Aborto autoinduzido

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O aborto auto-induzido é o que é provocado pela própria grávida para remover o feto. Apesar de estarem nesse grupo os meios legais e dentro das recomendações médicas de interromper a gravidez, muitas vezes o aborto auto-induzido é provocado por métodos não recomendados pela medicina e que colocam em risco a saúde da mulher.1 Essa é uma prática comum em países onde o aborto é proibido por lei ou em que a mulher não tem acesso a ele. Ele pode ser mais facilmente provocado nas primeiras semanas de gestação.2

Métodos[editar | editar código-fonte]

Star of life caution.svg
Advertência: A Wikipédia não é consultório médico nem farmácia.
Se necessita de ajuda, consulte um profissional de saúde.
As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento.

Os seguintes métodos de aborto auto-induzido são comuns em vários países sobretudo na Índia, esses não são considerados perigosos, mas não garantem a expulsão do feto:3

Há alguns métodos considerados perigosos e que garantem mais a expulsão do feto, eles podem colocar em risco a vida da mulher e é altamente não recomendado realizá-los:

  • Esforço físico projetado para o aborto
  • Massagem abdominal intensa
  • Recebimento de golpes na área abdominal
  • Prática de bellyflopping (simulação de mergulho de barriga) sobre uma superfície rígida
  • Tentar remover o feto com o uso de um objeto não-esterelizado e não projetado para isso, tal como um cabide
  • Tentativa de perfurar o útero com um objeto pontiagudo
  • Ingestão de abortivos com elevadas quantidades de vitamina C, poejo e outras substâncias que acredita-se provocar o aborto (automedicação)4 5

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre o aborto é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.