5º Batalhão de Polícia Militar (PMERJ)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
5° Batalhão de Polícia Militar
5bpm.jpg
Brasão
País  Brasil
Estado  Rio de Janeiro
Corporação Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro
Subordinação 1º Comando de Policiamento de Área
Missão policiamento ostensivo e manutenção de ordem pública
Denominação Batalhão Coronel Assunção
Sigla 5° BPM
Criação 24 de outubro de 1911
Aniversários 24 de outubro
Patrono Coronel Joaquim Antônio Fernandes de Assunção
Comando
Comandante Tenente Coronel PM Camargo
Subcomandante Major PM Belitardo
Sede
Sede Rio de Janeiro
Bairro Saúde
Endereço Praça Coronel Assunção, s/nº
Internet www.5bpm.com

O Quinto Batalhão de Polícia Militar (5º BPM) é uma Organização Policial Militar (OPM) da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ) e está subordinado ao 1º Comando de Policiamento de Área (1º CPA).

Histórico[editar | editar código-fonte]

O 5º BPM foi criado pelo decreto nº 6012, de 24 de outubro de 1911 na então Polícia Militar do Distrito Federal. Essa unidade, inicialmente, foi aquartelada no quartel do Regimento Marechal Caetano de Farias, onde atualmente se encontra o Batalhão de Polícia de Choque. Seu efetivo inicial foi constituído por homens vindos dos e 2º Batalhões de Infantaria e teve como seu primeiro comandante o Major do Exército Benedito Marcelino de Araújo.

O quartel onde hoje se encontra teve sua construção iniciada em 1908 e concluída em 1914, e foi estrategicamente construído para manter a segurança na região do cais do Porto do Rio de Janeiro, do Terminal das Estradas de Ferro da Central do Brasil e Leopoldina, como também das indústrias que floresciam no bairro da Saúde.

Em 13 de julho de 1954, pelo decreto nº 35821, do Presidente da República, o 5º BPM de Infantaria da PMERJ passou a denominar-se “Batalhão Coronel Assunção”, em homenagem ao seu patrono, o bravo, digno e valoroso Coronel Joaquim Antônio Fernandes de Assunção, herói na Guerra do Paraguai, quando liderou tropas do 31º Corpo de Voluntários da Pátria.

No ano de 2011, após a extinção do e do 13º Batalhões, seus efetivos foram transferidos para o 5º BPM, o qual, também, assumiu a responsabilidade sobre suas áreas de policiamento.

Área de Atuação[editar | editar código-fonte]

A área de policiamento do 5º BPM compreende todo o Centro do Rio de Janeiro e, ainda, os bairros da Saúde, Gamboa e Santo Cristo, Santa Teresa, Ilha de Paquetá, tendo uma variação populacional extrema, contando com aproximadamente 60 mil moradores fixos, mas alcançando mais de 4 milhões de pessoas transitando e trabalhando na área de sua responsabilidade durante o dia.

Está, ainda, subordinado administrativamente ao 5° BPM o Grupamento de Polícia Ferroviária (GPFer), responsável pelo policiamento da malha ferroviária fluminense e o Grupamento Transportado em Ônibus Urbano (GPTOU), o qual realiza policiamento ostensivo nos ônibus da região central e na Avenida Brasil, na cidade do Rio de Janeiro.