1603)
Frontispício da obra
O Cortesão Polonês.
Data de nascimento 1527
Local de nascimento Oświęcim,  Polónia
Data de falecimento 22 de julho de 1603
Local de falecimento Tykocin,  Polónia
Ocupação Humanista, poeta, bibliotecário e tradutor polonês.
Alma mater Universidade de Pádua
Universidade de Cracóvia

Łukasz Ogończyk Górnicki (1527-1603) (* Oświęcim, 1527 - † Tykocin, 22 de Julho de 1603), foi humanista, poeta, bibliotecário e tradutor polonês. Exerceu também o cargo de secretário e chanceler de Sigismundo II Augusto da Polônia (1520-1572). Foi autor das obras: O Nobre Polonês, A Coroa Polonesa, A Controvérsia polaco-italiana, bem como outras obras políticas, históricas e poéticas.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Tendo nascido na cidade polonesa de Oświęcim, era filho de Marcin Góry e Anna Gąsiorkówna, que eram ricos burgueses da cidade de Bochnia, teve inicialmente uma educação em sua cidade natal. Papel significativo em sua vida teve o seu tio Stanisław Gąsiorek, também conhecido como Stanislaus, o clérigo, que foi autor de poemas patrióticos poloneses, poeta, compositor e maestro de cappella do rei Sigismundo, O Velho. Ele cuidou do seu sobrinho, o levou para estudar em Cracóvia em 1538, acompanhou a sua educação na área do direito e finalmente fez dele o seu herdeiro.

Łukasz Górnicki foi pedagogo e cronista da vida e costumes sociais da Polônia. Foi educado em Cracóvia e na Universidade de Pádua e ao retornar entrou para a corte de Sigismundo Augusto, tornando-se secretário do rei e bibliotecário imperial. Em 1561 foi condecorado e em 1570-1571 foi nomeado prefeito da cidade polonesa de Tykocin, perto de Białystok. Dentre suas bem elaboradas obras literárias algumas se distinguem pelos seus aspectos filosóficos e políticos. Sua obra mais importante foi Dworzanin polski (1566), uma imitação do livro Il cortigiano (O Cortesão) de Baldassare Castiglione. Ele mais tarde se concentrou em assuntos de direito, e publicou a obra Rosmowa z Wlochem, tratando-se de um diálogo entre um polonês e um italiano sobre a liberdade e as leis da Polônia.[1]

Todas as notícias sobre a sua educação chegaram até nós com base em suposições. Desse modo, é possível que ele tenha frequentado a Escola Paroquial de São João, onde dois filólogos eminentes, Wojciech Nowopolczyk[2] e Szymon Marycjusz (1516-1574)[3] , foram seus mestres de latim e grego. Em Cracóvia, Górnicki tinha o hábito de se reunir com a comunidade italiana. Nessa época, Franciszek Lismanin (1504-1566)[4] e Marek de la Torre davam aulas no mosteiro franciscano.

Assim como Nidecki (1522-1587)[5] , Górnicki não se matriculou na Academia de Cracóvia. Durante algum tempo Górnicki foi secretário do bispo Samuel Maciejowsk (1499-1550)[6] , tendo participado de várias missões diplomáticas na Transilvânia e na Itália. Acompanhando a corte do rei Sigismundo II Augusto (1548-1572), viajou para Königsberg, Gdańsk e Viena. Nos anos de 1557-1559 visitou a Itália, onde estudou Direito na Universidade de Pádua.

De 1571 até a sua morte em 22 de Julho de 1603 retirou-se para a sua fazenda em Tykocin, onde foi sepultado na igreja local.

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Answers
  2. Wojciech Nowopolczyk (1504-1559), livreiro e filólogo polonês, também conhecido como Albertus Novicampianus.
  3. Szymon Marycki (1516 - 1574), foi filólogo e professor da Universidade de Cracóvia.
  4. Franciszek Lismanin (1504-1566), foi polemista religioso e professor da Academia de Cracóvia.
  5. Andrzej Patrycy Nidecki (1522-1587) (* 27 de Novembro de 1522 - † 2 de Janeiro de 1587), foi humanista e filólogo polonês.
  6. Samuel Maciejowski (1499-1550) (* 15 de Janeiro de 1499 - † 26 de Outubro de 1550), foi bispo de Chełm (1539), bispo de Płock (1541) e bispo de Cracóvia.

Resumo das Obras[editar | editar código-fonte]

Łukasz Górnicki escreveu, dentre outras obras:

  • O Fidalgo Polonês (Dworzanin polski)
  • A coroa polonesa.
  • A Controvérsia polaco-italiana.


Referências Externas[editar | editar código-fonte]


Portal A Wikipédia possui o portal: