As Cariocas (série)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de A Desinibida do Grajaú)
Ir para: navegação, pesquisa
As Cariocas
Informação geral
Formato Seriado
Duração 30 minutos (aprox.)
Criador(es) Euclydes Marinho baseado no livro homônimo de Sérgio Porto
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Daniel Filho
Elenco ver "Elenco"
Tema de abertura Mulher Carioca (Bela Fera) - Pedro Luís e a Parede
Exibição
Emissora de
televisão original
Brasil Rede Globo
Formato de exibição 1080i (HD)
480i (SD)
Transmissão original 19 de outubro de 2010 - 21 de dezembro de 2010
Nº de episódios 10
Cronologia
Último
Último
As Brasileiras
Próximo
Próximo
Programas relacionados As Brasileiras

As Cariocas foi uma série de televisão brasileira coproduzida pela Rede Globo e pela Lereby Produções, do diretor Daniel Filho. A série foi baseada no livro homônimo de Sérgio Porto, mais conhecido por Stanislaw Ponte Preta, e escrita por Adriana Falcão, Clarice Falcão, Claudia Tajes, Gregório Duvivier, Marcelo Saback e contou com a redação final do autor Euclydes Marinho[1] .Teve direção de Daniel Filho, Cris D’Amato e Amora Mautner.

A série estreou no dia 19 de outubro de 2010 ,e acabou em 21 de dezembro de 2010[2] . Foi exibida em 10 episódios, independentes entre si, cada um protagonizado por uma atriz e situado em um bairro diferente do Rio de Janeiro. O programa foi ao ar às terças-feiras, às 22:45min.

Episódios[editar | editar código-fonte]

A série foi distribuida em 10 episódios[3] :

Episódio Estrelado por Dia de exibição
"A Noiva do Catete" Alinne Moraes, Ângelo Antônio, Nelson Baskerville e Pedro Nercessian 19 de outubro de 2010
"A Vingativa do Méier" Adriana Esteves e Aílton Graça 26 de outubro de 2010
"A Atormentada da Tijuca" Paola Oliveira e Gabriel Braga Nunes 2 de novembro de 2010
"A Invejosa de Ipanema" Fernanda Torres, Guilherme Fontes e Luis Gustavo 9 de novembro de 2010
"A Internauta da Mangueira" Cintia Rosa e Du Moscovis 16 de novembro de 2010
"A Adúltera da Urca" Sônia Braga, Antônio Fagundes e Regina Duarte 23 de novembro de 2010
"A Desinibida do Grajaú" Grazi Massafera e Marcelo D2 30 de novembro de 2010
"A Iludida de Copacabana" Alessandra Negrini, Eriberto Leão, Thiago Lacerda e Roberta Rodrigues 7 de dezembro de 2010
"A Suicida da Lapa" Deborah Secco e Cássio Gabus Mendes 14 de dezembro de 2010
"A Traída da Barra" Angélica e Luciano Huck 21 de dezembro de 2010

Elenco[editar | editar código-fonte]

Em ordem de abertura

Atriz Personagem Episódio
Angélica Maria Teresa "A Traída da Barra"
Alinne Moraes Nadia "A Noiva do Catete"
Alessandra Negrini Marta "A Iludida de Copacabana"
Cintia Rosa Gleyce "A Internauta da Mangueira"
Fernanda Torres Cris "A Invejosa de Ipanema"
Sônia Braga Júlia "A Adúltera da Urca"
Grazi Massafera Michele "A Desinibida do Grajaú"
Adriana Esteves Celi "A Vingativa do Méier"
Paola Oliveira Clarissa "A Atormentada da Tijuca"
Deborah Secco Alice "A Suicida da Lapa"

Repercussão[editar | editar código-fonte]

Audiência[editar | editar código-fonte]

Os episódios "A Noiva do Catete", "A Vingativa do Méier", "A Atormentada da Tijuca", "A Internauta da Mangueira", e "A Desinibida do Grajaú" obtiveram 19 pontos de média de audiência[4] [5] [6] [7] [8] .

O episódio "A Invejosa de Ipanema" registrou uma média de 14 pontos, tornando-se o episódio de menor audiência da série. O episódio "A Suicida da Lapa" marcou 16 pontos e é o segundo episódio a ter média inferior aos anteriores. O episódio "A Adúltera da Urca" marcou 18 pontos de audiência sendo o terceiro espisódio a ter uma media mais baixa que as anteriores[9] .

