Década de 1950

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de 1950s)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde novembro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Século: Século XIX - Século XX - Século XXI

Décadas: 1920 1930 1940 - 1950 - 1960 1970 1980

Anos: 1951 - 1952 - 1953 - 1954 - 1955 - 1956 - 1957 - 1958 - 1959 - 1960


A década de 1950, ou simplesmente década de 50 ou ainda anos 50 foi o período de tempo entre 1 de janeiro de 1951 e 31 de dezembro de 1960. É considerada uma época de transição entre o período de guerras da primeira metade do século XX e o período das revoluções comportamentais e tecnológicas da segunda metade. Nesta época teve início a chegada da televisão em Portugal e no Brasil. Esta época também foi considerada a "idade de ouro" do cinema e também foi a época de importantes descobertas científicas como o ADN (Ácido Desoxirribonucleico, ou DNA). O campeão da Copa do Mundo em 1950 foi, pela segunda vez, o Uruguai. Em 1954 a Alemanha Ocidental conquistou a Taça do Mundo pela primeira vez. Em 1958, a Seleção Brasileira de Futebol faturou também o seu primeiro título mundial.

Mídia[editar | editar código-fonte]

Os anos 50 são considerados como a Era de Ouro da Televisão por algumas pessoas. As vendas de televisores aumentaram enormemente e em 1950 4,4 millhões de famílias americanas tinham um aparelho televisor. Os americanos devotavam a maior parte do seu tempo livre para ver canais de televisão.

Ciência[editar | editar código-fonte]

Tecnologia[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Música[editar | editar código-fonte]

  • Surge o Rock N' Roll, nos Estados Unidos que repercutiu mundialmente com os cantores Bill Haley, Elvis Presley, Chuck Berry, Chubby Cheker entre outros.
  • Rockabilly

Moda[editar | editar código-fonte]

Esportes[editar | editar código-fonte]

Cronologia[editar | editar código-fonte]

1951[editar | editar código-fonte]

  • No dia 23 de junho, é publicado no jornal "The New York Times", um estudo que revela que a televisão está mudando a maneira como a sociedade norte-americana encara o lazer, a política, a leitura e se expressa culturalmente

1952[editar | editar código-fonte]

Gene Kelly dança a canção-título do filme "Cantando na Chuva". Em 8 de março, um coração artificial é utilizado pela primeira vez em um ser humano, no Hospital Pennsylvania, da Filadélfia, nos Estados Unidos. No dia 24 de abril, o pintor espanhol Pablo Picasso e vários outros artistas de esquerda reafirmam aos comunistas sua crença no realismo socialista.

Estreia em Nova York, em 23 de outubro, o filme "Luzes da Ribalta", de Charles Chaplin. No dia 5 de novembro, Dwight Eisenhower é eleito presidente dos Estados Unidos pelo Partido Republicano.

A Comissão de Energia Atômica dos Estados Unidos anuncia, no dia 16 de novembro, que a bomba H está pronta para ser usada

1953[editar | editar código-fonte]

A 20th Century Fox Film Corporation comunica, no dia 1º de fevereiro, que vai converter todo seu sistema de filmagem para o de tela ampliada, chamado Cinemascope,

O casal Rosemberg é executado nos Estados Unidos, em 19 de junho. Em 28 de julho, um armistício suspende a Guerra da Coreia, após 3 anos.

Vargas sanciona lei de monopólio do petróleo brasileiro, criando a Petrobras, no dia 3 de outubro.

É inaugurada a TV Record.

Nesse ano, Marilyn Monroe se torna uma diva do cinema com o filme "Os Homens Preferem as Loiras". O filme "A Um Passo da Eternidade", com Burt Lancaster e Deborah Kerr causa escândalo e sua exibição quase é proibida por causa do célebre beijo da praia entre os dois atores.

1954[editar | editar código-fonte]

Em 5 de fevereiro, Chanel reabre sua maison em Paris, fechada em 1939 por causa da guerra.

Em 24 de maio, a IBM (International Business Machines), empresa dos Estados Unidos, anuncia que fabricou um cérebro eletrônico projetado especificamente para uso em negócios.

