Abd-ul-Akhad-Khan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Abd-ul-Akhad-Khan ou 'Said 'Abd al-Ahad Khan (26 de março de 1859 – 3 de janeiro de 1911) foi emir de Bucara, 17o. da dinastia dos Manngitas. Aos 26 anos de idade, ascendeu ao trono após a morte de seu pai Mozaffar em 12 de Novembro de 1885. Em virtude do tratado de 1873, não procurou sacudir a tutela imposta à Bukharia pelo Tzar[1] .

'Abd al-Ahad foi educado numa escola militar russa e chegou ao posto de tenente-general do exército russo. Ele trouxe muita influência russa para a sociedade bucarana. Realizou algumas reformas: aboliu a escravatura, suprimiu as prisões subterrâneas, reduziu o efectivo do exército, regularizou o sistema de impostos, tomou medidas para o desenvolvimento do comércio; mas suas ações foram parcialmente frustradas pela ação de conservadores[2]

Seu filho Mohammed Alim Khan sucedeu-o após sua morte, vindo a ser o último emir de Bucara.

Referências

  1. Dicionário Universal Ilustrado, Ed. João Romano Torres & Cª.1911.
  2. The Personal History of a Bukharan Intellectual: The Diary of Muhammad Sharif-i Sadr-i Ziya. [S.l.]: Brill, 2003. ISBN 9004131612


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.