A Dama de Xangai

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Lady from Shanghai
A Dama de Shangai (PT/BR)
Estados Unidos da América
1947 • p&b • 87 min 
Direção Orson Welles
Roteiro Orson Welles / William Castle (não creditado) / Charles Lederer (não creditado)
Elenco Rita Hayworth
Orson Welles
Everett Sloane
Género policial / noir
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

The Lady from Shanghai (br / pt: A Dama de Shangai) é um filme estadunidense de 1948, do gênero policial em estilo de filme noir, dirigido por Orson Welles. O roteiro é baseado na obra If I Die Before I Wake, de Sherwood King.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

The Lady from Shanghai conta a história narrada e protagonizada por Michael O'Hara, envolvido em um caso escabroso por uma loira misteriosa, Elsa, por quem se apaixonara. Elsa e o marido, o famoso promotor criminal Arthur Bannister, chegam a Nova Iorque de Xangai. Seguem viagem para São Francisco, via Canal do Panamá, a bordo do barco de Michael.

Durante a viagem, se junta ao casal o parceiro de Bannister, George Grisby. Grisby induz Michael a ajudá-lo a forjar sua morte para receber o seguro de vida. Michael planeja fugir com Elsa depois que Grisby lhe pagar a sua parte. Mas quando Grisby é encontrado morto, Michael é acusado do homicídio. No clímax do filme, acontece um tiroteio dentro de uma casa de espelhos em um parque de diversões.

Elenco principal[editar | editar código-fonte]

  • Rita Hayworth .... Elsa 'Rosalie' Bannister
  • Orson Welles .... Michael O'Hara
  • Everett Sloane .... Arthur Bannister
  • Glenn Anders .... George Grisby
  • Ted de Corsia .... Sidney Broome

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • Orson Welles se comprometeu a fazer o filme, quando precisou de dinheiro para continuar com seu espetáculo musical (com músicas de Cole Porter) sobre a obra de Júlio Verne, A volta ao mundo em 80 dias (1946). Seu parceiro Mike Todd (que depois realizaria o filme homônimo em 1956) saira do projeto, deixando Welles sozinho. Quem lhe deu o dinheiro restante foi o presidente da Columbia Pictures da época, Harry Cohn..[1] Cohn detestou o filme quando o viu pela primeira vez.
  • Muitos acharam as cenas de assassinato inspiradas no ocorrido no caso da Black Dahlia (1947), quando a mulher Elizabeth Short (apelidada de Dália Negra) foi encontrada morta e mutilada.
  • A estrela do filme, Rita Hayworth, famosa pelos longos cachos ruivos, causou polêmica quando atendeu o pedido de Welles e apareceu de cabelos curtos e loiros no papel de Elza.
  • O filme teve locações em São Francisco: Sausalito, no teatro de Chinatown, no Steinhart Aquarium, no Golden Gate Park e em Playland (onde foi feita a cena dos espelhos). Há também cenas em Acapulco.
  • Na sua narração, o personagem de Welles faz referências aos pescadores do Brasil (Welles os havia conhecido em 1942). Vinícius de Moraes, então diplomata brasileiro, esteve no set de filmagem em 1947, acompanhado do jornalista brasileiro Alex Viany.

Galeria de fotos[editar | editar código-fonte]

Cenas de Rita Hayworth no trailer do filme:

Lady from Shanghai trailer hayworth3.JPG Lady from Shanghai trailer hayworth4.JPG Lady from Shanghai trailer hayworth2.JPG

Referências

  1. Entrevista de Orson Welles, 1982, Arena, BBC Television
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.