Ōtomo no Sakanoe no Iratsume

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ōtomo no Sakanoue no Iratsume ( 大伴坂上郎女 ? 700 - 750) considerada a melhor poetisa do Período Nara da história do Japão[1] , com 79 poemas no Man'yōshū.

Vida[editar | editar código-fonte]

Adolescente, se casou com o príncipe Hozumi (filho do Imperador Tenmu) e depois da morte prematura deste, se casou com seu meio-irmão Sukunamaro. Depois que este também morreu, ela foi morar com Ōtomo no Tabito [1] tornando-se depois da morte deste lider do Clã Ōtomo [2] .

Segundo Tsuchihashi [3] Ōtomo no Tabito chamou a Senhora Ōtomo em 728 para educar seu filho, Ōtomo no Yakamochi, esta se tornou amante de Tabito, oficialmente substituia a recentemente falecida esposa de Tabito na realização das cerimônias religiosas para o Clã Ōtomo. Era ela que executava as músicas durante os rituais. Além disso, quando a Monja Rigan morreu, ela escreveu uma canção de luto [1] em sua homenagem.

Sua filha Ō Iratsume recebeu duas de suas canções, que expressava o quanto ela tinha medo de perder a filha [1] . Ō Iratsume se casaria mais tarde com Ōtomo no Yakamochi.


Referências

  1. a b c d Hiroaki Sato Japanese Women Poets: An Anthology M.E. Sharpe, 2007 pp 27-30 ISBN 9780765629432
  2. Louis-Frédéric Japan Encyclopedia Harvard University Press, 2002 pp 764 ISBN 9780674017535
  3. Yutaka Tsuchihashi Manyo Kaigan N.H.K. Books, 1978 p. 200
Ícone de esboço Este artigo sobre História do Japão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.