O episódio "A Traída da Barra" marcou 21 pontos de audiência, mesmo estando disputando com a grande final do reality show da Record, "A Fazenda", que marcou 17 pontos de média. O episódio estrelado por Angélica e Luciano Huck foi, juntamente com "A Iludida de Copacabana", que obteve 21,as maiores audiências.[10]

O seriado, com dez episódios, marcou uma média geral de 19 pontos, uma explosão em audiência para o horário, que tem o share (número de televisores ligados) muito baixo. O seriado, conseguiu controlar a audiência do reality A Fazenda, que só o venceu por dois episódios, e com vantagem apertada.

Música[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Já houve uma adaptação cinematográfica para o livro, também de nome homônimo, produzida em 1966 e apresentando apenas três crônicas.[11]
  • Apenas 4 episódios da série foram baseados em crônicas do livro, que por sua vez possui 6 crônicas. Os episódios em questão foram A Noiva do Catete, A Atormentada da Tijuca, A Invejosa de Ipanema e A Desinibida do Grajaú, sendo que os outros episódios foram roteirizados especialmente para a série. Havia outras duas crônicas no livro, chamadas A Donzela da Televisão e A Currada de Madureira, mas nenhuma dessas fora adaptada para a série.[11]
  • Os títulos das crônicas sofreram alterações em seus nomes para a série: A Desquitada da Tijuca virou A Atormentada da Tijuca, devido o desuso do desquite nos dias de hoje; e A Grã-Fina de Copacabana virou A Invejosa de Ipanema, sofrendo alterações inclusive no bairro ambientado. Os nomes das personagens também sofreram alterações.[11]
  • No episódio A Adúltera da Urca, o nome dos personagens de Sônia Braga e Antônio Fagundes são, respectivamente, Júlia e Cacá, uma clara referência a seus personagens na telenovela Dancin' Days. Já a personagem de Regina Duarte se chamava Malu, referente ao seriado Malu Mulher, protagonizado pela mesma atriz.[11]
  • Não é a primeira vez que a crônica A Desinibida do Grajaú ganha uma adaptação televisa na Rede Globo. Na série Quarta Nobre, a história também fora adaptada, protagonizada pela atriz Andréa Guerra.[11]
  • O sucesso da série originaria mais tarde um spin-off, de nome As Brasileiras. Este, porém não atingiria o mesmo IBOPE de As Cariocas.[11]
  • Originalmente o episódio A Desinibida do Grajaú era para ser protagonizado por Juliana Paes, porém devido sua licença-maternidade na época o papel acabou ficando para Grazi Massafera. Juliana participaria mais tarde do spin-off da série, As Brasileiras protagonizando o primeiro episódio, curiosamente na mesma época em que Grazi estaria grávida.[11]

Exibição Internacional[editar | editar código-fonte]

A série foi licenciadas para o canal Pasiones dos Estados Unidos. Pasiones é um canal pago multicultural dedicado às novelas que marcaram época na América Latina. O canal, que já exibe títulos de sucesso da Globo como ‘O Clone’.[12]

Referências

  1. As Cariocas » Créditos. tvg.globo.com. Página visitada em 2 de maio de 2012.
  2. Sertanejo universitário cresce nas rádios de todo o país - blogs e colunas - UOL Televisão. televisao.uol.com.br. Página visitada em 2 de maio de 2012.
  3. Blog de Leo Dias, Extra, 2 de agosto de 2010
  4. Vanucci, José Armando (20 de outubro de 2010). Quem venceu: “As Cariocas” ou “A Fazenda”? (em português). UOL Jovem Pan. Página visitada em 10-11-2010.
  5. Redação O Planeta TV (27 de outubro de 2010). Com "As Cariocas", Globo supera a audiência de "A Fazenda" (em português). Página visitada em 10-11-2010.
  6. Vanucci, José Armando (3 de novembro de 2010). Confira alguns números da TV no feriado (em português). UOL Jovem Pan. Página visitada em 10-11-2010.
  7. 'Passione' marca 40 pontos. Veja as audiências de ontem - Patrícia Kogut: O Globo. oglobo.globo.com. Página visitada em 2 de maio de 2012.
  8. Veja as audiências de ontem - Patrícia Kogut: O Globo. oglobo.globo.com. Página visitada em 2 de maio de 2012.
  9. Redação O Planeta TV! (10 de novembro de 2010). "As Cariocas" perde audiência para reality show da Record (em português). Página visitada em 10-11-2010.
  10. Com Angélica, "As Cariocas" vence audiência da grande final de "A Fazenda". oplanetatv.clickgratis.com.br. Página visitada em 2 de maio de 2012.
  11. a b c d e f g http://www.teledramaturgia.com.br/tele/cariocas.asp
  12. As séries da Globo ‘As Cariocas’ e ‘As Brasileiras’ irão ao ar nos EUA

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre séries de televisão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.