Ab

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Picart sukka.jpg
Artigo parte da série sobre
Calendário Judaico
Hoje no calendário judaico é dia
do mês de do ano de 5774 .
Meses

Tishrei | Cheshvan | Kislev | Tevet
Shvat | Adar | Nissan | Iyar
Sivan | Tamuz | Av | Elul

Festividades

Shabat | Rosh Hashaná
Yom Kipur | Pessach
Lag BaÔmer | Sucot | Purim
Shavuot | Simchat Torá
Tu Bishvat | Hoshaná Rabá
Shemini Atzeret | Chanucá

Ver também
Feriados em Israel
Série Judaísmo

Ab ou Av é o nome pós-exílico do 5.° mês lunar do calendário sagrado judaico, mas o 11.° do calendário secular. Corresponde a parte de julho e parte de agosto.

O significado do nome Ab (Av) é incerto. Na Bíblia não é mencionado diretamente por nome, mas apenas como o “quinto mês”. No entanto, o nome aparece na Míxena[1] e em outros escritos judaicos pós-exílicos.

Foi no primeiro dia de Ab que Arão morreu no monte Hor. [2] Segundo Reis 25:8 diz que foi no sétimo dia deste mês que Nebuzaradã, servo do rei de Babilônia, “veio a Jerusalém”. Entretanto, Jeremias 52:12 nos informa que foi no décimo dia deste mês que Nebuzaradã “entrou em Jerusalém”. A obra Soncino Books of the Bible (Livros da Bíblia, de Soncino) comenta isso: “O intervalo de três dias poderá ser contado como representando a data da chegada de Nebuzaradã em cena e o começo das operações.” (Editada por A. Cohen, Londres, 1949) De modo que parece que Nebuzaradã chegou a Jerusalém no sétimo dia, fez a sua inspeção desde o seu acampamento fora das muralhas da cidade, e deu instruções para a demolição das fortificações da cidade e o saque dos tesouros dela; finalmente, no décimo dia do mês, ele entrou na cidade e no santo templo dela. De acordo com Josefo[3] , o templo de Herodes foi queimado pelos romanos no décimo dia do quinto mês (70 EC), e Josefo faz menção da exata correspondência desta data com o incêndio do primeiro templo, no mesmo dia, pelos babilônios.

Durante o exílio babilônico de 70 anos que se seguiu, este quinto mês era uma ocasião de jejuns e de lamentações em lembrança da destruição do templo em Jerusalém.[4] Foi também no mês de ab que Esdras retornou à restaurada Jerusalém para instruir os judeus na Lei de Jeová.[5]

Acontecimentos históricos[editar | editar código-fonte]

Acontecimentos importantes tiveram ao povo hebreu tiveram vez neste mês:

  • 1 de Av: Arão morre.
  • 4 de Av: A muralha de Jerusalém começa a ser reconstruída.
  • 9 de Av: A destruição do primeiro e segundo templo.
  • 28 de Av: Moises quebrou as tabulas da lei quando desceu do monte Sinai.

Coisas como essas que foram transformando Av em um mês de pranto. Antes fora um mês de colheita, festa e alegria.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Ta‛anit 4:6
  2. Números 33:38
  3. The Jewish War [A Guerra Judaica], VI, 250, 268 [iv, 5, 8]
  4. Zacarias 7:3, 5; 8:19
  5. Esdras 7:8, 9, 25
Ícone de esboço Este artigo sobre judaísmo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.