2º Grupamento de Engenharia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
2º Grupamento de Engenharia
Estado  Amazonas
Subordinação Comando Militar da Amazônia
Sigla 2º Gpt E
Criação 1970
Comando
Comandante Gen Bda Marcos José Pupin[1]
Sede
Endereço Av dos Expedicionários, 6800

O 2º Grupamento de Engenharia (2º Gpt E), também conhecido como Grupamento Rodrigo Octávio, é um dos Grupamentos Militares de Engenharia do Brasil. Sua sede localiza-se em Manaus, no estado do Amazonas. É administrado pelo Comando Militar da Amazônia. Destina-se a comandar, controlar, coordenar e supervisionar as atividades dos seus quatro batalhões de engenharia subordinados.

História[editar | editar código-fonte]

O 2º Grupamento de Engenharia (2º Gpt E), com sede em Manaus, foi criado em 28 de julho de 1970, e está subordinado ao Comando Militar da Amazônia e vinculado à Diretoria de Obras de Cooperação.

É um Grande Comando da Arma de Engenharia e tem uma composição semelhante à de uma Brigada, coordenando os trabalhos de quatro Batalhões e uma Companhia de Engenharia de Construção.

Em 4 de março de 1993, o 2º Grupamento de Engenharia recebeu a denominação histórica de Grupamento Rodrigo Octávio, em homenagem ao ilustre general oriundo da Arma de Engenharia, idealizador da criação do Grupamento e que muito contribuiu pelo desenvolvimento e integração da região Amazônica.

A história do 2º Gpt E apresenta como somatório um acervo de missões realizadas pelas suas Organizações Militares vinculadas,onde destacamos as seguintes obras: mais de 8252 Km de rodovias, 12.598 m de pontes construídas, 43 poços perfurados, 150 Km de eletrificação rural, 327.263 m2 de abertura de clareiras para gasoduto, 12.597 m de pontes construídas,77.053 m de bueiros e 718.449 m2 de recuperação de áreas degradadas. Em sua história atual, o 2º Grupamento de Engenharia tem marcado sua presença nesta região brasileira, contribuindo para o desenvolvimento e para a integração da Amazônia.

Missão[editar | editar código-fonte]

O trabalho executado pelos Batalhões de Engenharia de Construção do 2º Grupamento de Engenharia contribui de forma incontestável para o desenvolvimento nacional, ao tempo em que enseja à Engenharia Militar atingir os objetivos de proporcionar segurança, defender o território, adestrar seus quadros e de formar suas reservas.

A principal missão da Engenharia Militar, em tempo de paz, é transformar as características do terreno, adequando-o, da melhor forma, às futuras operações militares.

A missão de Equipar o Território objetiva atender primordialmente às Hipóteses de Emprego formuladas em tempo de paz; desta forma, realizando serviços diversificados, a Arma de Engenharia se prepara para o combate, adestrando seu pessoal, obtendo informações sobre as características da região e do terreno, adotando soluções técnicas compatíveis e mantendo em condições de pronto emprego o seu equipamento operacional.

Organizações Militares Subordinadas[editar | editar código-fonte]

  • Comando 2º Grupamento de Engenharia - Manaus - www.2gpte.eb.mil.br
    • Companhia de Comando do 2º Grupamento de Engenharia - Manaus
    • 5º Batalhão de Engenharia de Construção - Porto Velho
    • 6º Batalhão de Engenharia de Construção - Boa Vista
    • 7º Batalhão de Engenharia de Construção - Rio Branco
    • 8º Batalhão de Engenharia de Construção - Santarém
    • 21ª Companhia de Engenharia de Construção - São Gabriel da Cachoeira

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências