A-105

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde fevereiro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Apollo program insignia.png
Lançamento do foguete Saturn A-105

A-105 foi o décimo vôo teste não tripulado do Saturno I (Saturn-Apollo 10 - SA10) para o Projeto Apollo da NASA (agência espacial dos EUA), lançado a partir do Cabo Canaveral em 30 de julho de 1965.

Na última missão de uma série operacional feita com o Saturno I, a carga útil consistiu no modelo da nave espacial Apollo (BP-9A) que abrigou o terceiro Satélite Pegasus C lançado em órbita. Similar às missões anteriores A-103 e A-104, o modelo do módulo de serviço foi equipado para teste com uma instalação de acondicionamento do motor de controle de reação. O lançamento foi normal e a carga foi colocada em órbita aproximadamente 10,7 minutos após a decolagem. A nave espacial foi separada 812 segundos após a decolagem. A separação e ejeção do sistema ocorreram como planejadas. As duas asas do painel de detecção de micro meteoritos do satélite foram montadas 40 segundos após comando inicial.

A previsão de vida útil do satélite (720 dias) foi excedida e a transmissão de rádio e telemetria foram enviadas até 29 de agosto de 1968. O Satélite Pegasus C entrou na atmosfera da Terra em 4 de agosto de 1969, e todos os objetivos primários e secundários foram alcançados.

Parte do Projeto Apollo da NASA que ocorreu entre 1961 e 1972, em plena corrida pela conquista da Lua.

Ver também[editar | editar código-fonte]