28 Days Later

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
28 Days Later
28 Dias Depois (PT)
Extermínio (BR)
 Reino Unido
2002 • cor • 113 min 
Direção Danny Boyle
Produção Andrew Macdonald
Roteiro Alex Garland
Elenco Cillian Murphy
Naomie Harris
Brendan Gleeson
Christopher Eccleston
Megan Burns
Género Ficção Científica
Terror
Idioma Inglês
Música John Murphy
Cinematografia Anthony Dod Mantle
Edição Chris Gill
Estúdio DNA Films
British Film Council
Distribuição 20th Century Fox
Fox Searchlight Pictures
Lançamento Reino Unido1 de novembro de 2002
Portugal23 de março de 2003
Brasil29 de agosto de 2003
Cronologia
Último
Último
28 Weeks Later
Próximo
Próximo
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

28 Days Later (Extermínio (título no Brasil) ou 28 Dias Depois (título em Portugal)) é um filme de terror pós-apocalíptico de baixo orçamento. Foi lançado em 2002, dirigido por Danny Boyle e escrito por Alex Garland. Ambientado no começo do século XXI, na Inglaterra, o filme mostra a destruição da sociedade após a liberação de um vírus conhecido como Rage, que através de contato por saliva ou sangue, em poucos segundos, transforma aqueles que por ele foram infectados para um estado de descontrole assassino, e a luta dos poucos sobreviventes contra os infectados e tudo aquilo que lhes era familiar. O filme foi um sucesso de crítica e público, e teve como cenas marcantes as tomadas em uma Londres completamente deserta. Teve um faturamento aproximadamente dez vezes maior que o orçamento. O filme ganhou uma sequência em 2007, 28 Weeks Later.

Roteiro[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O filme começa com uma sequência onde alguns jovens ativistas entram em um laboratório, onde cientistas faziam experiências com chimpanzés. Os símios estavam infectados com um vírus da raiva altamente contagioso a seres humanos, infectando os ativistas.

Vinte e oito dias depois, Um jovem chamado Jim acorda de seu coma em um leito de um hospital deserto. Depois de se levantar, ele sai do hospital e encontra Londres completamente deserta. Depois de se refugiar em uma igreja, Jim é atacado por uma espécie de zumbi, mas é salvo por Selena (Naomie Harris) e Mark (Noah Huntley), que o levam para o metrô de Londres. Eles contam todo o acontecido a um ainda atordoado Jim sobre o colapso que se transformou o Reino Unido depois que os primeiros infectados apareceram.

Jim convence Selena e Mark a irem até a casa de seus pais, na periferia da cidade, mas ambos cometeram suicídio. A noite, um dos infectados os ataca, contaminando Mark, que é brutalmente morto por Selena a sangue frio. Selena explica a Jim que os infectados expelem sangue pela boca contaminando uma pessoa em segundos.

Nessa mesma noite, com o risco de novos infectatos serem atraídos até a casa de Jim, eles continuam a caminhada para encontrar um lugar seguro em uma Londres devastada, até encontrarem um edifício com a luz do apartamento piscando e resolvem ir até lá. Ao chegarem, são atacados novamente, mas são salvos por Frank (Brendan Gleeson), que os leva até seu equipado apartamento. Ao chegarem lá, se deparam com a filha adolescente de Frank, Hannah (Megan Burns), ambos residentes isolados. Após passarem a noite no apartamento seguro, e verem como Frank conseguiu se manter ali por tanto tempo, eles decidem partir para Manchester no dia seguinte, onde esperam encontrar mais sobreviventes devido a uma chamada de rádio.

Na manhã seguinte, eles usam o carro de Frank para ir ao norte, rumo a cidade de Manchester, passando antes em um supermercado para conseguirem suprimentos.

Depois de escaparem de mais ataques, eles chegam a uma barreira, onde acidentalmente Frank é infectado pelo vírus e é morto por soldados. O comandante desses soldados é o Major Henry West (Christopher Eccleston). Eles são levados até uma base militar isolada onde os infectados não conseguem penetrar devido a um elementar sistema de defesa criada pelos soldados restantes. Lá descobrem que o vírus contaminou somente a Grã-Bretanha, que foi colocada em um estado de quarentena.

Após descobrirem as reais intenções de Henry West de entregar as mulheres a seus soldados, Jim, Selena e Hannah decidem fugir. Mas Jim é capturado e levado para a floresta ao redor da base militar para ser executado. Selena e Hannah são levadas a um quarto onde poderiam se trocar para satisfazer alguns soldados. Jim consegue escapar e volta para a base militar, tendo avistado um avião minutos antes. Ao chegar na base, Jim solta um infectado que se encontrava preso nos fundos da base, e esse acaba por matar vários soldados. Após uma sequência onde Jim leva um tiro e encontra Selena e Hannah, que após atropelarem o Major Henry West, escapam com o jipe dos soldados.

Eles fogem para o norte da Inglaterra, encontram um pequeno hospital abandonado onde Selena trata de Jim, que entra em coma novamente. Alguns dias depois, Jim acorda em uma pequena casa, onde Selena e Hannah confeccionam um grande tecido para chamar atenção de algum possível avião de resgate. Na sequência final, eles vão até um grande descampado, onde os tecidos agrupados formam a palavra "Hello" e são avistados por um avião.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Finais Alternativos[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Na versão oficial do DVD, existem 3 finais alternativos, sendo dois filmados e um somente escrito.

