A Morte de Ivan Ilitch

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de A morte de Ivan Ilitch)
Ir para: navegação, pesquisa

A Morte de Ivan Ilitch (em russo: Смерть Ивана Ильича, Smert' Ivana Ilyicha) é um romance de Liev Tolstói, publicado pela primeira vez em 1886. Trata-se sobre a morte de Ilitch, sua vida antes e durante.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O livro começa contando sobre o velório. Depois disso volta e mostra como Ivan Ilitch conhece a sua esposa, que só casou com ela por dinheiro e por beleza. Ivan Ilitch era um juiz respeitado que depois de conseguir uma oferta para ser juiz em uma outra cidade, compra um apartamento lá, nesta cidade, para ele, sua mulher, sua filha e seu filho morarem. Ele vai antes e começa a decorar o apartamento do jeito que lhe agrada. Quando esta decorando o apartamento, cai e se machuca na região do rim, é ai que Ivan Ilitch acredita ter começado sua doença que em momento algum é diagnosticada, girando sempre em torno de um rim ou apêndice doente. Porém a grande questão seria a continuidade da vida ou a morte.

No passar do tempo esse machucado vai piorando, até que chega uma hora que ele não consegue mais sair de casa, quando tenta ir trabalhar não consegue desempenhar a sua função direito.

Na sua casa acha que vive uma mentira, sua família o esconde dos amigos. Para ele é só agradável ficar com o filho de apenas 14 anos e com um criado seu, porque esses não mentem para ele. Em parte Ivan Ilitch quer morrer, porque se ele morrer será o termino da sua dor e também, não teria mais que morar nessa mentira toda que ele estava vivendo em sua casa, mas talvez seja os seus instintos que insistem em lutar pela vida, mas que tipo vida ele quer ter? Assim ele passa por um processo de busca pelo sentido da vida, onde percebe que foram poucos os momentos de sua vida que tiveram significado, de resto agiu dentro de uma resposta as necessidades impostas pela sociedade.

Quando está prestes a morrer, ele já sabe, se despede da família.

Repercussão[editar | editar código-fonte]

Nas palavras do crítico Otto Maria Carpeaux: "A Morte de Ivan Ilitch é uma das obras mais comoventes e mais pungentes da literatura universal, talvez a obra-prima de Tolstói."

O escritor russo Vladimir Nabokov considerava-a uma das obras máximas da Literatura Russa.