Aaron Rodgers

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aaron Rodgers

Aaron Rodgers em 2008.
No. 12     Green Bay Packers
Quarterback
Informações pessoais
Data de nascimento: 2 de dezembro de 1983 (30 anos)
Local de nascimento: Chico, Califórnia
Altura: 6 ft 2 in (1 88 m) Peso: 220 lb (100 kg)
Informação da carreira
Faculdade: Universidade da Califórnia
Draft da NFL: 2005 / Rodada: 1 / Escolha: 24
Nenhuma aparição em temporada regular ou em playoffs.
História da carreira
 Como jogador:
Pontos altos na carreira e prêmios
  • 3x selecionado para o Pro Bowl (2009, 2011, 2012, 2013)
  • First-team All-Pro (2011)
  • Second-team All-Pro (2012)
  • AP NFL MVP (2011)
  • Campeão do Super Bowl (XLV)
  • MVP do Super Bowl XLV
  • FedEx Air NFL Player of the Year (2010)
  • Melhor Rating de um QB numa temporada (122.5)[1]
Estatísticas de carreira na NFL até a temporada de 2013
TD-INT     188–52
Jardas aéreas     24 197
QB Rating     104,9
Estatísticas no NFL.com

Aaron Charles Rodgers (2 de dezembro de 1983, Chico, Califórnia) é um jogador de futebol americano que atua como quarterback pelo Green Bay Packers na National Football League (NFL). Rodgers foi draftado na primeira rodada (24ª escolha) no Draft de 2005 da NFL pelos Packers.[2] Rodgers jogou futebol americano pela University of California, Berkeley, onde ele estabeleceu vários recordes, incluindo menor índice de interceptações por passe tentado, 1.43%.[3]

Infância[editar | editar código-fonte]

Rodgers nasceu em Chico em Butte County, Califórnia. Ele estudou na Pleasant Valley High School em Chico, jogando como quarterback por dois anos conseguindo 4.421 jardas aéreas. Lá ele estabeleceu vários recordes.

Carreira Universitária[editar | editar código-fonte]

2003[editar | editar código-fonte]

Rodgers começou jogando futebol americano universitário pela Butte Community College mas depois se transferiu para a Universidade da Califórnia em 2003. Ele liderou seu time para o Insight Bowl na vitória sobre o Universidade Estadual da Virgínia. Em 2003, Rodgers empatou o recorde da universiade com cinco jogos de 300 jardas.[4]

2004[editar | editar código-fonte]

Em um jogo daquela temporada, Rodgers estabeleceu um recorde depois de completar 26 passes seguids e empatou o recorde da NCAA com 23 passes completados de forma consecutiva em um jogo.[4] Rodgers também conquistou a melhor marca da história da faculdade ao completar 85.3% de seus passes em um jogo.[5]

Números no universitário[editar | editar código-fonte]

  Passando Correndo
Ano Time Comp Ten Pct Jardas JPJ TD Int Rating Ten Jardas JPJ TD
2003 Cal 215 349 61,6% 2 903 8.3 19 5 146,58 86 210 2,4 5
2004 Cal 209 316 66,1% 2 566 8.1 24 8 154,35 74 126 1,7 3
Total 424 665 63,8% 5 469 8.2 43 13 150,27 160 336 2,10 8
Fontes:[6] [7]

Prêmios e honras[editar | editar código-fonte]

  • 2003 Honorable mention All-Pac-10[8]
  • 2003 Insight Bowl Offensive MVP
  • 2004 Cal Co-Offensive MVP
  • 2004 First-team All-Pac-10[9]
  • 2004 Second-team Academic All-Pac-10[10]
  • 2004 Honorable mention All-American pela Sports Illustrated[11]

Carreira profissional[editar | editar código-fonte]

Green Bay Packers[editar | editar código-fonte]

Reserva (2005–2007)[editar | editar código-fonte]

Rodgers em 2008

Rodgers era esperado que fosse selecionado numa alta posição no Draft de 2005 da NFL. Ele terminou o ano na Universidade lançando para 2.320 jardas completando 67.5% de seus passes. Ele igualou o recorde da NCAA ao completar 23 passes consecutivos em um jogo de campeonato contra a USC. Ele lançou para 24 touchdowns e foi interceptado apenas 8 vezes em seu último ano da faculdade, impressionando vários olheiros da NFL. Aaron acabou sendo selecionado na 24ª escolha da primeira rodada do Draft, sendo o segundo quarterback escolhido naquele altura no draft. Em agosto de 2005, Rodgers assinou com o Green Bay Packers por 5 anos por US$7.7 milhões de dolares.

