Aachener Turn- und Sportverein Alemannia 1900

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aachen
Alemannia Aachen.png
Nome Aachener Turn- und Sportverein Alemannia 1900
Alcunhas Kartoffelkäfer (Besouro)
Fundação 16 de dezembro de 1900 (114 anos)
Estádio Novo Tivoli
Capacidade 32.960
Presidente Alfred Nachtsheim
Treinador Peter Hyballa
Patrocinador Aachen Münchener
Material esportivo Estados Unidos Nike
Competição Regionalliga
Website alemannia-aachen.de
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

TSV Alemannia Aachen 1900 e.V. é uma agremiação esportiva da Alemanha, sediada em Aachen, fundada a 16 de dezembro de 1900. A equipa principal de futebol joga atualmente na segunda divisão alemã. O Alemannia Aachen também tem equipes em outras modalidades esportivas, como por exemplo Badminton, Atletismo, Tênis de mesa e Vôlei. A equipe principal de Vôlei feminino joga atualmente na segunda divisão alemã, seção norte.

História[editar | editar código-fonte]

Veterana na segunda divisão alemã, a associação retornou à Bundesliga no fim dos anos 1960, mas após três anos retrocedeu para a segunda divisão. Na temporada 2005-2006, reconquistou a promoção para a elite do futebol alemão, após muitos anos, em virtude do segundo lugar obtido no segundo módulo, mas sofreu novamente o descenso após transcorrer apenas um ano na máxima série.

Da fundação à Segunda Guerra Mundial[editar | editar código-fonte]

O clube foi fundado no dia 6 de dezembro de 1900 por 18 estudantes, como Fußballklub Aachen (Futebol Clube de Aachen). Mas como o nome 1.FC Aachen (em português: Primeiro Futebol Clube de Aachen) já existia, os alunos mudaram o nome para Alemannia Aachen. O nome Alemannia era para demonstrar amor à pátria, mesmo que situados perto da fronteira belga e holandesa. Depois da fusão com o Aachener TV 1847, no dia 17 de setembro de 1919, o clube chamava-se Aachener TSV Alemannia 1847. Mas já cinco anos depois, no dia 26 de janeiro de 1924, os dois clubes se separam novamente, com o nome do clube passando a ser o que ainda é até hoje, Aachener Turn- und Sportverein Alemannia 1900 e.V.

Ônibus com imagens do Alemannia Aachen para comemoração da passagem do clube à primeira divisão alemã.

Dado que a posição da cidade fica próxima à fronteira com a Bélgica e a Holanda, o Alemannia teve frequentes contatos com as agremiações desses países. A primeira partida ocorreu contra o time belga do R. Dolhain F.C., um dos clubes mais antigos do país. A equipe jogou o campeonato da Rhineland-Westfália e venceu o seu primeiro título em 1907, antes de adentrar na recém-fundada Westdeutsche Liga (Liga da Alemanha Ocidental) em 1909. O clube notavelmente aumentou o interesse pelo futebol. Se qualificou para a Rheingauliga, em 1921, vindo a construir o seu estádio, em 1928, conseguindo o acesso para a Oberliga no ano sucessivo.

No início dos anos 1930 a equipe obteve um bom êxito, chegando entre as quatro equipes admitidas nos play-offs do campeonato da Westdeutsche. Em seguida, o futebol alemão foi reorganizado pelo Terceiro Reich em dezesseis Gauligas de primeira divisão. O Alemannia jogou por algumas temporadas na Gauliga Mittelrhein no fim dos anos 1930 e no início dos anos 1940. Depois da vitória no campeonato de 1938, avançou às finais nacionais, apesar dos protestos do SV Beuel 06. A polêmica se concluiu com a assinalação da vitória no campeonato do Beuel, ainda que o protesto tenha sucedido muito tarde, já que este último poderia ter sido admitido nos play-offs no lugar do Aachen.

O Alemannia se notabilizou por ter sido um dos poucos clubes da obscura época do Nazismo a ter lutado contra a depuração dos judeus das organizações esportivas, reclamando a soltura da prisão de um membro judeu.

Pós-guerra e ingresso na Bundesliga[editar | editar código-fonte]

Em 1946, no término da Segunda Guerra Mundial, o Alemannia se reconstituiu e começou a jogar a Rheinbezirk (segunda série). Retornou à primeira série da Oberliga Oeste no ano seguinte, mas encontrou problemas financeiros. Permaneceu na segunda divisão na metade da tabela de classificação, de maneira constante, mas não espetacular.

O primeiro sucesso do Aachen ocorreu em 1953, quando alcançou a final da Copa da Alemanha e foi derrotado por 2 a 1 pelo Rot-Weiss Essen.

