A Festa da Menina Morta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Novembro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
A Festa da Menina Morta
 Brasil
2008 • cor • 115 min 
Direção Matheus Nachtergaele
Roteiro Matheus Nachtergaele / Hilton Lacerda
Elenco Daniel de Oliveira
Juliano Cazarré
Jackson Antunes
Cássia Kiss
Dira Paes
Género drama
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

A Festa da Menina Morta é o primeiro longa-metragem dirigido pelo ator Matheus Nachtergaele e lançado em 2008. As filmagens aconteceram no município de Barcelos, no estado do Amazonas.[1]

O filme ganhou dois Prêmios APCA: um na categoria melhor filme de ficção e o outro pela melhor direção de fotografia de Lula Carvalho.[2]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Todos os anos, há duas décadas, a cidade celebra a festa da menina morta, quando a cidade recebe peregrinos que desejam obter a bênção de um jovem santo, conhecido como Santinho, que recebeu esses poderes após o suicídio da mãe, quando recebeu em suas mãos, da boca de um cachorro, os trapos do vestido de uma menina desaparecida que todos os anos fala pela boca do santo em transe.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Marca a estreia de Matheus Nachtergaele como diretor e roteirista.
  • A ideia para A festa da menina morta veio quando Nachtergaele filmava O auto-da compadecida em Cabaceiras, interior da Paraíba, e o ator presenciou uma cerimônia religiosa na casa de uma família, que oferecia seu terreno para a celebração do milagre de sua filha, que havia desaparecido, mas enviado seu vestido após muitas preces.
  • O longa tem momentos fortes, incluindo uma sequência de sexo entre pai e filho, interpretada por Jackson Antunes e Daniel de Oliveira. Durante a cena, alguns espectadores deixaram a sala de exibição em Cannes, onde foi exibido na amostra Un Certain Regard.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Reuters (10 de junho de 2009). A festa da menina morta revê raízes amazônicas G1-Cinema. Página visitada em 24 de novembro de 2013.
  2. Confira a lista dos vencedores do prêmio APCA 2009 Estadão.com (10 de dezembro de 200). Página visitada em 10 de julho de 2012.
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.