Rodgers permanceu no banco enquanto viu seu time sob a liderança do quarterback Brett Favre ganhar 4 jogos e perder 12 jogos da temporada de 2005. Rodgers não teve muito tempo em campo naquele ano mas ele acabou jogando um pouco contra o New Orleans Saints e na derrota para o Baltimore Ravens.

Quando Favre decidiu continuar com sua carreira pela temporada de 2006, Rodgers foi forçado a continuar como segundo quarterback no depth chart.

Em 19 de novembro de 2006, Rodgers quebrou o pé em um jogo contra o New England Patriots na derrota por 35 a 0 em uma derrota em casa quando ele foi substituir Brett Favre que também se machucou e Aaron acabou não jogando o restante da temporada de 2006. Rodgers conseguiu se recuperar e estar disponivel para a temporada de 2007.

Depois de um entrevista emocionada para a reporter Andrea Kramer da NBC ao fim de 2007, Favre anunciou que voltaria como titular dos Packers em 2007, adiando mais uma vez a entrada de Rodgers como QB titular dos Green Bay Packers. Antes de 2007, surgiram rumores de uma troca de Rodgers para o Oakland Raiders pelo wide receiver Randy Moss.[12] Contudo, Moss foi enviado para o New England Patriots por uma escolha no Draft de 2007 e Rodgers continuou em Green Bay.

Rodgers foi forçado a entrar em campo quando Favre se machucou no segundo quarto contra o Dallas Cowboys no Thursday Night Football em 29 de novembro de 2007. Rodgers completou 18 passes para 201 jardas, sem interceptações. Ele também lançou seu primeiro touchdown, mas foi derrubado três vezes. Aaron conseguiu reverter o defict de 17 pontos para apenas 3, mas o Cowboys venceram por 37 a 27.

Titular[editar | editar código-fonte]

Aaron Rodgers em 2011.
2008[editar | editar código-fonte]

Após a aposentadoria de Brett Favre em 4 de março de 2008, deixou a vaga de titular de quarterback dos Packers para Rodgers para a temporada de 2008–09. Apesar de Favre decidir por retornar ao futebol americano, ele acabou sendo mandado para o New York Jets, dando a Rodgers conforto na posição de titular.[13]

Rodgers fez sua estréia na liga como titular pelos Packers na vitória sobre o Minnesota Vikings por 24 a 19 no Lambeau Field. Essa foi a primeira vez desde 1992 que um quarterback que não foi Favre começou um jogo de temporada regular por Green Bay. Rodgers terminou o jogo com 178 jardas e 2 touchdowns (1 passando/1 correndo).[14] Na semana seguinte, Rodgers foi votado vencedor do FedEx Air Award depois que passou para 328 jardas e fez 3 touchdowns na vitória contra o Detroit Lions.[15] Na quarta semana da temporada, Rodgers conseguiu lançar 157 passes sem sofrer uma interceptação quando ele foi interceptado por Derrick Brooks do Tampa Bay Buccaneers. Essa sequência foi a terceira maior por um jogador dos Packers atrás de Bart Starr (294) e Brett Favre (163).[16] Rodgers sofreu uma grava contusão no ombro mas continuou jogando e conquistou uma vitória contra o Seattle Seahawks duas semanas depois da contusão.[17] Apesar do sucesso inicial, Rodgers não conseguiu ganhar um jogo por margem pequena apesar das várias oportunidades de virada.[18] [19] [20] Em 31 de outubro de 2008, Rodgers assinou um contrato de 6 anos valendo US$65 milhões de dolares.[21] [22]

2009[editar | editar código-fonte]