Depois da formação da Bundesliga, a nova liga de futebol profissional da Alemanha, em 1963, o Alemannia passou a atuar na Regionalliga Oeste (II). Em 1965, realizou uma outra boa atuação na Copa da Alemanha, embora tenha sido novamente derrotado na final, desta vez por 2 a 0 frente ao Borussia Dortmund.

O clube venceu o seu campeonato em 1967, participando assim da Bundesliga na temporada 1967-1968. Na temporada seguinte obteve a melhor colocação da sua história, um segundo lugar atrás apenas do Bayern de Munique. Todavia, na temporada seguinte, a campanha foi desastrosa. A equipe ganhou somente um ponto fora de casa e terminou o campeonato na décima-oitava posição, o último lugar. Retornou à Regionalliga Oeste (II) e, em 1991 desceu para a terceira série.

O renascimento[editar | editar código-fonte]

Após algumas temporadas medíocres na segunda metade dos anos 1990, o treinador Werner Fuchs renovou a equipe do Alemannia empregando o 4-4-2 sem a presença do líbero, criando uma formação capaz de jogar um futebol ofensivo fluído e agradável. Em 1999, a equipe disputou uma ótima temporada, especialmente no turno final, mantendo a dianteira da classificação até poucas semanas do término do torneio. Naquele momento, contudo, o clube foi abatido por uma tragédia com a inesperada morte de Fuchs. Apesar da comoção geral, a equipe conseguiu manter-se firme até o fim do campeonato, dedicando a promoção ao falecido treinador.[1]

Os primeiros anos na Zweite Bundesliga foram duros para o Aachen, seja do ponto de vista financeiro, seja em relação aos resultados em campo. O clube lutou por algumas temporadas e a situação se agravou quando foram descobertas irregularidades financeiras, situação que quase o levou à falência.

A reviravolta ocorreu com o advento de uma nova dirigência, guiada pelo novo presidente Horst Heinrichs, e pelo treinador Dieter Hecking, além do manager Jörg Schmadtke. Através da melhora da administração financeira, astutas inscrições contratuais de jogadores e táticas de jogo inteligentes, o Aachen retornou à ribalta na temporada 2003-2004.

Alcançou a final da Copa da Alemanha, eliminando Munique 1860, Bayern de Munique e Borussia Mönchengladbach. E antes de perder por 3 a 2 para o Werden Bremen, o então novo campeão alemão. Dado que o Bremen, enquanto vencedor da Bundesliga, se qualificou para a UEFA Champions League, o Aachen foi admitido também na Copa UEFA 2004-2005. Depois de ter eliminado os islandeses do Fimleikafélag Hafnarfjörðar (FH) com um amplo resultado de 5 a 1 no primeiro turno, passou a fase de grupos. No Grupo "H" afrontou equipes fortes, mas conseguiu chegar em terceiro e superar o turno com 7 pontos, fruto de duas vitórias, um empate e uma derrota. Foi eliminado pelo AZ Alkmaar e acabou eliminado com um resultado de 2 a 1, após um 0 a 0 em casa e a derrota na Holanda. O balanço na disputa da Copa da UEFA é, portanto, de 8 partidas jogadas. 3 vitórias, 3 empates e 2 derrotas com 11 gols feitos e 7 sofridos. As partidas em casa foram disputadas no RheinEnergieStadium do Colônia porque o estádio de Aquisgrana não respeitava as normas exigidas pela UEFA.

As exitosas participações na Copa da Alemanha e na Copa da UEFA contribuíram sistematicamente para melhorar a situação financeira do clube.

A volta para a Bundesliga e o rebaixamento[editar | editar código-fonte]

Em 16 de abril de 2006, o Alemannia Aachen se tornou a primeira equipe da Zweite Bundesliga na temporada 2005-2006 a ser promovida para a Bundesliga, chegando à máxima série após uma ausência de 36 anos. Apesar de um boa campanha no início da primeira parte da temporada, o time voltou para a segunda divisão com uma rodada de antecedência, após sofrer dois gols em casa no empate em 2 a 2 contra o Wolfsburg.

Estádio[editar | editar código-fonte]

O estádio da Alemannia Aachen chama-se Tivoli, construído de 1925 até 1928, com uma capacidade para 21.300 espectadores. Mas por razões de segurança, a capacidade está reduzida para 20.800 lugares.

Como o estádio não tem condições para realizar jogos nas comptições europeias, o jogos para a Taça UEFA da época 2004/2005 foram realizados no RheinEnergieStadion em Colónia.

O Nome[editar | editar código-fonte]

Tivoli era o nome de uma quinta, que era situada no terreno do estádio.

