(What's the Story) Morning Glory?

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
(What's the Story) Morning Glory?
Álbum de estúdio de Oasis
Lançamento 2 de outubro de 1995
Gravação 1995
Gênero(s) Britpop, Rock
Duração 50:18
Gravadora(s) Epic
Produção Owen Morris e Noel Gallagher
Opiniões da crítica

O parâmetro das opiniões da crítica não é mais utilizado. Por favor, mova todas as avaliações para uma secção própria no artigo. Veja como corrigir opiniões da crítica na caixa de informação.

Cronologia de Oasis
Último
Último
Definitely Maybe
(1994)
Be Here Now
(1997)
Próximo
Próximo
Singles de (What's the Story) Morning Glory?
  1. "Some Might Say"
    Lançamento: 24 de Abril de 1995
  2. "Roll With It"
    Lançamento: 14 de Agosto de 1995
  3. "Wonderwall"
    Lançamento: 30 de Outubro de 1995
  4. "Don't Look Back in Anger"
    Lançamento: 19 de Fevereiro de 1996
  5. "Champagne Supernova"
    Lançamento: 13 de Maio de 1996

(What's the Story) Morning Glory? é o segundo álbum de estúdio da banda britânica Oasis, lançado em outubro de 1995. Este álbum está na lista dos 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame.[1]

O álbum foi um sucesso de vendagens, com hits como "Wonderwall", "Don't Look Back in Anger" e "Champagne Supernova". O trabalho alcançou o primeiro lugar de vendas no Reino Unido, e a quarta posição nos Estados Unidos. Em todo o mundo, vendeu 23 milhões de cópias. Na Inglaterra vendeu 4,8 milhões de cópias é até hoje o terceiro álbum mais vendido da história da Inglaterra, atrás somente do Greatests Hits do Queen e Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band dos Beatles. O álbum foi produzido por Owen Morris. A capa do álbum é uma foto da rua Berwick, em Londres.

A batalha do Britpop[editar | editar código-fonte]

Para muitas pessoas,[quem?] (What's the Story) Morning Glory? representa o auge do movimento britpop. No ano anterior ao lançamento (1994), as duas principais bandas britânicas, Blur e Oasis, lançaram álbuns que foram bem vendidos, e fizeram turnês nos Estados Unidos. Na mídia, as bandas atacavam uma a outra.[carece de fontes?]

Esta "batalha" mostrou-se no ápice quando Oasis e Blur decidiram lançar o primeiro compacto dos seus esperados álbuns… no mesmo dia. Em 14 de agosto de 1995 foram lançados "Country House", do Blur, e "Roll with It", do Oasis. Isto causou um furor na mídia e fez as bandas transpassarem apenas as manchetes no âmbito musical, chegando ao ponto em que ambos os grupos eram constantemente mencionados nas noticiário de modo geral.

Esta disputa ficou chamada de "A batalha do Britpop" e foi considerada um briga entre o lutador, classe trabalhadora Oasis, e o artístico, classe média Blur. Este "desafio" entre Oasis e Blur foi vencido pelo último, que vendeu 274 mil cópias do compacto "Country House", contra 216 mil cópias de "Roll with It". Entretanto, no fim das contas o álbum do Oasis (What's the Story) Morning Glory? foi mais bem-sucedido que o The Great Escape do Blur.

Na Inglaterra e na Irlanda, tornou-se comum, quando alguém perguntava "What's the story?" (em Português, "O que me conta?"), a outra pessoa responder "Morning Glory".[carece de fontes?]

Composição[editar | editar código-fonte]

"Wonderwall": Escrita por Noel para sua namorada à época, Meg Matthews. Curiosamente, a palavra "Wonderwall" não existe mas faz referencial a Wonderwall Music álbum lançado por George Harrison em 1968 que foi trilha sonora do filme "Wonderwall" . [carece de fontes?]

"Cast No Shadow": Escrita para o vocalista do The Verve, Richard Ashcroft. A letra refere-se a ele. [carece de fontes?]

Faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as faixas foram compostas por Noel Gallagher.

N.º Título Duração
1. "Hello"   3:21
2. "Roll with It"   3:59
3. "Wonderwall"   4:18
4. "Don't Look Back in Anger"   4:48
5. "Hey Now!"   5:41
6. "The Swamp Song, Excerpt 1"   0:44
7. "Some Might Say"   5:29
8. "Cast No Shadow"   4:51
9. "She's Electric"   3:40
10. "Morning Glory"   5:03
11. "The Swamp Song, Excerpt 2"   0:39
12. "Champagne Supernova"   7:27
Duração total:
50:00

Posições nas paradas[editar | editar código-fonte]

Reino Unido
"Some Might Say" #1 (27 semanas)
"Roll With It" #2 (18 semanas)
"Wonderwall" #2 (34 semanas)
"Don't Look Back in Anger" #1 (24 semanas)
Estados Unidos da América
"Wonderwall" #8 (20 semanas)
"Don't Look Back in Anger" #55 (14 semanas)

Certificações[editar | editar código-fonte]

País Certificação Vendas[2]
Alemanha Alemanha Gold.png Ouro 100,000
Áustria Austrália Sextuple Platinum.png 6× Platina[3] 420,000
Canadá Canadá Octuple Platinum.png 8× Platina 800,000
Espanha Espanha Double Platinum.png 2× Platina 250,000
Estados Unidos Estados Unidos[4] Quadruple Platinum.png 4× Platina 4,600,000
Finlândia Finlândia Gold.png Ouro[5] 27.540
Países Baixos Holanda Gold.png Ouro 30,000
Noruega Noruega Platinum.png Platina 30,000
Reino Unido Reino Unido Platinum.png 14× Platina[6] 4,400,000
Suíça Suíça Gold.png Ouro[7] 15,000

Notas e referências

  1. 2007 National Association of Recording Merchandisers (em inglês) timepieces (2007). Visitado em 25 de maio de 2010.
  2. Certification award levels (PDF) Ifpi.org.
  3. ARIA Charts - Accreditations - 1999 Albums Aria.com.au. Visitado em 30 de junho de 2009. Cópia arquivada em 20 de julho de 2009.
  4. US Certifications database RIAA. Riaa.com. Visitado em 19 de abril de 2008.
  5. Título ainda não informado (favor adicionar) Ifpi.fi.
  6. British Certification database BPI. (em inglês) Bpi.co.uk. Visitado em 19 de abril de 2008.
  7. Título ainda não informado (favor adicionar) (em inglês) Swisscharts.com.

Ver também[editar | editar código-fonte]