No primeiro final alternativo, Jim morre no pequeno hospital, e Selena e Hannah se armam para continuar a busca por um lugar seguro. Nos comentários do DVD, Boyle e Garland mostram maior simpatia por esse final. No segundo final alternativo, apenas Selena e Hannah conseguem ver o avião de resgate do fim do filme.

Já no terceiro final, que não chegou a ser gravado e foi chamado de "final alternativo radical", Selena, Jim e Hannah tentam salvar Frank da contaminação, encontrando um avançado complexo médico. Lá encontram um cientista isolado, que não os deixa entrar, com medo de que estejam infectados. O cientista explica a Jim que Frank só pode ser salvo com uma completa transfusão de sangue. Depois de descobrir que somente Jim tem o mesmo tipo sanguíneo de Frank, Jim se sacrifica para que o pai fique junto de Hannah. Frank recuperado, Selena e Hannah encontram dentro do complexo médico a sala onde os chimpanzés foram soltos na abertura do filme, enquanto os monitores dos computadores indicam que Jim foi contaminado. Garland e Boyle comentando que esse final foi rechaçado, após considerarem que a idéia de um transplante completo de sangue não ser confiável.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Cillian Murphy Jim
Naomie Harris Selena
Noah Huntley Mark
Brendan Gleeson Frank
Megan Burns Hannah
Luke Mably Soldado Clifton
Stuart McQuarrie Sargento Farrell
Ricci Harnett Soldado Mitchell
Leo Bill Soldado Jones
Junior Laniyan Soldado Bell
Ray Panthaki Soldado Bedford
Christopher Eccleston Major Henry West
Sanjay Rambaruth Soldado Davis
Marvin Campbell Soldado Mailer
David Schneider Cientista

Produção[editar | editar código-fonte]

28 Days Later apresenta cenas em várias partes de Londres como Westminster Bridge, Piccadilly Circus, Oxford Street e Horse Guards Parade. Com o objetivo de retratar esses locais como desertos, as equipes de filmagens fecharam as ruas durante uma hora, geralmente no início da manhã para minimizar a interrupção. Algumas cenas do filme foram filmadas por câmeras Canon XL1 de vídeo digital.

As cenas da auto-estrada M1 também completamente deserta foram filmadas durante pouquíssimo tempo. Boyle disse que tudo ocorreu com a ajuda da polícia que diminuia o trafégo suficientemente para deixar o set de filmagem vazio. Na verdade a cena foi filmada em Milton Keynes, em nenhum lugar perto de Manchester. A cena em Londres onde mostra Jim caminhando ao lado de um ônibus double-decker não durou mais do que vinte minutos, a equipe de filmagem colocou o ônibus do seu lado e o retirou rapidamente.

A mansão usada no filme foi em Trafalgar Parque, perto de Salisbury. Muitos quartos na casa, incluindo a sala de música e o salão principal foram decoradas, muitas cenas no andar de cima, na verdade, foram filmadas no andar de baixo, devido ao proprietário da mansão morar em cima.

Recepção[editar | editar código-fonte]

28 Days Later foi um sucesso considerável de bilheteria com um orçamento de cerca de £ 5 milhões. No Reino Unido, que levou em £ 6,1 milhões, enquanto nos Estados Unidos foi considerado uma "surpresa" devido ao fato dos filmes de zumbi norte-americanos onde mostram mortos-vivos lentos, não-inteligentes e famintos por carne humana, causando até indignação. O filme recebeu cerca de 82,7 milhões de dólares em todo o mundo.

As críticas do filme foram muito positivas. Muitas opiniões foram recolhidas e apenas 89% dos críticos deram um comentário positivo. Em 2007 Stylus Magazine nomeou-o o segundo melhor filme de zumbis de todos os tempos. 28 Days Later é uma autêntica obra de arte criada por Danny Boyle.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Estilo e Inspiração[editar | editar código-fonte]

Nos comentários do DVD, Boyle e Garland frequentemente citam o filme como sendo sobre apocalíptico, de horror e de zumbi, fazendo referências claras a trilogia original de George A. Romero. Porém, Boyle diz que a inspiração real para o filme veio do longa "The Day of the Triffids", de John Wyndham.

Tanto 28 Days Later, como sua sequência, 28 Weeks Later, são tratados como filmes de zumbi. Porém, os infectados de ambos os filmes não seguem as características clássicas criadas por Romero. Normalmente, zumbis são lentos, não-inteligentes, famintos por carne humana e estão mortos. Já os infectados do filme são rápidos e ainda estão vivos, apesar do vírus os manter sob um estado de fúria assassina. Eles podem ser mortos como um ser humano qualquer, mas não sentem dor, nem sequer demonstram sentimentos.

Na prática, existe uma diferença entre zumbis e infectados. Zumbis são pessoas "mortas" que algo as ressuscitou, fazendo-as lerdas, etc. Já infectados, seriam como ser humanos normais que tiveram seu sistema nervoso corrompido por um vírus, por isso, infectados correm, são ágeis, já zumbis, lerdos e burros.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]