A Árvore e seus Frutos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Árvore e seus frutos.
Por Abraham Bloemaert, atualmente no Rijksmuseum, em Amsterdã.

A Árvore e seus Frutos, também chamada de Árvores e seus Frutos ou Discurso sobre os falsos profetas, é uma parábola de Jesus sobre testar uma pessoa. Passagens com significado similar aparecem no Novo Testamento em Mateus e em Lucas1 2 .

Relato bíblico[editar | editar código-fonte]

Em Mateus:

«Guardai-vos dos falsos profetas, que vêm a vós com vestes de ovelhas, mas por dentro são lobos vorazes. Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos? Assim toda a árvore boa dá bons frutos, porém a árvore má dá maus frutos. Uma árvore boa não pode dar maus frutos, nem uma árvore má dar bons frutos. Toda a árvore que não dá bom fruto, é cortada e lançada no fogo. Logo pelo seus frutos os conhecereis.» (Mateus 7:15-20)

Em Lucas:

«Não há árvore boa que dê mau fruto; nem tampouco árvore má que dê bom fruto. Pois cada árvore se conhece pelo seu fruto. Os homens não colhem figos dos espinheiros, nem dos abrolhos vindimam uvas. O homem bom do bom tesouro do seu coração tira o bem, e o homem mau do mau tesouro tira o mal; porque a sua boca fala o de que está cheio o coração.» (Lucas 6:43-45)

Apócrifos[editar | editar código-fonte]

Uma passagem similar aparece no apócrifo do Novo Testamento Evangelho de Tomé, 45 (tradução para o inglês de Patterson-Meyer):

Uvas não se vindimam de abrolhos e nem figos nascem de espinheiros, pois eles não produzem frutos. Um homem bom tira o bem do seu tesouro. Um homem mau tira o mal do mau tesouro que está em seu coração e [na realidade] ele fala o mal. Pois da abundância de seu coração, ele tira o mal.

Referências

  1. Jesus in the first three Gospels by Millar Burrows, 1977 ISBN 068720089X pages 122 and 195
  2. Matthew by Douglas Hare 2009 ISBN 066423433X page 34

Ligações externas[editar | editar código-fonte]