Academia de Polícia do Estado de São Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Academia de Polícia "Dr. Coriolano Nogueira Cobra", conhecida como Acadepol, é o órgão/escola de nível departamental da Polícia Civil do Estado de São Paulo, responsável pelo recrutamento e treinamento de novos policiais, aperfeiçoamento dos servidores na ativa, com cursos de capacitação e uso de armas, bem como atendimento ao público em geral.

Além do recrutamento e treinamento de policiais civis, a Acadepol-SP também participa do treinamento dos policiais técnico-científicos paulistas, além de ministrar anualmente o Curso Superior de Polícia, destinado a promover Delegados de Polícia, Peritos Criminais, Médicos Legistas e Oficiais Superiores da Polícia Militar para a última graduação de suas respectivas carreiras.

Fachada da Academia de Polícia Civil

Em 26 de novembro de 2010, a Acadepol, fez uma cerimônia solene aos formando da 1ª Turma do "Curso Academia de Polícia para Cidadão", que foi ministrado para Presidentes de Consegs do Estado de São Paulo, do qual foi descerrada uma placa emérita alusiva ao curso e com o nome de todos os formandos.1

Histórico[editar | editar código-fonte]

Tendo sido construído originalmente para abrigar a Reitoria da Universidade de São Paulo (USP), o prédio foi cedido para a Polícia Civil em 1970, passando a abrigar a Academia de Polícia.

Hoje, apesar de a portaria principal da Acadepol ainda se localizar no interior da Cidade Universitária, a instituição conta com outras duas portarias: uma logo ao lado do Portão 1 da USP e outra atrás do prédio onde se localiza a sede da Superintendência da Polícia Técnico-Científica, órgão de Polícia Científica do Estado de São Paulo.

Localização[editar | editar código-fonte]

A Acadepol fica localizada na entrada principal (Portão 1) da Cidade Universitária (Universidade de São Paulo) e tem capacidade para 1200 alunos, com acomodações para cerca de 400 em seus alojamentos, pois hospeda policiais de outros estados da Federação e de vários municípios paulistas.

Estrutura[editar | editar código-fonte]

Papiloscopista Policial em treinamento na Academia de Polícia de São Paulo

Com seu prédio sendo dividido em quinze alas, cinco delas destinadas a salas de aula, a instituição conta com aproximadamente 35 salas de aula, além de um anfiteatro, duas salas de vídeo equipadas com equipamentos de última geração, uma biblioteca (com livros de todas as áreas, mas especializada em Processo Penal) e um estande onde são disparados anualmente entre 500 mil e um milhão de tiros dos mais diversos calibres (os cursos de formação atualmente têm uma carga de mil disparos por aluno, além dos cursos de especialização ministrados regularmente).

Além de sua estrutura própria, a Acadepol ainda se utiliza de estandes do Exército Brasileiro para realizar treinamentos com disparos de armas mais potentes ou a maiores distâncias, contando, para o deslocamento de seus alunos, com três ônibus próprios.

Treinamentos de invasão, de Conduta Policial, de Sobrevivência Policial e de Táticas Especiais são realizados em construções abandonadas nas áreas vizinhas.

Novo núcleo[editar | editar código-fonte]

Em 2006, ficou pronto o novo núcleo de ensino da Acadepol, em Mogi das Cruzes. Apesar de contar com estruturas mais avançadas e com melhores instalações, ainda não recebeu alunos de nenhum dos cursos de formação em tempo integral porque ainda se considera que a cidade de São Paulo propicia uma maior facilidade de locomação para policiais das diversas cidades do interior paulista.

Missão institucional[editar | editar código-fonte]

Instalada em 1970 e sucessora da antiga Escola de Polícia, conta com professores das mais variadas áreas do conhecimento, com a finalidade de formar policiais de todas as 14 carreiras da Polícia Civil do Estado de São Paulo:

Carreiras[editar | editar código-fonte]

Furgão da Acadepol
Autoridade Policial
Agentes da Autoridade
Apoio da atividade policial
Polícia Técnico-Científica
Obs.: Nomes das Carreiras alterados de acordo com a Lei 207/79 - Lei Orgânica da Polícia.

Museu do Crime[editar | editar código-fonte]

A Acadepol abriga em suas instalações o Museu do Crime de São Paulo, com um respeitável acervo de criminologia e criminalística. Dentre os crimes de renome representados no Museu do Crime, se encontram casos como o de "Chico Picadinho", do "Maníaco do Parque" e do "Crime da Mala".

A Academia dispõe também de uma ampla coleção de antigos veículos policiais da Polícia paulista, bem como de algumas motocicletas das Polícias norte-americanas, doadas para a coleção em 2007.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Portal
A Wikipédia possui o
Portal da Segurança do Brasil