História do estádio[editar | editar código-fonte]

  • 1925: a construção do estádio começa.
  • 3 de junho de 1928: inauguração do Tivoli com uma capacidade para 11.000 espectadores.
  • 1938: orimeiro jogo com lotação esgotada, frente ao Beuel.
  • Setembro de 1953: Ampliação da capacidade máxima, com a construção da bancada norte, o Würselener Wall.
  • 1957: cobertura da bancada poente e instalação da iluminação de 240.000W (160 Lux). Inauguração no dia 28 de agosto de 1957 frente ao Espanyol Barcelona.
  • 1968: o estádio foi vendido à cidade por motivos financeiros. Modernizações nos anos seguintes.
  • 22 de fevereiro de 1980: cobertura da bancada nascente.
  • Abril de 1999: lugares Júnior com preços mais baixos para adeptos jovens, realizado na bancada nascente.
  • Verão de 1999: com a promoção para o segundo escalão do futebol alemão, um aquecimento para o relvado foi instalado.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Épocas na Primeira Bundesliga[editar | editar código-fonte]

Temporada Posição Gols Pontos Espectadores Melhor Marcador
1967/68 11 52-66 34-34 21.800 14 golos: Hans-Jürgen Ferdinand
1968/69 2 57-51 38-30 18.200 12 golos: Heinz-Gerd Klostermann
1969/70 18 31-83 17-51 12.600 6 golos: Jupp Kapellmann
2006/07 17 46-70 34 20.310 8 golos: Jan Schlaudraff

Taça da Alemanha[editar | editar código-fonte]

Mesmo que tenham perdido a Final da Taça da Alemanha em 2004 contra o Werder Bremen, o Aachen teve motivo para festejar. Como o Werder Bremen tinha-se sagrado campeão nacional, que dá direito de participar na Liga dos Campeões, a Alemannia teve acsesso a Taça UEFA.

Taça UEFA[editar | editar código-fonte]

Na época 2004/2005, o Alemannia participou da Copa da Uefa. Só foi eliminada pelo AZ Alkmaar, nos 16-avos-de-final, semifinalista da edição daquele ano. A Alemannia sagrou-se assim como melhor equipa alemã do segunda escalão na Taça UEFA.

Na 1ª Fase Qualificatória, enfrentou o FH Hafnarfjörður (Ilhas Feroé), vencendo o primeiro jogo nas Ilhas Feroés por 4x1 e empatando o segundo jogo em casa por 0x0.

Na fase de grupos caiu no grupo H, juntamente com Zenit (Rússia), Lille (França), AEK (Grécia) e Sevilla (Espanha). Estreou em casa, vencendo o Lille por 1x0. Na segunda rodada, perdeu por 2x0 para o Sevilla em Sevilla. Folgou na terceira rodada. Na quarta rodada, empatou em casa contra o Zenit. Garantiu a classificação aos 16-avos-de-final vencendo o AEK por 2x0 em Atenas.

Classificação - Grupo H

  • 1º Lille 9 pts
  • 2º Sevilla 7 pts
  • 3º A. Aachen 7 pts
  • 4º Zenit 5 pts
  • 5º AEK 0 pts

Avançou à fase de 16-avos-de-final, onde enfrentou o AZ Alkmaar (Holanda). Foi eliminado ao empatar o primeiro jogo, em casa, por 0x0 e perder o segundo jogo em Alkmaar por 2x1.

Cronologia recente[editar | editar código-fonte]

Temporada Divisão Posição
1999–00 2° Bundesliga (II)
2000–01 2° Bundesliga 10°
2001–02 2° Bundesliga 14°
2002–03 2° Bundesliga
2003–04 2° Bundesliga
2004–05 2° Bundesliga
2005–06 2° Bundesliga 2° ↑
2006–07 Bundesliga (I) 17° ↓
2007–08 2° Bundesliga (II)
2008–09 2° Bundesliga
2009–10 2° Bundesliga 13°
2010–11 2° Bundesliga 10°
2011–12 2° Bundesliga (II) 17° ↓
2012–13 3. Liga (III) °

Uniformes[editar | editar código-fonte]

Uniformes atuais[editar | editar código-fonte]

  • 1º - Camisa amarela com detalhes pretas e brancas, calção preta e meias amarelas;
  • 2º - Camisa branca com detalhes pretas e amerelas, calção e meias brancas;
  • 3º - Camisa preta, calção amarela e meias pretas.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro Uniforme

Uniformes anteriores[editar | editar código-fonte]

  • 2010-11
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]



O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Aachener Turn- und Sportverein Alemannia 1900