130 nanômetros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Processos de
fabricação de semicondutores

O processo de 130 nanômetros (130 nm ou 0,13 µm) se refere ao nível da tecnologia do processo de fabricação de semicondutores que foi alcançado entre os anos 2000 e 2001 por maior parte das companhias líderes de semicondutores como a Intel, Texas Instruments, IBM, e TSMC.

A origem do processo de 130 nm tem valor histórico, como reflete uma tendência de redução de 70% a cada 2 ou 3 anos. O título é formalmente determinado pela International Technology Roadmap for Semiconductors (ITRS), sediado pela Sematech.

Alguns dos primeiros CPUs fabricados com esse processo incluem a família Intel Tualatin de processadores Pentium III.

Processadores usando a tecnologia de fabricação de 130 nm[editar | editar código-fonte]

  • Intel Pentium III Tualatin e Coppermine
  • Intel Celeron Tualatin-256 - 2 de outubro de 2001
  • Intel Pentium M Banias - 12 de março de 2003
  • Intel Pentium 4 Northwood- 7 de janeiro de 2002
  • Intel Celeron Northwood-128 - 18 de setembro de 2002
  • Intel Xeon Prestonia e Gallatin - 25 de fevereiro de 2002
  • VIA C3 - 2001
  • AMD Athlon XP Thoroughbred, Thorton, e Barton
  • AMD Athlon MP Thoroughbred - 27 de agosto de 2002
  • AMD Athlon XP-M Thoroughbred, Barton, e Dublin
  • AMD Duron Applebred - 21 de agosto de 2003
  • AMD K7 Sempron Thoroughbred-B, Thorton, e Barton - 28 de julho de 2004
  • AMD K8 Sempron Paris - 28 de julho de 2004
  • AMD Athlon 64 Clawhammer e Newcastle - 23 de setembro de 2003
  • AMD Opteron Sledgehammer - 30 de junho de 2003
  • Elbrus E2K 1891ВМ4Я (1891VM4YA) - 27 de abril de 2008[1]
  • MCST R-500S 1891BM3 - 27 de julho de 2008[2]

Referências

  1. [1]. Mcst.ru.
  2. [2]. Mcst.ru.


Precedido por:
180 nm
processos de fabricação CMOS Sucedido por:
90 nm