A Kiss in the Dreamhouse

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A Kiss in the Dreamhouse
Álbum de estúdio de Siouxsie & the Banshees
Lançamento 1982
Gênero(s) Pós-punk
Produção Siouxsie & the Banshees
Cronologia de Siouxsie & the Banshees
Último
Último
Once Upon a Time: The Singles
(1981)
Nocturne
(1983)
Próximo
Próximo

A Kiss in the Dreamhouse é o quinto álbum de estúdio do Siouxsie & the Banshees. O álbum foi gravado em partes no Abbey Road Studios e lançado pela Polydor Records, no Reino Unido, em 1982. O flerte com o rock psicodélico e experimental. O álbum faz parte do que os críticos e fãs se referem como "fase de experiências musicais" da banda, pois este álbum contém a presença de sinos, instrumentos de cordas, sintetizadores, muito overdub nas vozes e o som da guitarra aparecendo ocasionalmente. O álbum foi escrito, produzido e arranjado pela própria banda. Foi um sucesso de crítica[1] e também comercial, ficando na sétima posição na parada britânica de venda de álbuns.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as músicas compostas por Sioux, McGeoch, Severin e Budgie.

  1. "Cascade"
  2. "Green Fingers"
  3. "Obsession"
  4. "She's a Carnival"
  5. "Circle"
  6. "Melt!"
  7. "Painted Bird"
  8. "Cocoon"
  9. "Slowdive"

Créditos[editar | editar código-fonte]

  • Siouxsie Sioux - Vozes, sinos na música "Obsession"
  • Steven Severin - baixo, baixo de 6 cordas na úsica "Slowdive", órgão na música "Painted Bird".
  • John McGeoch - guitarra, teclados nas canções "Cocoon", "Circle", "Cascade", gravador na música "Green Fingers"
  • Budgie - bateria, percussão, gaita na música "Slowdive".

Músicos adicionais[editar | editar código-fonte]

  • Caroline Lavelle - violoncelo na canção "Obsession"
  • Anne Stephenson - violino nas canções "Obsession", "Slowdive"
  • Virginia Hewes - violino nas canções "Obsession", "Slowdive"

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Sutherland, Steve. "Awakening Dreams" [A Kiss in the Dreamhouse]. Melody Maker. 6-11-1982. "The Banshees achieve an awesome, effective new pop without so much as a theory or qualm." "Dreamhouse" is an intoxicating achievement."