Željko Ražnatović

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Zeljko Raznatovic (Brežice, 17 de abril de 1952 - Belgrado, 15 de janeiro de 2000) também conhecido como Arkan, nome adotado de um de muitos de seus passaportes falsos - foi um conhecido criminoso sérvio, cujas contravenções incluíam contrabando de petróleo para seu país (embargado pela ONU devido à guerra que desintegrou a Iugoslávia, no início dos anos 90) e limpeza étnica (sua tropa paramilitar, a Guarda Voluntária Sérvia, foi responsabilizada por crimes contra a humanidade na Croácia e na Bósnia e Herzegovina, matando cerca de 3 mil pessoas). [1] [2]

Foi dirigente do clube de futebol Crvena Zvezda (Estrela Vermelha), comandando a divisão de sócios do clube. Em maio de 1990, envolveu-se num incidente em Zagreb (Croácia), quando o Estrela Vermelha enfrentou o Dinamo Zagreb. Num jogo marcado pela violência indiscriminada entre torcedores sérvios e croatas, ele teria incitado os primeiros a agredir os segundos. Posteriormente adquiriu o FK Obilić, que se tornou campeão iugoslavo na temporada 1997/98.[2]

Também ganhou notoriedade por seu excêntrico casamento com Svetlana "Ceca" Velickovic, cantora popular na Sérvia.[2] Com o fim dos conflitos, Arkan dedicou-se à política[3] , chegando inclusive a ser opositor de Slobodan Milosevic, o que o forçou a refugiar-se em Montenegro - sem deixar de lado, no entanto, as atividades ilícitas que lhe trouxeram fortuna. Como todo aquele que se envolve com qualquer modalidade de crime organizado, Arkan possuía muitos inimigos. Foi morto a 15 de janeiro de 2000,[4] na frente de um de seus hotéis em Belgrado, por um homem encapuzado.[5]

Referências

  1. Sérvia Rejeita corte da ONU Jornal do Brasil, Ano CII, edição 322, seção Internacional, página 5/Republicado pela Biblioteca Nacional- Hemeroteca digital brasileira (24 de fevereiro de 1993). Página visitada em 25 de janeiro de 2014.
  2. a b c Felipe Schmidt (25 de janeiro de 2014). Mundo Afora: casal polêmico provoca ascensão e queda do sérvio Obilic Globoesporte.com. Página visitada em 25 de janeiro de 2014.
  3. Mário Andrada e Silva (17 de abril de 1994). Sérvia-Limpeza étnica Jornal do Brasil, Ano CIV, edição 4, seção Internacional, página 18/Republicado pela Biblioteca Nacional- Hemeroteca digital brasileira. Página visitada em 25 de janeiro de 2014.
  4. Líder extremista sérvio é assassinado Folha de S. Paulo, Ano 79, edição 25855, 1º caderno, seção Mundo, página 24 (16 de janeiro de 2000). Página visitada em 25 de janeiro de 2014.
  5. Arkan Dead NPR (15 de janeiro de 2000). Página visitada em 25 de janeiro de 2014.