Abricó-do-pará

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaAbricó-do-Pará
Mammee apple.jpg

Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Malpighiales
Família: Clusiaceae
Subfamília: Kielmeyeroideae
Tribo: Calophylleae
Género: Mammea
Espécie: M. americana
Nome binomial
Mammea americana
L.

Abricó-do-Pará (Mammea americana) é uma árvore da família Clusiaceae Calophyllaceae, natural da Amazônia, das Antilhas e do México.[1] A árvore atinge os 18–21 m de altura; seu tronco é curto e chega a 1.9-1.2 m de diâmetro.

Diccionario de botanica brasileira[editar | editar código-fonte]

O Diccionario de botanica brasileira (1873) dá a seguinte descrição: árvore natural do Amazonas, das Antilhas e do México. É uma árvore de folhas opostas e grandes, com os pecíolos vermelhos e nervuras transversais; suas flores são solitárias ou opostas 2 a 2; são um tanto grandes, e as pétalas têm muitas nervuras principalmente no centro; o fruto é carnoso e drupáceo internamente, com quatro sementes: come-se e há três espécies deste género. O suco leitoso do caule e do fruto, misturado com água e sal, é útil nas picadas de insectos e nas úlceras. O fruto bem maduro é agradável, e a amêndoa é anti-helmíntica.

Referências

  1. PINTO, Joaquim de Almeida. Diccionario de Botanica Brasileira. Rio de Janeiro: Typographia Perseverança, 1873. 6-7 p.