24 Horas de Le Mans

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

As 24 Horas de Le Mans é uma das mais tradicionais corridas automobilísticas do mundo. É apontada como a maior corrida do planeta. A corrida é disputada na França anualmente, desde 1923: uma prova de resistência que dura 24 horas[1] .

Em francês, é conhecido como Circuit des 24 heures du Mans.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1920, o Automobile Club de l'Ouest pôs em obra a realização de uma competição cujo caráter contribuísse para a evolução do progresso técnico e favorecer o desenvolvimento do automóvel. Em 1922, o clube anuncia a criação de um novo tipo de competição na Sarthe, uma prova de resistência. Durante a prova, equipes de dois Pilotos por carro vão-se alternando dia e noite. A primeira edição, com 33 concorrentes, desenrolou-se nos dias 26 e 27 de Maio de 1923 num circuito perto da cidade de Le Mans, no departamento da Sarthe. Hoje, as 24 Horas de Le Mans têm lugar cada ano em Junho. É a mais antiga e a mais prestigiada corrida de resistência para carros desportivos e protótipos.

O circuito[editar | editar código-fonte]

O Circuit de la Sarthe com o circuito Bugatti em cinza.

O circuito tem uma extensão de 13650 metros, usa parte do circuito Bugatti e é em grande parte composto por estrada nacional. As mais célebres passagens são as curvas de Tertre Rouge, Mulsanne, Arnage, Casa Branca (Maison Blanche) e, principalmente, a reta de Hunaudières: extensão de 5 km onde os protótipos mantém uma velocidade de mais de 400 km/h durante um minuto. Esta porção do circuito foi dividida em três trechos graças à instalação de duas chicanes em 1990. Essa medida foi necessária porque alguns automóveis insuficientemente carregados aerodinamicamente, para poderem atingir uma maior velocidade, acabavam tendo a tendência de levantar vôo nesse trecho. Agravava ainda o fato de que, quando rodavam em velocidades próximas aos 400 km/h (o recorde estabelecido foi de 405 km/h por um WM-Peugeot em 1988), os pneus eram submetidos a pressões muito intensas, que os levavam a deformações extremas e ao rebentamento se não estivessem em boas condições. A situação era ainda pior visto que esse tipo de situação podia acontecer de noite e em meio a carros de GT, que rodam cerca de 100 a 150 km/h mais devagar.

O recorde de vitórias individuais por piloto é detido pelo dinamarquês Tom Kristensen, com nove sucessos, e o recorde de vitórias por construtores é detido pela Porsche, com dezesseis. O recorde da distância e a mais elevada velocidade média ao longo das 24 Horas pertencia desde 1971 ao Porsche 917K de Helmut Marko e Gijs Van Lennep, que percorreu 5.335 km à media de 222,304 km/h. Nessa altura o circuito não tinha chicanes. Tal recorde foi batido pelo O Audi R15 TDi em 2010, designado como carro #9, que completou um total de 397 voltas, cobrindo uma distância de 5.410,713km.

Categorias[editar | editar código-fonte]

Os carros que correm nesta prova estão divididos em quatro categorias:

  • LMP1 (Le Mans Protótipos 1)
  • LMP2 (Le Mans Protótipos 2)
  • LM GTE Pro (Gran Turismo Endurance - pilotos profissionais)
  • LM GTE Am (Gran Turismo Endurance - pilotos amadores com um profissional)

Vencedores[editar | editar código-fonte]

Cartaz de 1923
Audi R10 - LMP1
Porsche RS Spyder - LMP2
Aston Martin DBR9 - LMGT1
Ferrari F430 GT2 - LMGT2

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre 24 Horas de Le Mans

Referências