No jogo de abertura da temporada de 2009, Rodgers ganhou seu primeiro jogo com uma virada no placar, quando ele lançou um passe para touchdown de 50 jardas para o wide receiver Greg Jennings com um minuto restante para vencer o Chicago Bears por 21 a 15.[23] Rodgers foi nomeado NFC Offensive Player of the Month (Jogador Ofensivo do Mês) em outubro de 2009 quando ele passou para 988 jardas e completou 74.5% de seus passes, tendo um rating superior a 110 durante os jogos daquele mês.[24] Depois de um começo de 4 vitórias e 4 derrotas nos primeiros oito jogos, com uma derrota para o fraco Tampa Bay Buccaneers, o time deu a volta por cima. Rodgers liderou os Packers a cinco vitórias consecutivas, onde ele lançou para 1 324 jardas, 9 touchdowns e apenas 2 interceptações. Rodgers e os Packers venceram então 2 de seus últimos 3 jogos, terminando a segunda metade da temporada com 7 vitórias e 1 derrota com uma campanha final de 11-5; o time assim garantiu uma vaga no wild card (repescagem). Rodgers fez história ao ser o primeiro quarterback na história da NFL a lançar para 4 mil jardas em suas duas primeiras temporadas como titular.[25] [26]

Em seu primeiro jogo como titular num playoff contra o Arizona Cardinals, o primeiro passe de Rodgers foi interceptado por Dominique Rodgers-Cromartie. Contudo, Rodgers acabou terminando o jogo completando 28 de 42 passes para 422 jardas e quatro touchdowns. Apesar da boa performance ofensiva, os Packers perderam o jogo quando Rodgers sofreu um fumble na última jogada de seu time na prorrogação, que foi retornado por Karlos Dansby para touchdown que deu a vitória aos Cardinals por 51 a 45. Esta foi o jogo de playoff com maior número de pontos na história da NFL.[27]

Devido a sua performance na temporada regular, Rodgers foi para o seu primeiro Pro Bowl como terceiro quarterback pela NFC atrás de Drew Brees e Brett Favre. Contudo, depois que Favre saiu devido a uma contusão e Brees deixou de participar pelo Super Bowl XLIV, Rodgers se tornou o titular pela NFC. Ele terminou aquele jogo completando 15 de 19 passando para 197 jardas e dois touchdowns.

2010[editar | editar código-fonte]
Aaron Rodgers em 2012.

Depois de liderar seu time a um começo de temporada com 2 vitórias em 2 jogos, os Packers perderam três dos quatro jogos incluindo duas derrotas consecutivas na prorrogação. Essas derrotas na prorrogação deram a Rodgers uma campanha de 0-5 nestas situações.[28] Na semana 12, contra o Atlanta Falcons, Rodgers tentou 35 passes, alcançanddo a marca de 1 505 tentativas na carreira – o que o torna elegível para recordes de quarterback reconhecidos pela NFL.[28] Na semana 14 da temporada, Aaron sofreu sua segunda concussão no ano. Isso forçou o reserva Matt Flynn a substitui-lo. O Green Bay Packers perdeu o jogo por 7 a 3 para o Detroit Lions.[29] Rodgers não jogou a partida seguinte terminando uma sequência de 45 jogos começando como titular, igualando a segunda melhor marca da franquia.[30] [31]

Com uma campanha de 10 vitórias e 6 derrotas, os Packers foram até os playoffs da NFL como 6º seed na repescagem (Wild Card). Durante os playoffs, Rodgers liderou os Packers a três vitórias, fora de casa, contra os três melhores times rankeados na NFC. Na rodada de Wild Card, eles derrotaram o terceiro melhor time da conferencia, o Philadelphia Eagles por 21 a 16. No Playoff de Divisão, Rodgers completou 31 de 36 passes para 366 jardas e fez três touchdowns na vitória por 48 a 21 sobre o Atlanta Falcons, o time de melhor campanha da conferência durante a temporada.[32] Em 23 de janeiro de 2011, Aaron e os Packers venceram o rival Chicago Bears por 21 a 14 para conquistar o NFC Championship dando ao time a chance de disputar o Super Bowl XLV, que o Packers acabaria vencendo, ao passar pelo Pittsburgh Steelers pelo placar de 31 a 25. Rodgers completou 24 de 39 passes para 304 jardas e 3 touchdowns naquela final. Depois do jogo, ele foi nomeado MVP do Super Bowl XLV.[33]

Ele também recebeu o prêmio FedEx Air NFL Player of the Year pela sua performance durante a temporada de 2010.[34]

2011[editar | editar código-fonte]