No dia 24 de julho, a miss Brasil, a baiana Marta Rocha, não consegue o título de miss Universo, por ter duas polegadas a mais nos quadris.

Em 4 de julho, na Copa do Mundo disputada na Suíça, a Alemanha Ocidental conquistou seu primeiro título da competição, ao vencer a Hungria por 3 a 2 na final.

Mao Tse-tung é reeleito para outro mandato de quatro anos como presidente da República Popular da China, no dia 27 de setembro

Ernest Hemingway ganha o Prêmio Nobel de Literatura em 10 de dezembro. Entre suas obras, destacam-se "Adeus às Armas (1929), "Por Quem os Sinos Dobram" (1940) e "O Velho e o Mar" (1952), que lhe rendeu, em 1953, o Prêmio Pulitzer.

Astrônomos anunciam, em 27 de dezembro, que a observação de 800 galáxias mostra que o Universo nasceu de uma gigantesca explosão cósmica - chamada de Big Bang -, que teria ocorrido há 5,5 bilhões de anos

No Brasil, o Presidente Getúlio Vargas comete suicídio , com um tiro no coração, em seu quarto, no Palácio do Catete, na cidade do Rio de Janeiro, então capital federal.

1955[editar | editar código-fonte]

Em 14 de maio, as nações do bloco oriental firmam o Pacto de Varsóvia, que as unifica militarmente

No dia 31 de maio, a Suprema Corte norte-americana determina aos Estados o fim da segregação racial

Em 5 de agosto, falece a cantora Carmen Miranda.

Em 3 de outubro, Juscelino Kubitschek é eleito presidente do Brasil

Em 26 de novembro, a então União Soviética, confirma que possui a bomba de hidrogênio.

Neste ano, a indústria japonesa Sony lança o primeiro rádio portátil transistorizado produzido em massa.

Estreia o filme "Juventude Transviada", com James Dean, que se torna o símbolo de rebeldia dos anos 50.

1956[editar | editar código-fonte]

Em 1º de fevereiro, o presidente do Brasil, Juscelino Kubitschek, expõe, em seu primeiro dia de governo, um plano desenvolvimentista em que promete fazer o país avançar "50 anos em 5".

Em 22 de março, o reverendo Martin Luther King Jr. é considerado culpado dos boicotes ao serviço de ônibus de Montgomery, em Alabama, nos Estados Unidos.

Em 9 de setembro, Elvis Presley bate recorde de audiência em sua apresentação na TV.

1957[editar | editar código-fonte]

Em 16 de fevereiro, o prefeito de São Paulo, Jânio Quadros, proíbe o rock and roll nos bailes.

A 7 de março, iniciam as transmissões públicas de televisão em Portugal com a RTP.

Em 27 de julho, Pelé estreia na seleção brasileira com 16 anos e marca o único gol na derrota para a Argentina por 2 a 1.

Ilustração de modelo da Sputnik 1A então União Soviética anuncia, em 4 de outubro, que lançou com sucesso em órbita ao redor da Terra o primeiro satélite fabricado pelo homem, o Sputinik 1.

A então União Soviética lança, no dia 3 de novembro, seu segundo satélite espacial, desta vez tripulado por uma cadela chamada Laika.

Albert Camus recebe o Prêmio Nobel de literatura no dia 10 de dezembro. Entre suas obras, destacam-se "O Estrangeiro" (1942) e a peça "Calígula" (1948).

Em 19 de dezembro, a Otan aprova a presença de armas atômicas dos Estados Unidos na Europa, incluindo mísseis de alcance intermediário.

O livro "Pé na Estrada", de Jack Kerouac, faz sucesso e marca a chamada geração beat. O beatniks falam no ritmo e na linguagem do jazz e detestam a obsessão da classe média por objetos e pela harmonia. Os poetas Allen Ginsberg e Lawrence Ferlinghetti são alguns dos representantes dessa nova tendência.

1958[editar | editar código-fonte]

Em 29 de junho, na Copa do Mundo disputada na Suécia, o Brasil conquistou seu primeiro título da competição, ao vencer a Suécia por 5 a 2 na final.

1959[editar | editar código-fonte]