A Paixão de Cristo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de A paixão de Cristo)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde janeiro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde março de 2014).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
The Passion of the Christ
A Paixão de Cristo (PT/BR)
 Estados Unidos
2004 • cor • 126 min 
Direção Mel Gibson
Produção Bruce Davey
Mel Gibson
Stephen McEveety
Enzo Sisti
Roteiro Benedict Fitzgerald
Mel Gibson
Elenco Jim Caviezel
Monica Bellucci
Maia Morgenstern
Género Drama
Bíblico
Idioma Aramaico, latim, hebraico
Música John Debney
Cinematografia Caleb Deschanel
Edição John Wright
Estúdio Icon Productions
Distribuição Newmarket Films
Lançamento Estados Unidos 25 de Fevereiro de 2004
Brasil 12 de Março de 2004
Orçamento US$ 30 milhões
Receita US$ 611.899.420[1]
Página no IMDb (em inglês)

The Passion of the Christ (no Brasil e em Portugal, A Paixão de Cristo); em hebraico: הפסיון של ישו‎; em latim: Passio Christi) é um filme norte-americano de 2004, do gênero drama bíblico, dirigido por Mel Gibson.[2]

Parte do filme foi inspirado no livro "A Dolorosa Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo" que descreve as visões da mística e visionária Anna Catarina Emmerich, beata da Igreja Católica.

Teve orçamento de 25 milhões de dólares e rendeu mundialmente em torno de 611 milhões de dólares.[3]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O retrato das últimas doze horas de vida de Jesus Cristo, desde a oração no Monte das Oliveiras após a Última Ceia. Traído por Judas, Jesus é levado e confrontado com acusações de blasfémia pelos Fariseus. Pilatos, Governador Romano da Palestina, relega a decisão para a multidão, que prefere a liberdade do criminoso Barrabás e a condenação de Jesus.

Os dois malfeitores na crucificação não são tradições não-bíblicas. Estão citados pelos quatro evangelistas da Bíblia Sagrada: Mt 27,44; Mc 15,27,32; Lc 23,33; Jo 19,18. Em Lucas aparece o diálogo onde Jesus promete o paraíso, ao pecador arrependido, Lc 23,39-43.

O filme é inspirado nas visões da mística cristã Anna Catarina Emmerich.[2] [4] [5] [6]

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Papel
Jim Caviezel Jesus Cristo
Maia Morgenstern Maria
Monica Bellucci Maria Madalena
Hristo Jivkov João
Hristo Shopov Pôncio Pilatos
Francesco DeVito Saint Simão Pedro
Mattia Sbragia Yosef Caifás
Luca Lionello Judas Iscariotes
Claudia Gerini Claúdia Prócula
Fabio Sartor Abenader
Rosalinda Celentano Satanás
Giacinto Ferro José de Arimateia
Luca De Dominicis Herodes Antipas
Chokri Ben Zagden Tiago
Pietro "Pedro" Sarubbi Barrabás
Francesco Cabras Gesmas
Sabrina Impacciatore Verônica
Sergio Rubini Dimas
Jarreth Merz Simão Cireneu
Danilo Maria Valli Lázaro

The Passion Recut[editar | editar código-fonte]

Uma versão editada intitulada The Passion Recut foi lançada nos cinemas americanos em 11 de março de 2005, com cinco minutos de cenas excluídas, onde havia cenas de violência mais explícitas. O poster da nova edição mostrava claramente isso: Uma sombra escondendo as cicatrizes de Jesus, sendo que, no poster original, as marcas são mostradas. Gibson fez isso para tentar aumentar o público para o filme. O diretor explicou seu raciocínio para a nova versão do filme:

“Após a versão original ter sido lançada nos cinemas, recebi inúmeras cartas de pessoas de todo o país. Muitos me disseram que queriam compartilhar a experiência com os entes queridos, mas estavam preocupados que as imagens mais fortes do filme, e que poderia ser muito intenso para eles suportarem. Com isso, decidi re-editar A Paixão de Cristo.

Apesar da tentativa de suavizar o conteúdo, a Motion Picture Association of America considerou o filme muito violento para avaliar com classificação Livre, como Gibson queria, e lançou com uma classificação de 14 anos.

O relançamento acabou não sendo um sucesso comercial, e isso fez que a produtora do filme tirasse o longa dos cinemas, ficando apenas por três semanas em exibição.

Em home video[editar | editar código-fonte]

No Brasil, foi lançada uma versão em DVD e Blu-ray, somente com o filme original. Mais tarde, houve uma versão com dois discos em DVD. O disco 1 continha o filme original de cinema, mais a versão do diretor (The Passion Recut), além de ter comentários em áudio. Já o disco 2 continha o Making Of do filme, mais cenas excluídas, além de galerias de fotos, como artes de produção, imagens de divulgação do filme e fotos da produção durante as filmagens.

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o


Oscar 2005 (EUA)

MTV Movie Awards 2005 (EUA)

  • Indicado na categoria de melhor ator (Jim Caviezel).

People's Choice Awards 2005 (EUA)

  • Escolhido como o filme dramático favorito.

Satellite Awards (EUA)

  • Venceu na categoria de melhor diretor (Mel Gibson).

Sindacato Nazionale Giornalisti Cinematografici Italiani 2005 (Itália)

  • Venceu nas categorias de melhor fotografia e melhor cenografia.

Premios del Círculo de Escritores Cinematográficos (Espanha)

  • Venceu na categoria de melhor filme estrangeiro.

Referências

  1. The Passion of the Christ (2004) Box Office Mojo. Página visitada em 5 de fevereiro de 2009.
  2. a b Father John O' Malley A Movie, a Mystic, a Spiritual Tradition (em inglês) America Magazine (15 de março de 2004).
  3. [1] Chamada.com.br.
  4. Jesus and Mel Gibson's The Passion of the Christ by Kathleen E. Corley, Robert Leslie Webb 2004 ISBN 082647781X pages 160-161
  5. Mel Gibson's Passion and philosophy by Jorge J. E. Gracia 2004 ISBN 0812695712 page 145
  6. Movies in American History: An Encyclopedia edited by Philip C. Dimare 2011 ISBN 159884296X page 909

Ligações externas[editar | editar código-fonte]