Abidos (Ásia Menor)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Abidos
Ἄβῡδος
Abidos e o Helesponto
Localização atual
Abidos está localizado em: Turquia
Abidos
Localização de Abidos na Turquia
Coordenadas = 40° 11' 43" N 26° 24' 18" E
Localização Çanakkale, província de Çanakkale, Turquia
Região Mísia

Abidos (em grego antigo: Ἄβῡδος), uma antiga cidade da Mísia, na Anatólia, situada em Nara Burnu ou Ponto Nagara, no melhor porto da costa asiática do Helesponto.[1] No lado oposto de Abidos fica Sestos, no lado europeu, marcando um dos pontos mais estreitos do Dardanelos, quase dois quilômetros de largura (o ponto mais estreito fica em Çanakkale). O ponto estratégico foi uma área proibida no século XX. A história de Hero e Leandro se passou perto de Abidos.

Abidos foi mencionada pela primeira vez no catálogo dos aliados de Troia (Ilíada ii.836).[2] Provavelmente foi uma cidade dos trácios, como mencionado por Estrabão, mas depois foi colonizada pelos milésios,[1] [3] [4] com o consentimento de Giges, rei da Lídia, por volta de 700 a.C. Foi ocupada pelos persas em 514 a.C., e Dario I incendiou-a em 512 a.C. Em Abidos Xerxes I construiu duas pontes de barcos e atravessou o estreito em 480 a.C., quando invadiu a Grécia.[1] [5] [6]

Abidos posteriormente tornou-se um membro da Liga de Delos, até que se rebelou contra o governo de Atenas em 411 a.C.[3] Aliou-se a Esparta até 394 a.C.; o rei Agesilau de Esparta cruzou por ela ao retornar para a Grécia. Abidos, em seguida, passou para o domínio do Império Aquemênida, até 334 a.C. Alexandre, o Grande atirou uma lança em direção a Abidos durante a travessia do estreito e anunciou que a Ásia agora lhe pertencia.

Abidos é celebrada por sua vigorosa resistência contra Filipe V da Macedônia em 200 a.C.,[7] e é famosa na Mitologia como o lar de Leandro.[1] Na literatura, Byron adotou o seu nome em A Noiva de Abidos.[8] Ela cunhou moedas do início do século V a.C. até meados do século III.

A cidade existiu até o final do período bizantino como um importante ponto de pedágio e estação aduaneira do Helesponto, a partir daí sua importância foi sendo transferida para o Dardanelos, devido a construção dos "Velhos Castelos" pelo sultão Mehmed II (ca. 1456).[1]

Notas

Referências

Fontes adicionais[editar | editar código-fonte]