Aérope

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Aérope, na mitologia grega foi a segunda esposa de Atreu, e mãe de Agamênon, Menelau e Anaxíbia.1

Era filha de Catreu, rei de Creta e neta de Minos. Se casou primeiro com Plístene, e após a sua morte casou com Atreu, pai de Plístine. Em Micenas, Atreu tinha prometido a Ártemis que iria sacrificar o seu melhor cordeiro a ela.2 3 4

Contudo, ao procurar no seu rebanho, encontrou um cordeiro dourado, que deu a Aérope para o esconder. Aérope tinha então um caso com Tiestes, irmão de Atreu, e lhe deu o cordeiro. Tiestes afirmou que quem tivesse o cordeiro dourado deverá ser rei de Micenas, e Atreu concordou. Tiestes apareceu com o cordeiro e reclamou o trono para si. Aerópe foi assassinada mais tarde, supostamente pelo seu marido Atreu, que mais tarde viria a se casar com Pelópia.5 6

Referências

  1. Schmitz, Leonhard (1867), "Aerope", in Smith, William, Dictionary of Greek and Roman Biography and Mythology, 1, pp. 36, http://www.ancientlibrary.com/smith-bio/0045.html 
  2. Bibliotheca 3. 2. § 1, &c.
  3. Servius on Aeneid, 1. 458.
  4. Dictys Cretensis 1. 1.
  5. Scholia on Homer. Iliad. 2. 249.
  6. Servius, on Aeneid 9. 262.
Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.