Acari (Rio Grande do Norte)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Acari
"Vedete do Seridó"
"Cidade mais limpa do Brasil"
Vista da cidade

Vista da cidade
Bandeira de Acari
Brasão de Acari
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 11 de abril de 1835
Gentílico acariense
Prefeito(a) Isaias de Medeiros Cabral (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Acari
Localização de Acari no Rio Grande do Norte
Acari está localizado em: Brasil
Acari
Localização de Acari no Brasil
06° 26' 09" S 36° 38' 20" O06° 26' 09" S 36° 38' 20" O
Unidade federativa  Rio Grande do Norte
Mesorregião Central Potiguar IBGE/2008[1]
Microrregião Seridó Oriental IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Currais Novos, São Vicente, Cruzeta, São José do Seridó, Frei Martinho (PB), Jardim do Seridó e Carnaúba dos Dantas.
Distância até a capital 201 km[2]
Características geográficas
Área 608,565 km² [3]
População 11 012 hab. (RN: 56º) –  IBGE/2012[4]
Densidade 18,1 hab./km²
Altitude 270 m
Clima semiárido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,679 (RN: 9°) – médio PNUD/2010[5]
PIB R$ 53 402,298 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 4 758,71 IBGE/2008[6]
Página oficial

Acari é um município da Microrregião do Seridó Oriental, na região do Seridó, na Mesorregião Central Potiguar, no estado do Rio Grande do Norte, no Brasil. Faz parte do Polo Seridó. De acordo com o censo realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) no ano 2000, sua população é de 11 189 habitantes, sendo 8 841 residentes na área urbana e 2 348 na zona rural. Possui área de 610,3 quilômetros quadrados.

É conhecida como "a cidade mais limpa do Brasil".[7] A altitude é de 270 metros acima do nível do mar e a distância rodoviária até a capital é de 201 quilômetros.

Topônimo[editar | editar código-fonte]

"Acari" é um sinônimo de cascudo, um tipo de peixe.[8]

História[editar | editar código-fonte]

Açude Gargalheiras, transbordando durante a cheia de janeiro de 2004. É um dos pontos turísticos da cidade.

Inicialmente habitado pelos índios cariris, a povoação atual teve início no século XVIII, com a expansão das fazendas de gado ao longo dos rios da região, com principal destaque ao Sargento- Mor Manuel Esteves de Andrade, vindo da Serra do Saco e Tomás de Araújo Pereira, português natural do Minho que se estabeleceu na fazenda Picos por volta de 1750.

Igreja de Nossa Senhora do Rosário. Até 1863, Matriz de Nossa Senhora da Guia.

Em 1737, deu- se a fundação da capela de Nossa Senhora da Guia por requerimento ao Bispo de Olinda feito por Manuel Esteves de Andrade. A dita capela tornou-se matriz quando da criação da paróquia do Acari em 13 de março de 1835, sendo posteriormente dedicada a Nossa Senhora do Rosário quando da fundação da nova e sustuosa Matriz no alto da colina em 1863.

A criação do município se deu através de Resolução do Conselho do Governo do dia 11 de abril de 1835, quando se efetivou a emancipação do município de Caicó.

De acordo com o IDEMA, há dois tipos de solo na área do município: litólicos eutróficos e bruno não cálcico. Sua aptidão para a atividade agrícola é regular e restrita para pastagem natural. Nas áreas correspondentes a bruno não cálcico, as terras são aptas para culturas especiais de ciclo longo (algodão arbóreo, sisal, caju e coco). Na parte centro / norte as terras são indicadas para preservação da fauna e flora ou para recreação.

O ponto mais alto do município é a Serra Bico de Arara, a 654 metros.

Economia[editar | editar código-fonte]

Baseada na agricultura, na pecuária e no setor de serviços. De acordo com dados do IPEA do ano de 1996, o PIB era estimado em R$ 8,33 milhões, sendo que 39,0% correspondia às atividades baseadas na agricultura e na pecuária, 15,0% à indústria e 46,0% ao setor de serviços. O PIB per capita era de R$ 761,19.

Em 2002, conforme estimativas do IBGE, o PIB havia evoluído para R$ 29,207 milhões e o PIB per capita para R$ 2.598,00.

Produção agrícola[editar | editar código-fonte]

IBGE (2002)
Lavoura Quantidade produzida (ton.) Valor da produção (R$ mil) Área plantada (ha.) Área colhida (ha.) Rendimento médio (kg/ha.)
Banana 110 55 10 10 11 000
Batata-doce 60 15 10 10 6 000
Coco-da-baía 82 (mil frutos) 33 20 20 4 100 (frutos/ha.)
Feijão (em grão) 95 105 290 290 327
Goiaba 20 12 8 8 2 500
Manga 138 35 23 23 6 000
Milho 105 42 210 210 500
Tomate 600 180 15 15 40 000

Pecuária[editar | editar código-fonte]

IBGE (2002)
Rebanho Efetivo (cabeças)
Bovino 9 652
Suíno 723
Eqüinos 416
Asininos (jumentos) 422
Muares (mulas) 181
Ovinos 2 486
Galinhas 4 239
Galos, frangas, frangos e pintos 82 291
Caprinos 1 885
Vacas ordenhadas 2 799
IBGE (2002)
Gênero Produção
Leite de vaca 4 031 (mil litros)
Ovos de galinha 47 (mil dúzias)

Dados estatísticos[editar | editar código-fonte]

Educação[editar | editar código-fonte]

IBGE (2003)
Ensino Alunos matriculados Professores
Fundamental 2 015 92
Médio 733 23

Dentre os projetos do Plano de Desenvolvimento da Educação, vinculado ao Ministério da Educação, executado pelo INEP, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, na Região Nordeste, Estado do Rio Grande do Norte, as Escolas Públicas Urbanas estabelecidas no Município de Acari obtiveram os seguintes IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), em 2005:

IDEB, escola e ranking estadual
Nota Escola Ranking
4,9 Escola municipal Terezinha de Lourdes Galvão
3,9 Escola estadual Tomaz de Araújo 21º
  • Analfabetos com mais de quinze anos: 25,00% (IBGE, Censo 2000).

IDH[editar | editar código-fonte]

PNUD (2000)
IDH 1991 2000
Renda 0,525 0,590
Longevidade 0,643 0,728
Educação 0,663 0,777
Total 0,611 0,698

Saneamento urbano[editar | editar código-fonte]

IBGE (2000)
Serviço Domicílios (%)
Água 98,8%
Esgoto sanitário 74,5%
Coleta de lixo 98,1%

Saúde[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. FEMURN. Distâncias dos Municípios do Rio Grande do Norte a Natal-RN. Página visitada em 18 de março de 2011.
  3. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  4. ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO RESIDENTE NOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS COM DATA DE REFERÊNCIA EM 1º DE JULHO DE 2012 (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (30 de agosto de 2011). Página visitada em 31 de agosto de 2012.
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 6 de agosto de 2013.
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  7. Nominuto.com - o portal de notícias mais completo e atualizado do Rio Grande do Norte. Página visitada em 29 de dezembro de 2010.
  8. FERREIRA, A. B. H. ''Novo Dicionário da Língua Portuguesa''. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.1 731.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Acari

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Norte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.