A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias na França

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Série sobre
A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias foi estabelecida na França em 1850, 20 anos após ser restaurada por Joseph Smith em Ohio, Estados Unidos.[1] .

História[editar | editar código-fonte]

Em outubro de 1849, o apóstolo John Taylor foi enviado à França. Em 1850, foi organizado o primeiro ramo no país, na cidade de Boulogne-sur-Mer, com apenas seis Santos dos Últimos Dias. Em julho de 1853, já havia nove ramos no páis, com cerca de 337 membros espalhados por várias localidades, incluindo ilhas.

Após a Segunda Guerra Mundial, como estavam sendo reconstruídos diversas regiões e a ajuda humanitária da igreja havia sido mobilizada, mais uma vez os missionários foram enviados à França e a adesão de membros voltou a aumentar. Em 1955, o Coro do Tabernáculo Mórmon fez sua turnê histórica pelos países da Europa. Na ocasião, mais de 1.500 Santos dos Últimos Dias franceses participaram de eventos envolvendo o coro.

A primeira capela na França foi dedicada em 1962, na cidade de Nantes. Nessa ocasião, 29 homens franceses serviam à igreja no próprio país, realizando proselitismo em diversas cidades como Paris, Marselha, Lyon, Brest e também em cidades do interior e em vilarejos.

Ideais elevados são ensinados com forte ênfase na vida familiar, a abstinência de álcool e tabaco, e compromisso com altos princípios morais que caracterizam as crenças dos Santos dos Últimos Dias. Os conversos possuem uma ampla faixa etária e de todos os grupos socioeconômicos. O famoso Coro do Tabernáculo Mórmon realizou espetáculos em Estrasburgo em 1991 e em Marselha em 1998.

Serviços humanitários que totalizam milhões de dólares foram dados a nível mundial. Socorro, sem distinção de raça, nacionalidade ou religião é dado. Alimentos, roupas, suprimentos médicos e ajuda econômica continuam a aliviar o sofrimento das pessoas carentes. Nações européias e, mais recentemente, do Leste Europeu, recebem assistência especial.

Em 1975 havia 10 000 Santos dos Últimos Dias no país. Dez anos depois, em 1985, havia 16 500. Hoje, a França possui mais de 45.000 Santos dos Últimos Dias.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]