Rodgers conseguiu levar o Packers a 13 vitórias e nenhuma derrota no começo da temporada de 2011 até seu time ser batido pelo Kansas City Chiefs na semana seguinte.[35] Naquele ano, ele teve uma das melhores temporadas da carreira, lançando para 4 643 jardas, 45 touchdowns e apenas 6 interceptações, com um rating de 122.5, este último sendo a atual melhor marca na história da NFL. Com esses números, ele foi nomeado NFC Offensive Player of the Month ("Jogador de Ataque do Mês") em setembro, outubro e novembro, e também recebeu o prêmio de FedEx Air Player of the Week ("Jogador da Semana passando a bola") seis vezes (semanas 4, 5, 6, 7, 9 e 13). Ao ser MVP do clássico jogo do Thanksgiving day entre Packers e o Detroit Lions, com a vitória de Green Bay, Aaron empatou o recorde da liga com maior quantidade de jogos seguidos (13) com pelo menos dois passes para touchdown. Os Packers terminaram a temproada com 15 vitórias e uma derrota, com Rodgers jogando 15 dos 16 jogos. Seu time, contudo, viria a ser derrotado, em casa, pelo New York Giants, que viria a ser campeão daquele ano.[35]

2012[editar | editar código-fonte]

Os Packers começaram a temporada de 2012 com uma derrota por 30 a 22 frente ao San Francisco 49ers. O time então acabou perdendo dois dos próximos quatro jogos, sendo uma derrota para Seattle Seahawks em uma jogada que ficou conhecida como "Fail Mary" e também uma amarga derrota para o Indianapolis Colts por 30 a 27, sendo que o time estava vencendo por 21 a 3 no intervalo. Na semana 6, contra o Houston Texans, Rodgers empatou o recorde da franquia ao lançar para seis touchdowns na partida, que deu a vitória ao seu time. Após este jogo, foram mais cinco vitórias seguidas com Aaron completando 65,7% de seus passes para 1 320 yards e 17 touchdowns, sofrendo apenas 2 interceptações e com um rating de 119,1. Os Packers então perderam para os Giants por 38 a 10, encerrando a série de vitórias. O time, contudo, venceu os próximos três jogos, todos contra adversários de divisão. Na semana 15, Rodgers lançou para 291 jardas e marcou 3 touchdowns na vitória de Green Bay sobre o rival Chicago Bears por 21 a 13. Este triunfo deu ao time o título da Divisão Norte, sendo o segundo consecutivo. No último jogo da temporada, os Packers perderam para o Minnesota Vikings por 37 a 34, apesar de Aaron Rodgers ter completado 28 de 40 passes para 365 jarda e ainda ter anotado 4 touchdowns, sem cometer um erro e terminou com um rating de 131,8. O Green Bay Packers terminou o ano com 11 vitórias e 5 derrotas, conquistando o primeiro lugar na divisão e o terceiro lugar na conferência. Rodgers terminou a temporada com o melhor rating da liga (108,0) pelo segundo ano seguido e também foi o segundo jogador com a maior quantidade de passes para touchdown lançados (39), o terceiro em aproveitamento nos passes (67,2%), o quinto em jardas por tentativa (7,78) e o oitavo em jardas aéreas (4 295).[36]

Nos playoffs, os Packers conseguiram vencer o primeiro jogo na repescagem contra os Vikings, por 24 a 10. Contudo, o time acabou sendo derrotado na semana seguinte pelos os 49ers, por 45 a 31, encerrando assim sua temporada.[36]

2013[editar | editar código-fonte]
Rodgers cumprimentando fãs no Lambeau Field.

Em 26 de abril de 2013, os Packers e Rodgers chegaram a um acordo e acertaram um contrato de 5 anos por US$110 milhões de dólares, fazendo dele o jogador mais bem pago da história da NFL à época.[37] O time começou então a temporada enfrentando o então campeão da NFC, o San Francisco 49ers, equipe que os havia eliminado dos playoffs no ano anterior. Aaron completou 21 de 37 passes, 333 jardas, 3 touchdowns e 1 interceptações na derrota por 34 a 28. Na semana seguinte, ele lançou para 480 jardas (melhor marca da carreira) na vitória em casa por 38 a 20 sobre o Washington Redskins. As 335 jardas que ele conseguiu na primeira metade do jogo foi um recorde da franquia. Ele também se tornou o primeiro quarterback desde Y. A. Tittle, em 1962, a lançar para 480 jardas, 4 touchdowns e nenhuma interceptação. Rodgers acabou sendo nomeado o Jogador Ofensivo da Semana na NFC. Na rodada seguinte, ele viu seu recorde de 41 jogos seguidos sem lançar mais de uma interceptação em uma partida desaparecer na derrota para os Bengals por 34 a 30. Depois deste derrota, os Packers venceram quatro partidas segundas, duas contra oponentes de divisão e uma contra o então atual campeão do Super Bowl, o Baltimore Ravens. Contra os Ravens, Green Bay perdeu dois jogadores do ataque por lesão (Randall Cobb e James Jones). Na semana seguinte, contra os Browns, foi a vez do tight end Jermichael Finley sair do campo machucado, deixando Rodgers sem seus três melhores recebedores. Contudo, em um jogo contra o Minnesota Vikings, ele teve uma das melhores performances da carreira, completando 24 de 29 passes em uma vitória por 44 a 31.[38]

