5 Fingers

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
5 Fingers
O caso Cícero (PT)
5 dedos (BR)
James Mason-Danielle Darrieux in Five Fingers.jpg
 Estados Unidos
1952 • pb • 108 min 
Direção Joseph L. Mankiewicz
Roteiro L.C. Moyzisch (livro)
Michael Wilson (roteiro)
Joseph L. Mankiewicz (não creditado)
Elenco James Mason
Danielle Darrieux
Género Espionagem
Suspense
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

5 Fingers ou Five Fingers (br.:5 dedos / pt.: O caso Cícero) é um filme estadunidense de 1952, sobre um caso real de espionagem na Segunda Guerra Mundial, dirigido por Joseph L. Mankiewicz para a 20th Century Fox. Produção de Otto Lang com roteiro de Michael Wilson e Mankiewicz baseado no livro Operação Cícero (do original em lingua alemã: Der Fall Cicero) (1950) de L.C. Moyzisch.

É contada a história do albanês radicado na Inglaterra Elyesa Bazna, que se tornou o mais famoso espião da Segunda Guerra Mundial. Ele espionou para os nazistas entre 1943–44 quando foi empregado na Embaixada Britânica na Turquia, trabalhando de valete de Sir Hughe Montgomery Knatchbull-Hugessen, o embaixador na época. Seu codinome era Cicero. Suas fotografias de documentos altamente secretos foram enviadas para Franz von Papen, ex-chanceler germânico que na época era o embaixador alemão em Ancara. Como contato entre ambos estava Moyzisch, adido comercial dos alemães. Segundo o filme, Cícero pretendia fugir, com o dinheiro ganho, para o Rio de Janeiro.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Na Turquia em 1944, o embaixador alemão Franz von Papen e seu colega britânico Sir Frederic Taylor vão a uma recepção dada pela Condessa Anna Staviska, uma francesa viuva de um conde polonês. Tendo suas posses confiscadas pelos alemães, a condessa se oferece para espionar os ingleses para os nazistas mas é recusada. Logo após, um homem se apresenta a Moyzisch, adido comercial da embaixada alemã, oferecendo microfilmes com documentos secretos aliados e pedindo em troca vinte mil libras esterlinas. Os nazistas não o conhecem mas trata-se de Diello, valete pessoal de Sir Frederic e que antes trabalhara para o falecido marido da condessa na Polônia.

Os nazistas desconfiam dele mas os documentos se provam verdadeiros e Diello, que usa o nome de Cícero, continua a fornecer novas fotografias ao preço de mil libras cada uma. Diello se encontra com a Condessa e lhe pede que guarde o dinheiro, alugue uma casa e ofereça mais recepções. Contudo, seus planos são atrapalhados quando Sir Frederic desconfia que o embaixador alemão está sabendo de informações secretas e contata a Inteligência Aliada que envia até a Turquia o oficial Colin Travers para investigar e descobrir a identidade do espião.

Premiação[editar | editar código-fonte]

O filme foi indicado a dois Óscars da Academia, para melhor diretor e melhor roteiro. Ganhou o Globo de Ouro por "Melhor Roteiro" e o Edgar Award por "Melhor Roteiro de Mistério".

Notas[editar | editar código-fonte]

Five Fingers foi adaptado para a televisão entre 1959-1960 pelos canais NBC e 20th Century Fox Television que teve 16 episódios, estrelada por David Hedison e Luciana Paluzzi.

Referências

  • Bazna publicou sua própria versão no livro I Was Cicero, de 1962.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre 5 Fingers