A Deusa Vencida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A Deusa Vencida
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Drama
Romance
Criador(es) Ivani Ribeiro
País de origem  Brasil
Idioma original (em português)
Produção
Diretor(es) Wálter Avancini
Elenco Glória Menezes
Edson França
Tarcísio Meira
Regina Duarte
Altair Lima
Ivan Mesquita
Karin Rodrigues
(Ver mais)
Tema de abertura "Balada Para uma Deusa Menina", Hugo Santana
Exibição
Emissora de
televisão original
Brasil Rede Excelsior
Transmissão original 1º de julho de 1965 - 31 de outubro de 1965
Cronologia
Último
Último
Vidas Cruzadas
A Grande Viagem
Próximo
Próximo
Programas relacionados A Deusa Vencida (1980)
A Indomável
Almas de Pedra
A Grande Viagem

A Deusa Vencida é uma telenovela brasileira que foi produzida e exibida pela extinta Rede Excelsior, entre 1º de julho a 31 de outubro de 1965. Foi escrita por Ivani Ribeiro e dirigida por Wálter Avancini.

Enredo[editar | editar código-fonte]

São Paulo, final do século XIX. O fidalgo Lineu Maciel, de tradicional família paulista, perde toda sua fortuna no jogo. O problema poderia ser resolvido com o casamento de sua filha, a bela Cecília, com o jovem Edmundo Amarante, filho do rico comerciante Jorge Amarante. Mas o avarento pai de Edmundo odeia a família Maciel, ainda mais por estar arruinada, e promete deserdar o filho se o casamento acontecer.

Porém Cecília é cortejada pelo próspero fazendeiro Fernando Albuquerque, que promete saldar toda a dívida de Maciel se desposar sua filha. Na esperança de fugir com Edmundo após se resolver a situação do pai, Cecília consente em casar-se com Fernando e vai morar em sua fazenda, enquanto Edmundo, desiludido, vai concluir seus estudos na Europa. Na fazenda dos Albuquerque, Fernando aceita manter um casamento de aparência com Cecília pois sabe que ela não o ama.

O retorno de Edmundo da Europa traz mudanças na vida de todos. Ele agora é noivo de sua prima Malu, por compaixão, pois sabe que ela sofre de uma doença incurável e tem pouco tempo de vida. Essa união serviu para distanciar ainda mais Cecília de Edmundo, que agora já vê Fernando com outros olhos. Mas Fernando é um homem de comportamento misterioso e que mantém um segredo em sua fazenda. Não longe dali vive Hortênsia, antiga paixão de Fernando, uma mulher enlouquecida pela vida e que sofrera uma desilusão amorosa com Lineu Maciel. Na verdade o seu casamento com Cecília fazia parte de um plano de vingança de Fernando para humilhar Maciel.

Esses fatos e muitos outros vêm à tona com cartas anônimas endereçadas a membros das famílias Albuquerque, Maciel e Amarante. Para desmascarar o autor das cartas, todos se reúnem na fazenda dos Albuquerque, onde Hortênsia aproveita-se da situação para atentar contra a vida de Lineu Maciel. Mas ela acaba morta, vítima de sua própria loucura.

Sem mais vinganças e rancores, Cecília descobre-se apaixonada por Fernando e aceita os seus sentimentos. Enquanto isso, Edmundo descobre o autor das cartas anônimas que atormentavam a todos, mas nega-se a revelar. Era Malu, que confessa diante dos fatos ocorridos. Ela descobrira por acaso sua doença ao mesmo tempo em que via seu verdadeiro amor, Edmundo, envolvido com Cecília. Para desmoralizar a todos e ter Edmundo para si, Malu escrevera as cartas.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • A primeira superprodução em telenovela brasileira. O cenário sofisticado reproduzia São Paulo de 1895, com um primoroso guarda-roupa especialmente confeccionado. Foi a primeira a ter uma trilha sonora própria e foi transformada em romance.
  • Marcou a estreia de Regina Duarte na televisão, trazida pelo diretor Wálter Avancini. Também o primeiro trabalho das atrizes Ruth de Souza e Karin Rodrigues.
  • Em 1980, a TV Bandeirantes produziu um remake de A Deusa Vencida, com Elaine Cristina, Agnaldo Rayol e Roberto Pirillo nos papéis principais.
  • Uma discórdia entre Tarcísio Meira e Edson França, na disputa pela primazia nos créditos, acabou gerando polêmica. Golpe promocional ou não, o nome de Edson ficou fora da apresentação a pedido dele.
  • Foi lançado um romance, com a história da novela. A coleção foi intitulada As Grandes Novelas, mas apenas A Deusa Vencida teve sua história publicada. O livro trouxe fotos dos atores principais, autografados em fac-simile. Na contra capa há uma foto com todo elenco e os horários de exibição da novela nos principais canais do país.
  • Atualmente, não existem mais os capítulos gravados da novela. O pouco que restou está espalhado por diversas emissoras.