Na semana 9, em um jogo contra o Chicago Bears, Rodgers foi sackado pelo jogador Shea McClellin, e acabou fraturando a sua clavícula e acabou perdendo um mês.[39] Ele retornou em 29 de dezembro, Aaron retornou ao time em uma partida decisiva contra o Bears, fora de casa, que acabou decidindo o título da divisão NFC North.[40] No primeiro jogo de playoffs, a equipe acabou perdendo, novamente em um jogo decisivo, para o San Francisco 49ers. Rodgers lançou para 177 jardas e um touchdown em uma partida em que a temperatura no Lambeau Field chegou a -20ºC.[41]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

  Passando Correndo Fumbles
Ano Time J T Comp Ten Pct Jardas Jardas TD Int Rating Ten Jardas JPJ TD Fum Perdidos
2005 GNB 3 0 9 16 56,3% 65 4,1 0 1 39,8 2 7 3,5 0 2 2
2006 GNB 2 0 6 15 40,0% 46 3,1 0 0 48,2 2 11 5,5 0 1 1
2007 GNB 2 0 20 28 71,4% 218 7,8 1 0 106,0 7 29 4,1 0 0 0
2008 GNB 16 16 341 536 63,6% 4 038 7,5 28 13 93,8 56 207 3,7 4 10 3
2009 GNB 16 16 350 541 64,7% 4 434 8,2 30 7 103,2 58 316 5,4 5 10 4
2010 GNB 15 15 312 475 65,7% 3 922 8,3 28 11 101,2 64 356 5,6 4 4 1
2011 GNB 15 15 343 502 68,3% 4 643 9,2 45 6 122,5 60 257 4,3 3 4 0
2012 GNB 16 16 371 552 67,2% 4 295 7,8 39 8 108,0 54 259 4,8 2 5 4
2013 GNB 9 9 193 290 66,6% 2 536 8,7 17 6 104,9 30 120 3,3 0 4 0
Totals 94 87 1 945 2 955 65,8% 24 197 8,2 188 52 104,9 333 1 562 4,7 18 40 15
Fonte: Pro-Football-Reference.com

