Abu Yahya (Maiorca)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Abu Yahya Muhammad ibn Ali ibn Abi Imran al-Tinmalali (árabe: ابو يحي محمد بن علي) foi o último váli muçulmano de Maiorca.

Foi em 1208 o último dos diferentes valis governadores almóadas de Maiorca que eram designados desde Marraquexe, e que criou um principado semi-independente, com apenas submissão formal ao califa almóada.[1] [2] [3] Governou as ilhas Baleares em nome do Califado Almóada até a Conquista de Maiorca por Jaime I em 1229.

O seu filho, com três anos ao tempo da captura por Jaime I, foi batizado com o nome deste rei[4] [5] e chegou a ser o I barão de Gotor e I barão de Illueca em 1250, com o nome de Jaime de Gotor, casado com Elvira Roldão, filha de Martín Roldán e da sua esposa María López de Luna, assim como o progenitor da família deste sobrenome de Gotor.[6]

Referências

  1. Víctor Balaguer. Historia de Cataluña. Página visitada em 10 de novembro de 2010.
  2. Vv.aa (1958). Boletín de la Real Academia de la Historia. Tomo CLXXIII. Número I. 1976. Página visitada em 18 de novembro de 2010.
  3. Enrique Martínez Ruíz, Emilio de Diego. Del imperio almohade al nacimiento de Granada (1200-1265). Página visitada em 9 de dezembro de 2010.
  4. http://www.terra.es/personal/bennetty/gothis.htm
  5. http://www.enciclopedia-aragonesa.com/voz.asp?voz_id=6458
  6. Historia. Página visitada em 24 de janeiro.
  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em espanhol, cujo título é «Abú Yahya».

Ligações externas[editar | editar código-fonte]