Referências

  1. Prisco, Pete. Postseason awards: It's close, but passer rating makes Rodgers MVP CBSSports.com. Página visitada em 6 de janeiro de 2012.
  2. NFL Draft
  3. www.Calbears.com/rodgers
  4. a b Cal School History
  5. 2004 USC Trojans football team
  6. Player Bio: Aaron Rodgers :: Football
  7. Aaron Rodgers Stats, California Golden Bears
  8. 2003 All-Pac-10 Football Team. Press release.
  9. (29 de novembro de 2004). Pac-10 Names Football All-Conference Team. Press release.
  10. (23 de novembro de 2004). Pac-10 Names All-Academic Football Team. Press release.
  11. "SI.com's 2004 All-America Team", CNN, 8 de dezembro de 2004.
  12. ESPN - Packers GM insists QB Rodgers not on trading block - NFL
  13. JSOnline. http://www.jsonline.com/story/index.aspx?id=726140
  14. Tom Fanning (8 de setembro de 2008). Rodgers Strong In Starting Debut Packers.com. National Football League. Página visitada em 10 de setembro de 2008.
  15. NFL Network (20 de setembro de 2008). FedEx Air and Ground Week 2 2008 Winners NFL Network. National Football League. Página visitada em 20 de setembro de 2008.
  16. NFL.com (29 de setembro de 2008). Buccaneers' defense rattles Rodgers in win over Packers NFL.com. National Football League. Página visitada em 29 de setembro de 2008.
  17. Mike Vandermause (12 de novembro de 2008). Rodgers' toughness can't be questioned greenbaypressgazette.com. Green Bay Press Gazette. Página visitada em 11 de dezembro de 2008.
  18. Pete Dougherty (11 de dezembro de 2008). Rodgers still needs to win a close game greenbaypressgazette.com. Green Bay Press Gazette. Página visitada em 11 de dezembro de 2008.
  19. Associated Press (15 de dezembro de 2008). Packers lose on late drive for third straight week ESPN.com. ESPN. Página visitada em 15 de dezembro de 2008.
  20. Associated Press (23 de dezembro de 2008). Bears cap unlikely rally with OT win to stay alive in playoff race NFL.com. NFL. Página visitada em 23 de dezembro de 2008.
  21. Tom Pelissero (31 de outubro de 2008). Packers Sign Rodgers Through 2014 greenbaypressgazette.com. Green Bay Press Gazette. Página visitada em 31 de outubro de 2008.
  22. Tom Silverstein (5 de novembro de 2008). Contracts: Rodgers vs. Romo JSOnline. Milwaukee Journal-Sentinel. Página visitada em 6 de novembro de 2008.
  23. NFL.com (2 de novembro de 2009). NFL Game Center Chicago Bears @ Green Bay Packers NFL.com. NFL.com. Página visitada em 2 de novembro de 2009.
  24. Packers.com (2 de novembro de 2009). QB Aaron Rodgers Named NFC Offensive Player Of The Month For October Packers.com. Packers.com. Página visitada em 2 de novembro de 2009.
  25. Green Bay Packers. Rodgers' Season Draws Praise Packers.com. Página visitada em 25 de janeiro de 2010.
  26. Green Bay Packers. Individual Records - Passing Packers.com. Página visitada em 9 de janeiro de 2009.
  27. NFL.com (10 de janeiro de 2010). NFL Game Center Green Bay Packers @ Arizona Cardinals NFL.com. NFL.com. Página visitada em 15 de janeiro de 2010.
  28. a b Jclombardi (19 de outubro de 2010). Packers vs Dolphins: Reviews & Grades NFL GRIDIRON GAB. NFLGRIDIRONGAB.com. Página visitada em 20 de outubro de 2010.
  29. (AP) – Dec 12, 2010 (12 de dezembro de 2010). The Associated Press: Rodgers' status unclear after concussion Google.com. Página visitada em 30 de dezembro de 2010.
  30. Green Bay Press Gazette. "Green Bay Packers QB Matt Flynn has fine 1st road start", Green Bay Press Gazette, 19 de dezembro de 2010. Página visitada em 20 de dezembro de 2010.
  31. Jason Wilde. "Packers 10, Bears 3: Nothing Comes Easy", Channel3000.com, 2 de janeiro de 2011. Página visitada em 24 de janeiro de 2011.
  32. Newberry, Paul. "Rodgers stars in Green Bay’s 48-21 rout of Falcons", AP via Yahoo Sports, 16 de janeiro de 2011. Página visitada em 24 de janeiro de 2011.
  33. Aaron Rodgers tosses 3 TD passes as Packers drop Steelers to win Super Bowl XLV ESPN. (6 de janeiro de 2011). Página visitada em 7 de janeiro de 2011.
  34. Aaron Rodgers voted FexEx Air NFL Player Of The Year Packers.com. Página visitada em 2 de fevereiro de 2011.
  35. a b "2011 Green Bay Packers". Página acessada em 20 de novembro de 2012.
  36. a b "2012 Green Bay Packers". Página acessada em 25 de setembro de 2013.
  37. FIND OUT WHICH QB JUST BECAME THE HIGHEST PAID PLAYER IN NFL HISTORY The Blaze. Página visitada em 26 de abril de 2013.
  38. "2013 Green Bay Packers". Página acessada em 12 de janeiro de 2013.
  39. Associated Press. "Aaron Rodgers has fractured collarbone, could miss a month". Página visitada em 6 de novembro de 2013.
  40. John Breech CBS Sports. "Packers make it official: QB Aaron Rodgers will start vs. Bears", 26 de dezembro de 2013. Página visitada em 12 de janeiro de 2014.
  41. Associated Press. Colin Kaepernick, San Francisco 49ers squeak by Packers to Divisional Round NFL.com. Página visitada em 12 de janeiro de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Aaron Rodgers